7 coisas indispensáveis no dia a dia do músico que geralmente são deixadas de lado por 11/05/2021

Quem não passou por uma situação de emergência enquanto tocava? Veja nesta lista algumas situações do dia a dia que podem ser resolvidas se estiver equipado com as ferramentas corretas.

São muitas as situações em que aprendemos pelo sofrimento, quando nos deparamos com revezes que simplesmente acabam prejudicando apresentações gravações e ensaios.

Neste ano pandêmico e estranho, farei 50 anos de idade, e 37 anos de musica, e posso garantir que vivenciais TODO tipo de situação, tanto com equipamentos,  quanto pessoal, e por isso aconselho inclusive em situações de trabalho ao vivo, equilíbrio com o tratar de colegas no show, alimentação leve (imagine no palco, gravação ou ensaio, um desconforto “intestinal”) e evitar excessos como álcool, por exemplo, mas isso tudo é  praticado na esfera do bom senso, porém existem coisas que não são tão óbvias, porém necessárias. 

Vai aqui minha lista

1) Tenha sempre em mãos uma maleta de ferramentas compacta, sem exageros, mas com TODAS as ferramentas necessárias para seu instrumento (chaves em geral), um medidor de voltagem, um ferro de solda e metal de solda (estanho), alicates de corte e pressão, um martelo, e Silver Tape, porque tudo isso evita a exposição à situações inadequadas a você e seu equipamentos, e se possível tenha nessa maleta um estilete, umas “braçadeiras” (ou como dizem alguns, “enforca gatos”) e uma tesoura.

2) Tenha sempre um “plano B” para tudo, e com isso não quero dizer uma guitarra reserva, cordas, uma caixa extra de bateria, porque isso tudo é o OBVIO, e você TEM QUE TER, e é indispensável, portanto me refiro a situações do tipo: e se o amplificador queimar ou der defeito? E se os multiefeitos ou pedais queimarem ou queimar a fonte que os alimenta? Tenha sempre algo que funcione, mesmo que basicamente, dando condições de prosseguir com a apresentação, algo que te dê condições de tocar até em linha, direto na mesa, se necessário, e isso é contrabalançar com peso, com eficiência,  portanto são soluções para se pensar com sabedoria, e vocalistas: TENHAM SEU SET UP DE VOZ, COM MICROFONE, COMPRESSOR, etc.

3) Sempre tenha a mão um fone de ouvido razoável, e uma extensão para ele.

4) Tenha uma maleta de cabos, sem exagero, mas com TODO tipo de cabos que possam vir a ser úteis naquele dia, e pensar sobre isso nem sempre é óbvio.

5) Papel, caneta e caneta piloto, com alguns adesivos para nomear coisas porque cedo ou tarde, você SEMPRE vai precisar, e se não se precaver, acaba improvisando em “guardanapos” da casa de show, ou onde estiver, e se for um cara que acha que tablet resolve, te falta observar realmente o “Big Picture”, pois até tablet da pau.

6) Tenha sempre itens de reserva “trocáveis” como plugs, Jackson, porcas, parafusos, pedestais de bateria, enfim, coisas que te ajudem a corrigir um problema mais grave, e nisso entra fusível de equipamentos, inclusive baterias reserva para equipamentos que as utilizem.

7) Sempre tenha um afinador portátil em mãos.

Se algo der errado e não esteja incluso nessas observações é porque caiu um meteoro ou coisa parecida, e aí você estará preocupado em fugir para um bunker, mas brincadeiras à parte, o que não estiver em suas mãos é  responsabilidade local, e ai não cabe a você prevenir, e sim cobrar soluções.

Essas soluções nao requerem gastos dispendiosos, mas a observancia do que realmente importa em uma apresentação, ensaio ou gravação, é que: “O show nao pode parar”.

O que você achou? Está faltando alguma coisa na lista?