Sistema Meyer Sound presente na turnê de Michael Bublé

O “Higher Tour” do canadense Michael Bublé está usando um sistema Panther da Meyer Sound para o som principal. Confira os detalhes a seguir.

O “Higher Tour” de Michael Bublé poderia ser melhor descrito como uma festa íntima em grande escala. É uma produção completa em todos os aspectos, repleta de um enorme palco de quatro níveis para acomodar uma orquestra completa e backing vocals, às vezes aumentados por cordas e um coro de 10 peças, além de extensos efeitos de iluminação e quatro telas de vídeo gigantes. Para suporte de áudio, Bublé novamente ostenta um sistema de reforço de som Meyer “duplo híbrido”, compreendendo os arrays do palco principal e os enormes arrays suspensos no centro que funcionam como um sistema de delay quando o Bublé está no palco principal e como um complemento quando ocupa o palco B. Desta vez, no entanto, a turnê reduziu sua pegada de áudio substituindo a maioria dos sistemas anteriores da família LEO e todos os sistemas da série M por 76 novas caixas line array Panther.

“Estamos entusiasmados com os novos sistemas Panther, não apenas sonoramente, esperamos o melhor da Meyer a esse respeito, mas também porque são caixas muito mais leves e menores”, diz Craig Finley, gerente de produção de longa data da turnê. “Não há motores de duas toneladas aqui! E o Panther embala com muita eficiência. Basicamente transportamos dois sistemas, mas cabe tudo em um caminhão. E os requisitos de energia também são menores.”

O engenheiro de FOH de longa data do Bublé, Craig Doubet, observa que os benefícios se estendem ao tempo de montagem/desmontagem. “O Panther sobe e desce muito rápido”, diz ele. “Temos 13 arrays no ar e agora podemos baixá-los e estar prontos para serem usados em 75 minutos.”

O sistema de palco principal é ancorado por matrizes frontais duplas, cada uma com 14 caixas Panther acima de quatro Leopard. As duas matrizes laterais compreendem 14 caixas Lyon, enquanto os preenchimentos frontais são oito Ultra‑X40. A potência de baixa frequência vem de arranjos voados duplos com seis elementos de controle de baixa frequência 1100-LFC cada, complementados por quatro elementos compactos de controle de baixa frequência 900-LFC no piso.

As 48 caixas Panther no palco B são organizadas como um conjunto de 16 mais quatro conjuntos de oito cada, com duas caixas Leopard abaixo do conjunto longo e seis abaixo dos conjuntos mais curtos. Aqui, um total de 14 elementos 900-LFC, voados e empilhados no solo, impulsionam os graves e oito sistemas Ultra-X40 contribuem para o preenchimento frontal. Em outros lugares, 16 monitores de palco MJF‑210 fornecem foldback, enquanto um par de monitores de estúdio de precisão Amie emparelhados com um Amie‑Sub residem no FOH. Dando continuidade a um relacionamento de longa data, a Solotech foi novamente selecionada como fornecedora dos sistemas Meyer Sound, bem como de todos os outros elementos de produção de áudio e vídeo.

O “Higher Tour” de Michael Bublé começou em 8 de agosto, com 38 shows agendados na América do Norte. A turnê continua com mais 34 shows na Oceania, América do Sul, Europa e Reino Unido, com shows programados até 17 de maio de 2023.

Na foto, (de esq. para dir.): Francis Lussier (técnico de PA); Jonathan Aube (engenheiro de RF); Martin Paré (engenheiro de monitores); Jeremy Walls (técnico de PA); Renato Petruzziello (engenheiro de monitores); Sebastien Richard (técnico de PA); Craig Doubet (engenheiro de FOH); Fred Cantin (técnico de sistema e chefe técnico).

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar