Guia: da guitarra ao amplificador – Parte 2 por 02/06/2021

Continuamos com nosso guia de equipamento para formar um setup de guitarra completo. Aqui veremos algumas opções de pedais, cabos, fontes de alimentação e pedalboards.

Pedais de drive ou distorção

Mais pesado, mais leve, transparente, gorduroso, dinâmico… enfim, definições não faltam para este efeito e cada um tem a sua preferência ou necessidade perante ao seu estilo. Lembrando que dependendo do amplificador que você tiver, poderá mesclar o uso entre drive do amplificador e pedal de drive, isso lhe trará mais possibilidades de timbre. Para este guia, trouxemos apenas três, mas existem milhares de opções disponíveis no mercado que com certeza irão te satisfazer.

Fuhrmann Tube Drive

 

 

Este pedal é baseado em um grande clássico e é um sucesso de vendas em território nacional. Ele conta com 4 controles: Tone, Level, Drive e Bass. Também possui uma chave bright para adicionar ou cortar agudos. Para quem busca timbre clássico e preço acessível!

 Boss Sd-1 Super Overdrive 

 

 

O Boss SD-1 é um clássico e sucesso de vendas da marca, talvez a mais tradicional marca de pedais de guitarra em todo o mundo. O pedal possui 3 controles: Level, Tone e Drive. Com certeza uma ótima opção!

Joyo Jf-02 Ultimate Drive

 

 

O Ultimate Drive é uma opção que possibilita a escolha entre drive e distorção mais pesada. Além de contar com 3 controles (Gain, Tone e Level), possui uma chave para modo High e modo Low, que faz o som alternar entre drive e distorção. Compra de excelente custo-benefício.

Pedais de chorus

O chorus é um efeito de modulação que ficou bastante conhecido nos anos 1980. O chorus nada mais é que um atraso de sinal que enriquece o som do instrumento de forma similar a um violão de 12 cordas, preenchendo o som da guitarra. A combinação de chorus com drive ou chorus com delay é das mais conhecidas e utilizadas pelos guitarristas. Este é um efeito que possui diversas opções e modelos clássicos, por isso escolhemos modelos que sejam similares aos clássicos, mas longe da hype que envolve certos modelos.

Fuhrmann Cycle Chorus

 

 

Modelo com 4 opções de controle e timbragem, sendo elas Tone, Rate Depth e Balance. Possui sonoridade versátil, com ótima construção e design. Uma boa escolha para completar ainda mais seu set de pedais.

Danelectro Fab D5 

 

 

Essa linha de pedais da Danelectro foi bastante polêmica, por ter sido lançada com intenção de entregar ótima sonoridade mesmo tendo baixo custo, com preço de U$20 na época. A linha foi crescendo entre o amor e ódio e até hoje é bastante procurada e utilizada por guitarristas do mundo inteiro. O Fab Chorus possui apenas 3 controles (Mix, Speed e Depth) e é bem fácil de usar. Esse pedal, apesar de antigo, continua entregando um dos melhores custo-benefício do mercado. 

NIG Detune Chorus

 

 

O Detune Chorus é um pedal robusto e de excelente construção, possui som baseado no detune, sonoridade agradável e muito usada nos anos 1980. Possui 3 controles: Speed, Depth e Energy. De construção robusta, o pedal é uma das ótimas opções disponíveis no mercado.

Pedais de delay ou reverb

Os pedais de delay e de reverb estão entre os mais importantes de todo set, pois com eles você pode criar sonoridades incríveis e dar outra cara ao seu som. Basicamente o delay é um efeito de eco, ou seja, ele repete as notas tocadas e o seu uso pode ser para dar ambiência ao som ou para repetir as notas de acordo com a necessidade do guitarrista. Existem 3 tipos de delay: Fita, Analógico e Digital, cada um com suas características. 

Já o reverb é um efeito que simula diferentes ambientações acústicas, capaz de dar mais alcance e prolongar um som ou causar a sensação de proximidade ou profundidade. Existem diversos tipos de reverb, os mais conhecidos são: Hall, Plate, Spring e Room. O reverb é um efeito que geralmente já vem acoplado aos amplificadores, por isso vamos dar mais atenção aos delays e apresentar aqui uma opção de pedal que possua os dois efeitos. Vamos lá.

Joyo D-seed 2

 

 

O D-Seed é um pedal com 8 tipos de delay: Looper, Mod, Space, Lo-Fi, Reverse, Filter, Tape, Analog e Copy. O pedal é dual delay com dois canais e função tap tempo individual, com entrada e saída estéreo, o que é um diferencial entre os outros pedais disponíveis nesse guia. Sem dúvidas, uma escolha muito segura!

Mooer Reecho 

 

 

Versátil e compacto, esse é o Mooer Reecho. O pedal possui 3 modos de delay (Analog, Real Echo e Tape Echo) com 3 controles (Volume de Efeito, Volume de Feedback e Tempo). Uma escolha de ótimo custo-benefício.

NUX Atlantic Delay

 

 

O Atlantic Delay possui delay e reverb, ou seja, são 2 pedais em 1. Com 3 opções de Delay (60, 70 e 80), 3 opções de Reverb (Spring, Plate e Hall), Smart Tap Tempo, e a opção de acionar um Shimmer, queridinho dos guitarristas de louvor. Esse pedal oferece algumas opções de funcionamento (em série ou paralelo), ou seja, você pode misturar a saída do delay com o reverb. O Atlantic é a mais cara das opções que trouxemos, porém, a possibilidade de usar delay e reverb faz dele um pedal completo. 

Pedais variados

Para completar as escolhas do nosso set de guitarra, vamos deixar o sexto pedal para que vocês escolham a opção favorita. A intenção é que você decida o que irá melhor atender e que tenha relevância para o seu estilo. Trouxemos aqui três efeitos clássicos e que podem ser o diferencial no seu som: Phaser, Tremolo e Compressor, sendo que teremos uma opção para cada um deles.

Mooer Ninety Orange (Phaser)

 

 

Esse é um efeito de modulação imortalizado pelo mestre Eddie Van Halen. O phaser é muito utilizado para criar cores e texturas sonoras, é um efeito que brinca bastante com a criatividade do guitarrista. O Ninety Orange possui apenas um controle (Speed) e chave seletora para alternar entre Vintage e Modern. Como característica dos pedais da marca, ele possui tamanho compacto e ótimo custo-benefício.

Pedal Overtone OTR-1 (Tremolo) 

 

 

Os pedais de tremolo são um clássico e foram muito utilizados nos anos 1960 e 1970. O tremolo funciona como se houvesse uma oscilação no volume do seu amplificador, provocando uma verdadeira ondulação sonora. Parece algo bastante simples, mas o tremolo pode adicionar uma textura muito interessante ao seu som. O Overtone OTR-1 é um pedal de tamanho compacto e de fácil uso, com apenas 3 controles (Depth, Color e Speed) e chaveamento que altera o voicing do pedal entre normal e hard, para som mais discreto ou mais presente. Mais uma opção de boa qualidade com preço acessível!  

Pedal Boss Compressor Sustainer CS-3 (Compressor) 

 

 

O compressor pode ser um grande aliado do músico na execução de diversas técnicas e estilos. Este efeito serve basicamente para diminuir o volume dos sons mais altos e aumentar o volume dos sons mais baixos do sinal. Ele atua estreitando a faixa dinâmica do som, diminuindo a diferença entre sons altos e baixos, essencialmente “achatando” o sinal.  O Boss CS-3 pode ser considerado um clássico, porém, não são todos os guitarristas que utilizam este tipo de efeito, em contrapartida, existe quem toque com esse pedal ligado 100% do tempo. O pedal possui controles de Level, Tone, Attack e Sustain. Com o padrão de construção Boss, se torna uma ótima escolha para completar seu set.

Cabos P10 para pedais

Para fazer a ligação entre os pedais iremos precisar de mini cabos P10, sem eles não há como o sinal da guitarra passar por todos os pedais e chegar ao amplificador. Esse é um ponto importante, pois más escolhas podem trazer uma tremenda dor de cabeça, visto que cabos de qualidade ruim podem falhar, causar ruídos e mal contato, além da perda de sinal. Para o nosso setup precisaremos de 5 unidades desses cabos. Existem algumas boas opções no mercado. São elas:

Tecniforte Mojopath

 

 

Com o kit de cabos MojoPath da Tecniforte você pode montar cabos para pedal na medida que você precisar. A montagem é bastante fácil e não requer ferramenta adicional, pois o kit já vem com chave Allen e estilete para cortar o cabo. O produto possui 10 anos de garantia (exceto contra mau uso). No total são 10 plugues (para montagem de 5 cabos) G&H e 8 metros de cabo. Uma das melhores opções do mercado!

Tiaflex Kit com 6 cabos 

 

 

Estes são cabos populares e de boa qualidade, já prontos para o uso. Segundo o fabricante, esses cabos possibilitam uma melhor transmissão do sinal, evitando ruídos e interferências, proporcionando ao usuário excelente qualidade sonora. Uma escolha segura e de excelente custo-benefício.

Rockboard Cables

Estes cabos importados são feitos para otimizar a área em seu pedalboard. O RBO Flat Patch possui formato achatado, com plugues em L. Os Rockboard também são uma ótima opção custo-benefício

Fontes de alimentação

Como o próprio nome sugere, as fontes servem para alimentar todos os pedais de seu board. No geral, assim como todos os pedais apresentados acima, a alimentação é 9V ou, como falado por aí, o famoso “padrão Boss”. Para alimentar nosso board, precisamos de uma fonte que alimente no mínimo 6 pedais. Existem diversos modelos nacionais e internacionais disponíveis e trouxemos aqui as três opções mais populares entre os guitarristas atualmente:

Landscape Isopower 4

 

 

A Isopower 4 é uma sofisticada unidade de suprimento de energia com 4 seções absolutamente isoladas para pedais de efeito e pedaleiras, fornecendo 6 saídas de tensão 9V  DC com a incrível capacidade de 2000mA de corrente. Uma opção um pouco mais tecnológica, já que oferece seções isoladas, é uma ótima opção de compra.

Fire Power Bridge Pro

 

 

Power Bridge Pro é uma fonte bivolt automática com 13 saídas, sendo 10 saídas para pedais 9V, 2 de 18V e uma que pode ser selecionada para 12 ou 18V DC. Possui sistema duplo de filtragem de ruído (um na fonte chaveada e outro no Power Bridge), proteção contra curto circuito, que garante a segurança dos pedais em casos de overload, e distribuição inteligente de energia, garantindo que a fonte irá liberar a energia certa para cada pedal conectado em suas saídas individualmente. As 13 saídas da Power Bridge permitirão que você adicione mais pedais ao seu board sem ter que trocar de fonte. Uma excelente opção, talvez a mais vendida entre elas.

 Truetone 1 Spot

 

 

A Truetone 1 SPOT promete excelente custo-benefício. O 1 SPOT Combo Pack vem emparelhado com cabos multi-plugue que permite alimentar 8 pedais simultaneamente e permite a utilização de extensões para a conexão de vários pedais. Com uma nova tecnologia, sem ruido e economizando espaço em seu pedal board. é sem dúvida a melhor opção para quem visa economia.

Pedalboard

O pedalboard é a salvação para aquela bagunça de pedais. Ele ajuda a manter a organização e a conservação, uma vez que os pedais não irão ficar soltos pelo chão. O fato de montar e desmontar, plugar e desplugar os cabos já irá gerar desgaste tanto nos pedais quanto nos cabos, por isso ele se faz tão necessário. Existem diversos tipos de pedalboard, desde os mais coloridos e cheios de recurso até os mais simples e rústicos (recentemente fiz um caseiro e adorei o resultado). Considero um bom pedalboard aquele que seja leve e que caibam todos os pedais com a possibilidade de encaixar mais um ou dois no futuro. Já que guitarrista vive trocando de equipamento, é importante para não ter que trocar o board a cada vez que você decidir trocar ou adicionar um pedal. O tamanho médio que escolhemos é de 60cm x 30cm, isso é o suficiente para os pedais que escolhemos aqui no guia e também para adicionar mais um ou dois pedais no futuro.

Creation FD 61cm x 31cm

 

 

Este pedalboard é levemente inclinado para fácil acesso aos pedais e possui alças laterais para facilitar o transporte. Sua carcaça é fabricada em chapa de aço resistente. Essa opção não inclui soft bag, mas a Creation oferece opção de compra com bag incluído. É uma ótima opção custo-benefício.

Mesk 50cm x 30cm

 

 

O pedalboard Mesk também possui leve inclinação. É feito em chapa de aço e possui Iluminação LED com controle remoto, filtro de linha embutido com 4 tomadas e botão on/off, cabo de energia AC, jacks de entrada e saída P10 e também acompanha velcro para fixação dos pedais. Essa opção acompanha soft bag para transporte, o que faz do Mesk uma excelente compra!

Hands 60cm x 30cm

 

 

O Hands é um pedalboard construído em madeira de reflorestamento, com acabamento em seladora e verniz de alto brilho. Sua superfície é em alumínio perfurado para passagem dos cabos e possui dois pistões para elevação da superfície, o que permite acesso ao compartimento interno onde podem ficar os cabos, fonte, etc. Este board possui jacks P10 in/out com trava, filtro de linha com 5 tomadas, cabo e tomada AC de energia com botão on/off. Acompanha fita de velcro adesivo e abraçadeiras de nylon para fixação dos pedais. Essa é uma opção para quem quer um pouco mais de recursos e estética visual.

Não perca a terceira e última parte na próxima semana!