Guia: da guitarra ao amplificador – Parte 1 por 26/05/2021

Guia para guitarristas: quanto custa montar um set profissional completo de guitarra em 2021, gastando pouco, mas sem abrir mão da qualidade!

Quer soar como os grandes guitarristas da história, mas sem gastar muito? Este guia irá te ajudar a saber o que é preciso e quanto custa montar um set de equipamentos completo para guitarristas profissionais, que poderá ser usado para ensaios, shows e apresentações. 

Fizemos uma lista com o que você vai precisar, com opções de equipamentos e de toda a estrutura necessária, da guitarra ao amplificador. Ao todo serão quase 40 itens descritos e avaliados.

A idéia

Devido as atuais condições do mundo, e principalmente do mercado de eventos, os músicos estão encontrando o circuito de igrejas, eventos, casas de show e bares fechado. Sem a possibilidade de fazer renda tocando e com os preços dos produtos importados lá em cima, fica praticamente impossível para o músico, principalmente, para quem iniciou recentemente sua caminhada musical, conseguir os tão sonhados equipamentos profissionais, como comprar uma guitarra importada ou então aquele amplificador valvulado que muitos sonham por aí. 

O cenário atual definitivamente não é o melhor para quem almeja ser ou é de fato um músico profissional, mas temos fé que em breve iremos retornar com força total ao nosso devido lugar: o palco. 

Enquanto isso, este guia serve justamente para ajudar músicos guitarristas que estão em busca de construir um set de equipamentos completo de nível profissional, com ótimos recursos, boa qualidade e preço acessível. O objetivo? ter um equipamento que atenda a todas as demandas de um músico exigente em atividade, para shows, eventos, ensaio, estudo e tudo mais o que for preciso gastando o menos possível!

Como faremos isso?

Bom, considerando todo o equipamento necessário para montarmos um set completo de guitarra, definimos os itens necessários e avaliamos os produtos disponíveis no mercado. Fizemos uma lista com algumas opções para cada categoria de produto (guitarra, pedal, amplificador, etc.) que serão necessários para completar o set, assim iremos apresentar aqui trÊs equipamentos de marcas e valores distintos para cada categoria, exemplo: apresentamos três amplificadores e fizemos uma média do preço dos três, assim temos a média de preço necessário para comprar um amplificador que atenda sua necessidade. Somando todas as médias de preço dos equipamentos apresentados, vamos conseguir um valor aproximado em reais (R$) do investimento necessário para conseguir montar o tão sonhado set de equipamentos completo.

As categorias de produto

Considerando os diversos estilos musicais e necessidades de cada músico, traremos dentro das três opções de cada categoria, produtos que atendam por completo, ou em sua grande maioria, as características de cada um desses estilos. Sendo assim, nosso set será composto por: guitarra, cabos P10, pedalboard, pedais de efeito ou multi-efeito (pedaleira), cabos de pedal, fonte de alimentação para pedais e, por último, mas não menos importante, o amplificador. 

Vale lembrar que foram avaliados diferentes modelos e marcas disponíveis no mercado. Nós escolhemos os produtos melhor avaliados por qualidade e relação custo-benefício. Os preços de cada item apresentados aqui serão a média dos valores encontrados no mercado em maio de 2021. Vamos lá?

Guitarras

A guitarra é sempre a principal ferramenta e um objeto de desejo para um guitarrista. É dela que sai o som que passa por todo o circuito de pedais e amplificador, é ela também quem proporciona timbres únicos dependendo do modelo da guitarra. Nós escolhemos os modelos visando sempre a versatilidade e característica de cada instrumento. Os três modelos escolhidos são uma Strato, uma Les Paul e uma Super Strato com Floyd Rose, ou seja, atendem todas as situações possíveis dentro dos estilos. A Strato é com certeza a mais versátil de todas, a Les Paul cai como uma luva no rock e a Super Strato é um avião no metal e para os sons mais pesados. Vale lembrar ainda que todas elas são passíveis de upgrade, por exemplo: você pode comprar uma determinada guitarra e depois substituir tarraxas, captadores, elétrica ou a ponte para tornar aquele instrumento ainda melhor e mais confiável. 

