MDG theONE fornece efeitos de fumaça para turnê dos Genesis

Para a atual turnê dos Genesis, “The Last Domino?”, Roland Greil, co-designer de iluminação com o renomado designer de shows Patrick Woodroffe, escolheu cinco geradores duplos de fumaça e neblina theONE da MDG.

Ao longo de sua história, a banda Genesis construiu uma reputação de ultrapassar limites com seus designs de shows. O impacto visual é uma parte crucial e característica dos shows da banda e que Greil e Woodroffe queriam manter. Seu show e design de iluminação incorporaram homenagens à história da banda, refletindo looks de turnês anteriores, enquanto trazem o visual para o século 21 para criar uma experiência inesquecível para o público.

“É muito importante ter uma neblina uniforme para um show porque dependemos muito dela para mostrar os feixes e a iluminação”, diz Greil. “theONE é um dos meus produtos favoritos de neblina/fumaça há anos. Usamos para Adele, Phil Collins, Rammstein, etc. É especialmente bom por seu efeito de névoa. Realmente não existe um produto comparável que possa criar uma neblina uniforme, ou mesmo uma névoa real, e não só uma versão de fumaça ou neblina.”

Outro fato muito interessante pós-COVID: “O tratamento do ar atmosférico é especialmente interessante em nossos dias desde a chegada da COVID-19 porque os estádios em todo o mundo mudaram seus protocolos em relação à extração e circulação de ar nas instalações, o que traz consigo seus próprios desafios adicionais”, explica Greil.

“Por exemplo, com Phil Collins, fizemos uma turnê com três MDG theONE para nosso set de neblina. Fomos a todas as arenas normais e com essas três máquinas funcionando em um nível baixo, conseguimos criar uma neblina boa e uniforme em todas as arenas do mundo.”

“Agora, na turnê dos Genesis, temos cinco theONE, 2 na parte superior do palco, 2 na parte inferior a cada lado e uma no FOH, para criar uma névoa uniforme em todo o local, e temos que operá-las com força, executando cinco máquinas em quase nível máximo durante todo o show apenas para manter essa neblina uniforme. Isso ocorre porque os locais agora mudam a circulação de ar para o dobro da taxa normal para remover possíveis vírus e germes. É mais saudável, claro, mas também suga tudo o que você bota nessas arenas. Com máquinas cada vez menores, seria difícil manter um nível decente de neblina.”

Créditos

  • Diretor Criativo e de Show: Patrick Woodroffe / Woodroffe Bassett Design
  • Co Lighting Designer: Roland Greil & Patrick Woodroffe for Woodroffe Bassett Design
  • Diretor & Co Designer de Iluminação: Roland Greil
  • Programador de Iluminação: Marc Brunkhardt
  • Design e Integração Técnica: Jeremy Lloyd/Wonderworks
  • Fornecedor: Neg Earth
  • Fotos de: Manfred H. Vogel

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe seu Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
[arm_social_login]
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar