Teste: D’Addario EXP45, durabilidade acima da média

Teste: D’Addario EXP45, durabilidade acima da média

por 16/07/2021

A D'Addario não precisa de grandes apresentações. A tradicional fábrica norte-americana é referência mundial quando se fala em relação custo-benefício. Apresento aqui um teste das cordas D'Addario EXP de náilon.  

 O EXP45 de tensão média foi testado em um violão Giannini C4. As dimensões do jogo são as seguintes: 0.0280 (1.E), 0.0322 (2.B), 0.0403 (3.G), 0.028 (4.D), 0.035 (5.A), 0.044 (6.E).

Seguindo o padrão do encordoamento de aço, a embalagem do produto já possui um visual atraente, com uma caixinha de papel apostando em cores fortes para embalar o envelope de plástico hermeticamente fechado que ajuda na conservação do encordoamento. No entanto, o modelo de náilon dispensa o charmoso sistema de “gaveta” da caixinha do modelo de aço. O controle de qualidade na fabricação segue o mesmo dos encordoamentos ProArté com as primas  sendo analisadas pelo sistema de laser que ainda determina a tensão exata da corda. A embalagem também oferece informações sobre as características do encordoamento e o seu diferencial de uma maneira bem resumida.

Para quem é fã da serie ProArté encontrará na série EXP um porto seguro. Isso porque a sua sonoridade se mostrou imponente, com harmônicos encorpados e bem definidos. Seus bordões seguem com um som gordo, bem consistentes e com bastante brilho. Suas primas seguem com a transparência característica da série ProArté, promovendo um bom diálogo com os bordões. 

O equilíbrio de volume é bom, com a terceira corda levemente abaixo das demais. De qualquer forma, isso não impede o ótimo desempenho do conjunto, inclusive em abordagens contrapontísticas. Mesmo o conjunto tendo uma natureza selvagem e agressiva, ideal para estilos populares, do samba ao jazz, o EXP45 também consegue se aventurar em território erudito, especialmente na execução de peças contemporâneas. Indicado para trabalhos de música ao vivo e especialmente para gravações. Sua entonação é excepcional, tendo uma excelente estabilidade em toda a extensão da escala. 

A durabilidade do encordoamento — que foi o principal tópico analisado —, como o modelo de aço, é excepcional. No entanto, é importante lembrar que a durabilidade pode variar de pessoa para pessoa, se o músico transpira demais, as condições de conservação das cordas, umidade relativa do ar, entre outros fatores. 

Após o período de amaciamento, manteve suas qualidades timbrísticas durante o período de testes (cerca de dois meses). Essa vida prolongada do encordoamento se deve ao revestimento EXP (Extended Play) que trabalha como uma capa protetora a corrosão naturais de um encordoamento comum sem, no entanto, alterar suas qualidades timbrísticas.  

Ideal para todos aqueles que procuram um encordoamento de alto padrão que dure bastante tempo.

FICHA TÉCNICA

Modelo: EXP45

Fabricante: D´ADDARIO

Indicado: Para músicos de todos os níveis. 

Pró: sonoridade, durabilidade e entonação.

Contra: nenhum

Timbre: Excepcional
Brilho: Excepcional
Sustentação: Excepcional

Volume: Excepcional

Definição: Excepcional
Desempenho Geral: Excepcional

Tire sua dúvida com o fornecedor: Musical Express.