Essas são as opções para nosso setup completo:

 Tagima TG 530 (Modelo Strato)

 

As guitarras Tagima são velhas conhecidas do brasileiro, ganharam mercado e conquistaram corações por sua confiabilidade e relação custo benefício.

Especificações segundo fabricante:

  • Corpo: Basswood
  • Braço: Maple
  • Escala: Maple com 22 trastes
  • Nut: 43mm
  • Captadores: 3 Tagima single coils
  • Controles: 1 Chave seletora de 5 posições, 1 Volume e 2 Tonalidade
  • Ponte: Tremolo vintage cromada
  • Tarraxas: Cromadas
  • Cores: Surf green, Metallic red, Olympic white, Sunburst, Black
  • Escudo: Mint green, Tortoise
  • Preço médio entre R$900 e R$1.200,00
  • Site do fabricante

 PHX LP-5 (Modelo Les Paul)

 

 

A PHX tem investido forte para ter instrumentos de melhor qualidade e uma prova disso é a Les Paul LP-5. Com ótimo acabamento e boa construção, a guitarra mantém os padrões de construção dos modelos clássicos e é uma boa opção para os roqueiros de plantão.

Especificações segundo fabricante:

  • Tampo: flamed maple
  • Corpo: basswood
  • Braço: maple
  • Ponte: tone o’matic cromo
  • Escala: rosewood
  • Captação: 2 humbucker
  • Tarraxas: die cast cromo
  • Acabamento: verniz brilhante
  • Controle: 2 volumes/ 2 tones/ chave 3 posições
  • Preço médio entre R$1.000,00 e R$1.300,00
  • Site do fabricante

Strinberg SGS250 (Super Strato)

 

 

A Strinberg também está fazendo um ótimo trabalho e ganhando cada vez mais espaço nos sets dos guitarristas. Recentemente a marca pode contar com o crivo de Gustavo Guerra, que assinou um modelo próprio, confirmando assim a qualidade dessas guitarras.

Especificações segundo fabricante:

  • Corpo: Basswood Sólido
  • Tampo: Quilted Maple Veneer
  • Acabamento: Brilhante
  • Braço: Maple
  • Construção: Bolt-On Neck (Junção Parafusada)
  • Escala: Maple 25,5″
  • Marcações: Dots
  • Tensor: Sim. Bi-Lateral
  • Nut (Capo Traste): 43mm
  • Número de Trastes: 24
  • Encordoamento: .09 / .042
  • Ponte: Floyd Rose Special
  • Captador Ponte: Humbucker Passivo
  • Captador Meio: N/A
  • Captador Braço: Humbucker Passivo
  • Jack: P10
  • Tarraxas: Cromada (Die Cast)
  • Escudo: N/A
  • Controles: 1 Pot. de volume, 1 Pot. de Tonalidae e Seletora de 3 Posições
  • Preço médio entre R$1800 e R$2000
  • Site do fabricante

CABOS P10

Muita gente não sabe, mas o cabo é parte essencial do resultado final do seu som! Ele tem função de preservar o sinal, o brilho e os harmônicos oriundos do instrumento. Para nosso SET iremos considerar o tamanho médio de 5m², tanto do guitarrista até os pedais, quanto dos pedais até o amplificador. Totalizando 2 cabos ou 10m² de cabo.

Tecniforte RAI

 

 

Os cabos RAI são indicados para uso com instrumentos musicais como guitarra, baixo, violão, viola, cavaco, banjo, teclado e outros. Eles são fabricados com a Tecnologia CCT ( Clear Connect Technology ) e tem garantia de 5 anos. Emborrachado (PVC 70°) + Espaguete Termo-Retrátil na Cor Violeta, possui formação tipo “Coaxial”, Capa Externa (7mm – Reforçada), Isolação, Blindagem (Trançada + Semicondutor)e seu condutor Interno é feito em malha de Cobre trançada e Cobre OFHC (Cobre Livre de Oxigênio).

Datalink Garage

 

 

Os cabos Garage têm excelente custo-benefício e são utilizados para interligar instrumentos musicais (guitarras, violões, baixos, teclados, etc.) ao amplificador ou outros equipamentos. Seu condutor é de 0,20 mm² em cobre OFHC e possui Trança 95% de cobertura + semi condutora. Isolado com Polietileno e revestido de PVC emborrachado nas cores preto, azul e vermelho.

Sparflex Pro Max

 

 

A linha Pro Max é montada com cabo modelo SPG50EX, tendo o condutor em cobre OFHC na seção 0,50mm², blindagem dupla em semi condutora 100% + trança de cobre com 93%, cobertura em termo-plástico, plugues Sparflex (ponta ouro).

Pedais ou pedaleiras multi-efeito?

Esse é um ponto chave neste guia e com certeza a escolha aqui irá influenciar diretamente no preço final de seu set. Muitas das vezes essa escolha ocorre por conta das características ou do gosto pessoal de cada um. Acho que se te agrada aos ouvidos, não deve ser a marca que deve falar mais alto na escolha. Essa categoria de produtos é a que mais apresenta opções de escolha, a principal delas baseia-se em: Pedais analógicos ou Pedaleiras multi-efeito? Pois bem, escolhemos aqui pedais e pedaleiras que possuem sonoridade, construção, praticidade e custo benefício que são capazes de atender nossas necessidades estipuladas lá no começo do guia. 

Então fica assim, considerando a quantidade de efeitos necessários para tocar diversos estilos musicais utilizando o mesmo equipamento, imaginamos que um pedal board ideal deveria conter os seguintes pedais: Afinador, Wah, Drive/Distortion, Delay/Reverb, Chorus, Tremolo e Phaser. Hoje vamos começar falando dos pedais:

Pedais afinadores

Como o próprio nome já diz, estar afinado é indispensável para todo músico em qualquer circunstância. O uso deste equipamento é imprescindível, porém você pode optar pela versão Clip (mais barata) ou pela versão stompbox, a qual considero mais confiável em uma situação de palco. Sendo assim escolhemos os seguintes modelos:

Behringer TU300

 

 

Este pedal é um velho conhecido, já disponível no mercado há algum tempo, ele continua firme e forte. Um pedal de bom custo benefício.

Landscape Alpha Tuner Atn1

 

 

A Landscape é uma marca nacional e com produtos que se consolidaram por serem confiáveis. Com boa construção e sistema true by-pass. Uma escolha segura!

Rowin

 

 

Para quem não quer gastar muito em um simples afinador, esse “chinesinho” é um dos modelos mais comuns atualmente no mercado e funciona muito bem!

Pedais de Wah

O pedal wah-wah era indispensável no som de Jimi Hendrix e deveria ser no seu também. Um pedal extremamente versátil e capaz de ser usado em todos os estilos musicais. Este efeito altera o tom e as frequências do sinal da guitarra para criar um som distinto, imitando assim as vocalizações humanas “wah-wah”. Os modelos que escolhemos foram:

Joyo Classic Wah

 

 

Este pedal busca manter características clássicas, parecidas a de um outro modelo famoso de wah disponível no mercado, mas com melhor custo benefício. Possui ótima construção e entrega ótima sonoridade

Behringer Hb01 

 

 

Este é um pedal para quem quer um pouco mais de recursos.  Com um knob Range de 6 posições para alterar o tone do pedal. A marca Behringer ficou conhecida por soluções inteligentes e equipamentos de ótimo custo benefício.

 Wah Vox V-845

 

 

O mais tradicional e conhecido das opções acima, dispensa apresentações é o Wah Vox. Um pedal que fez história e que até hoje está presente nos pedalboards de muitos guitarristas. Uma opção para quem busca sons clássicos.

Fique antenado para ver a segunda parte deste guia na próxima semana.

Mais textos sobre Instrumentos Musicais

Leia mais textos sobre Instrumentos Musicais e afins