Guitarras e violões: os mais baratos das grandes marcas

Selecionamos nove guitarras e violões de marcas famosas que fazem sucesso em todo mundo.

Ao começar como guitarrista, muitos preferem um violão. É certamente mais barato do que uma guitarra, pois não há necessidade de comprar um amplificador de guitarra separado e você pode começar a tocar imediatamente.

O violão é um pouco mais difícil de tocar do que a guitarra, mas muitas vezes as pessoas acham que isso as coloca em uma boa posição para passar para a guitarra.

As guitarras são muito mais versáteis do que os violões, mas têm mais componentes para se familiarizar. Especialmente se você quer começar a tocar rock, blues ou metal, a guitarra também pode ser uma ótima ferramenta para iniciantes.

As guitarras geralmente são um pouco mais fáceis de tocar do que os violões, devido a fatores como tensão das cordas e tamanho do braço. Parece complicado, mas é importante conseguir algo super confortável que você nunca vai querer deixar de lado.

Nunca houve um momento melhor para começar a tocar guitarra do que agora. Você pode encontrar um amplificador de guitarra de boa qualidade por menos de 1000 Reais (valor de janeiro de 2022), ou até mesmo conectá-lo diretamente ao seu Mac/PC ou smartphone se estiver equipado com um VST de guitarra e uma interface de áudio adequados.

Quer você escolha uma guitarra ou um violão, reunimos uma variedade das melhores opções dos isntrumentos de marca em termos de som, qualidade de construção e tocabilidade.

1. Ibanez GIO GRX40

Tudo de uma grande marca, com preço maravilhoso

ESPECIFICAÇÕES

Preço médio no Brasil: 2.300 Reais

Tipo da construção: Braço parafusado (bolt-on); Madeira do corpo: Basswood; Madeira do braço: Maple; Tipo do Braço: GRX; Escala: Jatobá; Tamanho da escala: 25,5”; Trastes: 24;  Ponte: FAT 10; Hardware: Chrome; Captação: STD-S1 (braço) + STD-S2 (meio) + STD-H2 (ponte); Controles: 1 Volume + 1 Tone e chave de 3 posições

Positivos
  • Construção da guitarra
  • Sonoridade versátil
  • Timbre bem estruturado
  • Garantia no Brasil
Negativos
  • Não encontramos
10
Ibanez Gio

Ibanez GIO GRX40 A melhor compra

A melhor compra atualmente. Uma guitarra premium com preço econômico.

Em um mundo onde todos parecem ter a ‘melhor guitarra’ surge, então, a solução da Ibanez com um custo benefício imbatível.

A guitarra Ibanez GIO GRX40 veio para competir e ganhar. Com uma sólida construção, timbres poderosos e ataque dinâmico, a marca japonesa mostrou que não está brincando no mercado global de instrumentos musicais.

Representanda no Brasil pela importadora Equipo, a Ibanez está a frente desta batalha entre as ‘notáveis’.

2. Squier Classic Vibe ‘50s Stratocaster

A melhor guitarra econômica da Fender: estilo, som e sofisticação

ESPECIFICAÇÕES

Preço médio no Brasil 5.500 Reais.

Corpo: Pinho. Braço: Maple. Escala: 25,5” (648 mm). Diapasão: Maple. Trastes: 21. Captadores: Fender Projetado Alnico Single Coils. Controles: Master Volume, Tone 1. (Pickup do braço), Tone 2. (Middle Pickup). Hardware: Cromado. Canhoto: Sim. Acabamento: 2-Color Sunburst, Black, Fiesta Red, White Blonde.

Positivo
  • Uma linha Fender acessível
  • Excelente custo-benefício
  • É autêntica
Negativo
  • O braço de 1950 é um pouco complicado
10
Fender Squier

Fender Squier Classic Vibe 50's Autêntica

Faixa de tom produzida pelos captadores single-coil projetados pela Fender é excelent

A Squier Classic Vibe ’50s Stratocaster é um espetáculo para ser visto. Ela fica acima da linha Affinity de nível básico da Squier, mas possui qualidade de construção, hardware e tom muito superiores. Nós gostamos particularmente dos afinadores vintage e do braço de perfil fino colorido, enquanto a faixa de tom produzida pelos captadores single-coil projetados pela Fender é excelente.

Há um pequeno salto no preço em relação às guitarras Affinity, mas o salto que acompanha a qualidade geral faz desta uma guitarra de grande valor. Chegamos ao ponto de dizer que a linha Classic Vibe em sua totalidade oferece muitas guitarras com preços mais altos, incluindo a própria linha mexicana da Fender, uma corrida pelo seu dinheiro. Muito recomendável.

3. Yamaha Pacifica 112V

Uma das melhores guitarras de entrada da Yamaha com apelo duradouro.

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil 1.800 Reais.

Corpo: Alder. Braço: Maple. Escala: 25,5”. Diapasão: Rosewood. Trastes: 22. Captadores: Ponte humbucker Alnico V 2x single coils Alnico V. Controles: Volume, Tone (com divisão de bobina push-pull), chave seletora de 5 vias. Hardware: Vibrato de montagem em bloco estilo vintage. Canhoto: Sim (Pacifica 112J). Acabamento: Natural Satin, Old Violin Sunburst, Raspberry Red, Sonic Blue, Black, Silver Metallic.

Positivo
  • Modelo de entrada da Yamaha
  • Qualidade de construção impressionante
  • Sons modernos
Negativo
  • A ação da alavanca não é muito suave
10
yamaha pacifica

Yamaha Pacifica 112V Para a vida toda

A Yamaha Pacifica continua sendo uma das melhores guitarras nestes requisitos do mercado

A Yamaha Pacifica estabeleceu há muito tempo a referência de qualidade e especificações, e a 112V continua sendo uma das melhores guitarras nestes requisitos do mercado.

A 112 está longe de ser elegante e simplesmente se concentra nas necessidades básicas. No entanto, a construção é de excelente qualidade. Acredite, se cuidarmos dela, será uma guitarra para a vida toda.

No design, é uma versão muito mais moderna, brilhante e leve de uma Strat hot-rod. Mas quando dizemos mais brilhante, isso não significa muito berrante. De fato, o humbucker na ponte surpreenderá alguns; é robusto sem ser muito pesado nos médios e possui divisão de bobina, que essencialmente transforma seu humbucker de ponte em uma única bobina, para maior versatilidade.

As bobinas simples impressionam – há muita percussão e com um pouco de midrange extra adicionado de um amplificador, isso leva você ao tom certo do Texas. O braço e o meio combinados produzem uma mistura fina e moderna do tipo Stratocaster – o brilho adicionado cortará bem um patch de multi-efeitos.

4. Squier Bullet Mustang HH

Este modelo de pequena escala é uma das melhores guitarras para adolescentes.

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 2.000 Reais. Corpo: Basswood. Braço: Maple. Escala: 24”. Diapasão: Laurel. Trastes: 22. Captadores: 2 humbuckers de alta saída. Controles: Volume, tom, seletor de 3 vias. Hardware: Ponte hardtail moderna, tarraxas padrão. Canhoto: Não. Acabamento: Imperial Blue, Black.

A Fender Mustang original é uma espécie de clássico cult. Foi amada por bandas e músicos alternativos, incluindo Kurt Cobain, na década de 1990 por sua pequena escala, preço acessível e potencial para ajustes. A Bullet Mustang é a versão Squier mais acessível até hoje. De acordo com os outros modelos básicos da Squier, possui um corpo de basswood, dando-lhe uma sensação incrivelmente ágil e leve. Isso, combinado com seu comprimento de escala de 24 polegadas, a torna uma ótima opção para iniciantes.

Os dois humbuckers são a partida mais óbvia do original, fornecendo um grão angular na posição da ponte e um bom calor terroso no braço. O braço de maple aparafusado e a ponte hardtail de seis selas parecem tranquilizadoramente rígidas, enquanto as tarraxas fizeram um excelente trabalho em nossos testes de manter seu tom sem muitos problemas.

5. Gretsch G2622 Streamliner

A semi-hollow econômica com auténtica vibe Gretsch

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 6.000 Reais.

Corpo: Maple laminado, semi-hollow. Braço: Nato. Escala: 24,75”. Diapasão: Rosewood. Trastes: 22. Captadores: 2 Humbuckers Broad’Tron. Controles: Volume do braço, volume da ponte, tom, seletor de captação de 3 vias. Hardware: Ponte Adjusto-Matic, stoptail em ‘V’. Canhoto: Sim, G2622LH. Acabamento: Walnut Stain, Black

Positivo
  • A relação entre construção e preço é muito alta
  • Captadores mais quentes expandem o potencial sonoro
  • O bloco central expande o uso com ganhos/volumes mais altos
Negativo
  • Tarraxas ligeiramente “esponjosas”

O conceito Streamliner é simples: criar guitarras Gretsch mais acessíveis sem perder seu DNA específico. Este exemplo em particular é um design semi-hollow, o que significa que ele produz mais volume quando desplugado e oferece um tom mais terroso e menos agressivo do que um design de corpo sólido quando conectado a um amplificador, o que é ideal para blues e música country. No entanto, tem um braço ligeiramente mais grosso do que as outras guitarras em nosso guia, por isso não é uma das melhores guitarras para mãos pequenas.

A construção da G2622 dá uma resposta e ressonância diferente de outros novos lançamentos da Gretsch e, com esses captadores, se afasta ainda mais do som Gretsch, mais próximo do caráter do design clássico ES-335 da Gibson. Os captadores humbucking Broad’Tron mais robustos expandem o potencial sonoro, mantendo-se próximos da iconografia clássica. Se você quer uma semi-hollow de grande valor, esta está entre as melhores elétricas abaixo de US$ 500.

6. Epiphone Slash ‘AFD’ Les Paul Special-II

Melhor Les Paul para Iniciantes: Aprovada pelo Guns N’ Roses

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 4.000 Reais.

Corpo: Okoume com AAA Flame Maple Veneer. Braço: Okoume. Escala: 24,75”. Diapasão: Rosewood. Trastes: 22. Captadores: 2 humbuckers Epiphone Ceramic Plus. Controles: Volume, tom, seletor de 3 vias. Hardware: Tarraxas de proporção 14:1, ponte Tune-O-Matic e Stopbar Tailpiece, Shadow E-Tuner no anel de montagem do captador da ponte. Canhoto: Regular Les Paul Special II apenas. Acabamento: Appetite Amber apenas.

10
Guitarra Epiphone Les Paul Special Slash AFD

Epiphone Slash Só faltou a cartola

A altura das cordas é baixa e os captadores são altos o suficiente para um tom de guitarra de rock decente

Destinado a guitarristas que estão dando seus primeiros passos no rock, este modelo básico aprovado pelo Slash certamente oferece a aparência do instrumento preferido do guitarrista do Guns N’ Roses. Ele também possui dois humbuckers Epiphone Ceramic Plus extremamente poderosos; além disso, integrado ao anel de captação da ponte está um Shadow E-Tuner, ativado através de um pequeno botão no anel; é incrivelmente útil para os novatos ter um afinador sempre à mão.

A altura das cordas é baixa e os captadores são altos o suficiente para um tom de guitarra de rock decente, embora o captador do braço seja um pouco escuro e nada assombroso. No entanto, quaisquer dúvidas que você possa ter serão mais do que dissipadas pelo excelente preço.


Os melhores e mais acessíveis violões de marca

1. Takamine GD10

O líder do mercado

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 2.100 Reais.

Cor: Natural Satin (NS); Acabamento: Fosco; Formato do Corpo: Folk sem Cutway; Encordoamento: Aço .012 / .053 – DAddario; Número de Cordas: 6; Madeira de Braço: Mahogany; Madeira de Tampo:; Spruce Laminado; Madeira da Lateral: Mahogany Laminado; Madeira de Fundo: Mahogany Laminado; Cavalete: Ovangkol; Escala: Ovangkol 64,2m (25.5″”); Tensor: Sim. Bilateral; Nut (Capo Traste): 42,5mm; Número de Trastes: 20; Marcações de Escala: Dots; Tarraxas: Blindadas Cromadas; Escudo:Tortoise; Utilização/Mão: Destro

O violão Takamine GD10 é distribuído por uma das mais sólidas empresas no Brasil. Bom, até aí você pode se perguntar o que isto tem a ver com a sonoridade do violão, certo? De fato nada, mas dá a garantia do produto, procedência e assistência técnica.

O Takamine GD10 vem sendo um dos mais vendidos violões de marca, se não o Mais vendido mesmo. Esolha número um dos sertanejos e evangélicos, o timbre do instrumento se adequa aos estilos musicais mais famosos do Brasil.

Encorpado, robusto, o Takamine G10 aceita com perfeição a instação de captador.

2. Martin LX1E Little Martin

Uma ótima acústica.

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 6000 Reais.

Tipo: Modificado 0-14 trastes. Tampo: Abeto Sitka. Fundo e laterais: Laminado de alta pressão. Braço: Stratabond. Escala: 23”. Diapasão: Richlite certificado pelo FSC. Trastes: 20. Tarraxas: níquel Gotoh. Eletrônica: Fishman Sonitone. Canhoto: Sim. Acabamento: Hand Rubbed.

O Little Martin favorito de Ed Sheeran tem um comprimento de escala menor do que muitos dos outros violões neste guia, tornando-o um dos melhores violões para mãos pequenas. Parece um pouco industrial, mas desde o primeiro toque sua voz de abeto mais convencional irá cativar você. É muito divertido.

O material pode ser feito pelo homem, mas o braço e a ponte parecem ébano denso, enquanto o fundo e os lados de HPL em tons escuros imitam um mogno rico e escuro, dando-lhe uma sensação de classe. Como sua voz acústica, o Martin soa muito ‘convencional’ plugado e isso não é uma coisa ruim, especialmente para iniciantes. É muito fácil marcar, então está pronto para microfone aberto, quando chegar a hora!

2. Taylor GS Mini

Qualidade séria a um preço muito bom para o nível do produto.

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: entre 8.000 e 10.000 reais.

Corpo: Sapele em camadas com tampo em Sitka Spruce. Braço: sapele. Escala: 23,5″ (597 mm). Diapasão: Ebony. Trastes: 20. Tarraxas: Cromadas. Eletrônica: N/A. Canhoto: Sim. Acabamento: Cetim.

10
Violao Taylor Gs Mini

Taylor GS Mini Violão para a vida

O Little Martin favorito de Ed Sheeran tem um comprimento de escala menor do que muitos dos outros violões

Como uma das “duas grandes” em violões acústicos, junto com a Martin, há um nível de qualidade e excelência que pode ser esperado da Taylor. Afinal, esta é uma marca que produz alguns violões que custam tanto quanto um carro.

O GS Mini é pequeno o suficiente para qualquer um se sentir confortável, mas produz o tipo de tom que fará seus joelhos ficarem fracos. A qualidade de construção e a tocabilidade geral são excelentes, tornando este violão perfeito para qualquer pessoa, não importa onde esteja em sua carreira.

4. Fender CD-60S All-Mahogany

Um dos melhores violões, com um preço competitivo.

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 4000 reais.

Tipo: Dreadnought. Tampo: mogno maciço. Fundo e laterais: mogno laminado. Braço: mogno. Escala: 25,3”. Diapasao: jacarandá. Trastes: 20. Tarraxas: cromo fundido. Eletrônica: N/A. Canhotos: sim. Acabamento: brilhante.

O modelo de entrada da série Classic Design é um bom lembrete de “quanto” violão você pode obter pelo seu dinheiro no final do preço mais acessível do mercado. Aqui, oferecemos um tampo de mogno de madeira maciça, fundo e laterais de mogno laminado e uma borda de braço laminada atraente, tornando a experiência de tocar confortável para iniciantes.

A ação do CD-60S também é excelente imediatamente. O caráter central do mogno está certamente aqui, trazendo alguma substância para um brilho geralmente associado aos tampos de abeto. O resultado é algo que é genuinamente inspirador para tocar e soa no trabalho de acordes. Por que os novos músicos devem se contentar em se sentirem “bem” quando precisam se sentir confortáveis e inspirados?

5. Yamaha FGX800C

ESPECIFICAÇÕES

Preço no Brasil: 4.000 Reais.

Tipo: Dreadnought. Tampo: abeto maciço. Fundo e laterais: Nato. Braço: Nato. Escala: 25,6”. Diapasão: jacarandá. Trastes: 20. Tarraxas: Cromadas die-cast. Eletrônica: N/A. Canhoto: Não. Acabamento: fosco.

10
Violão Yamaha FGX800C

Yamaha FGX800C Segurança

Este modelo da gigante do violão Yamaha é uma construção acústica tipicamente elegante e limpa

Este modelo da gigante do violão Yamaha é uma construção acústica tipicamente elegante e limpa com um acabamento fosco. Há pouca ornamentação, os pontos do braço do violão são pequenos e sem contraste, mas os pontos laterais brancos são claros e brilhantes, ideais para quem busca sonoridade e solidez.

O braço de três peças, com um amplo perfil C completo, se encaixa perfeitamente. As tarraxas são bastante genéricas, mas mais do que adequadas para o trabalho, enquanto a porca e a sela compensada são bem cortadas com uma altura de corda sensível e prática. Dreadnoughts, é claro, vêm em muitos tons diferentes, mas devemos esperar muitos graves espaçosos, um forte punch baixo-médio, agudos nítidos – um ótimo som que projeta. Bem, o FGX800C preenche essas características e muitas mais.

Matéria elaborada com referências do MusicRadar , Chris Corfield .

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe seu Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
[arm_social_login]
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar