Entrevista: Conheça mais sobre o pedal Moskito Octafuzz da Fuhrmann por 16/07/2021

O Moskito Octafuzz é o mais recente pedal lançado pela Fuhrmann. A seguir, você poderá ver mais detalhes interessantes sobre este fuzz com oitavador harmônico natural.

“O novo pedal Moskito Octafuzz da Fuhrmann nasceu da necessidade de termos um fuzz em nosso mix de produtos, além de ser algo que o mercado já vinha nos pedindo há um bom tempo. Como tínhamos um fuzz já projetado, com o oitavador natural inserido, acreditamos ser o momento ideal para lançá-lo e suprir essa demanda”, diz Alexandre Ferreira, coordenador de Marketing da empresa.

“O Moskito traz consigo a ideia do inseto que suga o DNA, que é vida, ao mesmo tempo que esse código genético carrega uma representação visual que lembra as ondas sonoras. Por isso o nome, pois sugamos o que consideramos ser o melhor do mundo fuzz”, adiciona.

O que ele traz?

A saturação do novo pedal provém da mistura entre transistores de silício e diodos de germânio, entregando um melhor resultado sonoro para o fuzz. 

A empresa acrescentou um buffer na entrada, o que deixa o pedal mais amigável com qualquer tipo de instrumento, pedal ou chaveador. Dessa forma, o músico pode escolher se quer posicionar o pedal antes ou depois de um wah, por exemplo.

O Moskito possui um oitavador harmônico natural, que só pode ser acionado com a chave fuzz ligada. Alexandre explica: “Ao efeito fuzz, inserimos o octave, um recurso que oferece aos amantes do fuzz uma sonoridade distinta, ainda que seja um clássico, harmonizando uma oitava para cima, deixando o som do instrumento mais agudo e estridente. Outro recurso é a chave Scoop, que corta os médios, deixando o fuzz mais ‘suave', para quem pensa que o fuzz pode somente ser um efeito ‘ardido’. O pedal possui dois switches, um para o fuzz e outro para o octave (que só funciona com o fuzz acionado), e conta também com três knobs: Volume, Tone e Gain”.

O que faz o Moskito se destacar entre outros pedais no mercado?

Alexandre responde: “O primeiro ponto é que o Moskito, apesar de trazer recursos já clássicos no mundo fuzz, não se compara com qualquer outro do segmento. Basta o músico fazer um teste e poderá sentir por si só. Ou, se preferir, assistir aos diversos reviews já disponibilizados no YouTube”.

O segundo ponto é a transparência, que é a personalidade da Fuhrmann. “O nosso grande diferencial é não mascarar o som do instrumento, mas sim colorir o timbre, respeitando o que cada músico espera em seu set, como o nosso slogan já diz: Mais cor para a sua música.”

Outro diferencial que o mercado pode encontrar tanto no Moskito como em qualquer produto da Fuhrmann é uma assistência rápida e direta da fábrica. Dessa forma, o usuário estará sempre muito bem amparado e seguro de comprar um produto para o qual terá todo o suporte necessário.

Que tipo de som oferece e para que músicos?

O Moskito oferece o som clássico, em que o músico pode explorar sonoridades que vão de Jimi Hendrix a Muse, navegando entre o rock clássico, passando pelo grunge, stoner rock, até chegar ao alternativo moderno.

“Ele foi pensado para ser usado por músicos maduros e exigentes, que sabem muito bem o que querem, como também sabem explorar um bom som de fuzz, que, convenhamos, é um cavalo quase indomável”, enfatizou Alexandre.

O pedal é indicado para guitarra e contrabaixo, com possibilidades de aplicação em qualquer outro instrumento que a sua criatividade permitir.

Disponibilidade

Diferentemente dos lançamentos anteriores, desta vez a Fuhrmann disponibilizou pedais para algumas lojas no mesmo dia do lançamento. “Os músicos já podem contar com o Moskito disponível para compra nas lojas virtuais e no Mercado Livre, assim como nas principais lojas do País. Aos poucos estaremos abastecendo todas as lojas que vendem Fuhrmann em todo o Brasil”, concluiu.