Opinião: Como escolher um professor de música 

Opinião: Como escolher um professor de música 

por 25/05/2021

Uma pergunta que muitas vezes surge ao pensarmos na educação é como escolher um bom professor. Veja que o objetivo sempre será o mesmo: a Perpetuação da Música!

A Música precisa perpetuar; a Música precisa perpetuar…

Pelo amor de Deus, a Música precisa perpetuar!

O que significa perpetuar?

Perpetuar é propagar; eternizar; imortalizar; transmitir de geração para geração…

Percebeu?

E só existe uma maneira de fazermos com que a Música seja uma constante na vida das pessoas, que a Música perpetue, que se propague, eternize, seja transmitida de geração para geração: 

Através do ensino, de aulas, de professores de Música!

Muita gente tem me perguntado sobre como classificar um professor de música.

Assim como na maioria das profissões, a Música também tem seus profissionais qualificados e aqueles que não tem a mínima ideia do que estão fazendo.

E, o pior: é a grande maioria.

Pense comigo: Quem está, realmente, ensinando música?

Músicos?

Professores de música?

Malabaristas?

Mas, então, como identificar um bom profissional da Música para nos conduzir ao verdadeiro aprendizado musical?

A resposta é simples: observação.

Observe as atitudes do seu “mestre”, a forma como ele realmente encara a Música, como ele enxerga os conceitos básicos de melodia, harmonia e ritmo e se as Músicas que estão tocando nas Plataformas, na Internet, nas Mídias Sociais estão próximas ou distantes dele.

Não digo que ele deva ter um repertório moderno. Isso não. Nem eu tenho.

As Músicas que estão disponíveis, hoje, na grande maioria são uma grande porcaria.

O que as torna famosa é o lixo intelectual que a grande maioria das pessoas tem na cabeça e a qualidade impressionante dos processos de gravação. Estamos no auge da “Glamourização da Ignorância”!

Assim como acontece na medicina, os equipamentos para detectar doenças e problemas de saúde estão extremamente sofisticados.

Já os médicos…

Alguns professores estão aptos para preencher esta lacuna do aprendizado musical desde que tenham alcançado um ponto além do nível das escolas, conservatórios e institutos de Música.

E, principalmente, que sejam capazes de criar e sustentar o interesse pela Música de forma completa e gratificante.

Se o professor lhe dá arrepios, emociona, incentiva você a viver Música todos os dias, então siga em frente.

Afinal de contas, o melhor professor é aquele que ensina onde olhar sem dizer o que ele vê.

Agora, se isto não acontece, procure outro mestre!

A Música precisa perpetuar!