Vida de artista: Comece na música do jeito certo

Vida de artista: Comece na música do jeito certo

por 12/06/2020

Uma carreira na música depende de tantos fatores, de tantas atribuições, e esses não são fixos, estão sempre mudando, e a cada dia têm mais.

É compreensível, portanto, que muitos aspirantes não saibam bem como e por onde começar, que se sintam inseguros e até perdidos.

Mesmo aqueles que de alguma forma já começaram às vezes não sabem como prosseguir, avançar, se desenvolver, obter bons resultados, para viver efetivamente de música.

Boa parte não fez o básico, pulou etapas. É como querer construir uma casa pelo telhado.

Resolvi então trazer algumas orientações básicas. Vamos a elas!

julio salinas

Julio Salinas

Desafio constante

Se você está realmente querendo iniciar na carreira artístico-musical, só que não teve banda, não tem muita experiência ou está bem no zero e gosta de cantar, gosta de tocar um instrumento, de criar letras e melodias, a primeira coisa que tem que saber é que você vai escolher uma profissão, uma área para trabalhar que é bem difícil. A gente não tem muito apoio das pessoas.

Geralmente as famílias querem que a gente seja médico, advogado etc. Então já começa por aí: você vai precisar romper com isso e tomar sua decisão.

Por essa razão, você vai ter que botar ainda mais empenho.

E vai ter que se provar e provar para outras pessoas que é o caminho certo, que vai conseguir resultado.

Capital e planejamento financeiro

Outro ponto muito importante é ter consciência de que você vai começar um negócio próprio, e você não vai ser um funcionário.

Como um músico, você pode prestar o serviço mesmo sendo dono da sua própria carreira, como banda ou individual; você pode prestar serviço para o estúdio como músico de gravação; também pode fazer uma prestação de serviço sendo um produtor musical. Enfim, tem uma série de coisas que você pode fazer e desempenhar para trabalhar com música.

Já como artista musical (que vai ficar lá na frente levando a carreira), você tem que saber que vai ter que ter um capital.

Quem vai abrir uma lanchonete, um consultório odontológico ou vai fazer uma faculdade precisa de dinheiro para executar seu plano. Com a carreira musical é a mesma coisa: também é uma carreira, é uma profissão, e também precisa de planejamento, de racionalidade, de grana.

Engana-se quem acredita que por ser algo artístico e até mais libertário não precisa de capital, de investimento, de planejamento financeiro, que só talento basta. Não é assim que funciona na prática. A absoluta maioria dos artistas bem-sucedidos encarou e encara sua carreira com seriedade e planejamento para uma formação e um desempenho além da média, rejeitando o amadorismo, priorizando a profissionalização.

Então você precisa saber que não é só gravar uma música e lançar e assim vai conseguir chamar a atenção de apoiadores, de patrocinadores. Isso raramente acontece. Em geral é uma construção onde você precisa colocar tijolinho por tijolinho, single por single, trabalhando cada etapa, investindo um pouquinho aqui, um pouquinho ali.

Precisa de capital para se profissionalizar (canto, dança, teatro, consultorias), para investir nas coisas mais básicas, para gravar/produzir músicas, para divulgá-las, para fazer fotos, clipes e tudo mais.

Para isso, você pode ir trabalhando aos poucos, pequeno, como cantor, compositor, professor de música, entre outros, e assim acumulando capital, somando a possíveis complementos de familiares e amigos, também buscando investidores, mesmo os pequenos, afinal você também ainda é pequeno.

É claro que para aplicar bem esse capital você precisa ter objetivos e metas bem estabelecidos e programados para a sua carreira musical, para executar bem. (Esse tema a gente vai ver mais para a frente.)

Talento e treino

Outra coisa: você tem que estar o tempo todo trabalhando suas capacidades, seu talento, desenvolvendo o tempo todo suas habilidades como cantor, como performer, para você fazer um show, uma boa apresentação, também como instrumentista.

Você realmente precisa estar sempre um passo à frente do seu tempo, ter uma mente aberta, uma visão de vida diferenciada, inclusive para criar, para te ajudar a compor. Isso reflete muito no seu trabalho. Tem a ver com essência, originalidade, qualidade, conexão.

Mentalidade empreendedora

Outra coisa que você precisa ter também é uma mentalidade, uma visão empreendedora, porque você vai ter uma equipe trabalhando com você, para você, e é você quem vai gerenciar isso.

Existem artistas que têm toda uma equipe, consultoria, assessoria, produção e se preocupam mais com sua entrega em estúdio e em cima do palco, ou melhor, que se preocupam quase exclusivamente com o artístico. Não é o que acontece com a maioria e principalmente com quem está começando.

Isso significa que a maior parte dos artistas em formação ou ascensão precisa necessariamente — além do artístico — conhecer e trabalhar o administrativo, o executivo, o financeiro, o marketing, o comercial, questões legais e burocráticas etc.

Já atendi artistas que já tiveram relativo sucesso mas que não tinham noção de ISRC, quem gerou esse código, onde estava editada determinada música, porque delegavam essas coisas, não se interessavam pelo básico, delegavam tudo ou quase tudo, ou como ouvi por aí: praticavam o “delargar”.

Então você precisa estar na direção da sua carreira em todos os aspectos. Mesmo que você não execute algumas funções, você tem encarregado e você tem que saber.

Recapitulando…

Em resumo, o básico que você tem que saber para iniciar sua carreira na música é:

  • Que você vai escolher uma área em que precisa ter muita dedicação.
  • Que você tem pouco apoio no começo — mas que se toca fundo aí você precisa tomar a decisão.
  • Que antes de ter resultado você precisa ter dinheiro para investir na sua carreira ou despertar o interesse de pessoas para investir junto com você.
  • Que você precisa desenvolver o seu talento o tempo todo.
  • Que você tem que ter uma mentalidade, uma visão empreendedora e converter isso em prática.

Vamos continuar esse papo por aqui ou pelos meus perfis sociais?! Instagram: @ruliosalinas / Youtube: canalruliosinas