A importância de feiras como a Music Show

A importância de feiras como a Music Show

por 04/04/2018

Sua empresa está participando de feiras no País? Pense bem, pois pode ser uma ótima oportunidade para continuar crescendo!

O nosso bom amigo, guerreiro audaz do setor de instrumentos musicais, Daniel Neves, fez, em janeiro, uma convocação para o segmento: Music Show – Feira Internacional da Música.

Uma feira voltada para o nosso setor, combinando as experiências que já conhecemos da Expomusic, das feiras regionais que a Música & Mercado promove, junto com as melhores feiras do planeta, como NAMM Show e Musikmesse.

A ideia é simples, segura, com a firmeza do que é bom para o setor, mas com uma boa pitada de inovação.

Por que é importante participar de uma feira?

1. Para fortalecer a marca — indiscutivelmente, a melhor forma de saber se o seu produto é bom para o mercado é “dando a cara pra bater”! Dessa forma, a força do produto em que você acredita fortalece o seu nome, a sua empresa, a sua marca, o seu trabalho…

2. Para ampliar o networking — sem relacionamento, esqueça qualquer empreendimento. Você precisa, diariamente, como um mantra, como uma oração, se relacionar com pessoas do setor e ampliar o seu potencial de amizades profissionais.

3. Para saber como está a concorrência — não preciso nem esmiuçar essa questão. Você precisa saber, de forma simples, como está o seu produto e a sua marca perante o produto e as marcas que estão concorrendo com você.

4. Para conhecer o perfil do concorrente e a qualidade dos seus produtos — o perfil do concorrente não tem nada a ver com a concorrência. Muitas vezes o concorrente tem um produto melhor que o seu, mas trabalha muito mal o mercado. Portanto, saiba quais as ferramentas e o que o concorrente tem de melhor, ou pior, que você.

Sem enrolação, basicamente é isso.

As vantagens

Mas, como não estamos para brincadeira, vamos avançar no assunto feira de negócios, exposição de produto.

É inegável a importância da participação em feiras e eventos comerciais, principalmente porque elas permitem a negociação imediata de produtos/serviços e a possibilidade de ampliar o raio de influência da sua marca.

O contato direto com o cliente possibilita vender e promover o seu produto, o seu lançamento.

Igualmente, permite que você conheça, por meio do seu consumidor, a qualidade e o desempenho dos seus artigos. Afinal de contas, está todo mundo aí, expondo, e “dando a cara pra bater”.

Com o “espírito de compra”, em eventos como a Music Show, o seu consumidor fica mais receptivo aos lançamentos e, principalmente, aos novos produtos e fornecedores.

Com a concentração de ideias do setor, de ideias do segmento, a sua marca pode, e deve, influenciar o público considerado desconhecido, aquele que nem imagina que você existe.

Mas as feiras de negócios têm a vantagem da competição. Como num campeonato, é possível saber que marca pontua mais, qual tem a melhor visibilidade, o melhor marketing, a melhor apresentação do produto, a melhor forma de encantar o cliente, os consumidores e endorsers mais requisitados, qual detém as inovações tecnológicas mais apropriadas para o momento.

Aí, fica a pergunta: será que é importante participar de uma feira? Será que as minhas ações de marketing não são suficientes para alavancar os negócios e ampliar o potencial da minha marca no mercado?

Meditemos

O que é importante na tomada de decisão quanto à participação em uma feira?

1. Esta exposição é importante para a apresentação do meu produto?

2. Tenho produtos que atendam às exigências que o mercado pede?

3. Estou preparado para vender mais e melhor, com fornecimento contínuo dos meus lançamentos?

4. O que está acontecendo com o setor? Será que é hora de expor e “dar a cara pra bater”?

5. Quais são os meus objetivos ao participar da feira?

6. Esta é a feira indicada para as minhas necessidades?

7. Quanto vou gastar?

8. Tenho condições de prever os resultados? Vai valer a pena?

9. O aporte financeiro para o pós-feira vai garantir a competitividade do meu produto?

Se você respondeu positivamente a essas nove questões, a Music Show é, sem dúvida, a feira ideal para alavancar o mercado.

A única sugestão que gostaria de acrescentar ao projeto é permitir a participação de agentes financeiros para incrementar o desempenho dos negócios. Esses agentes devem participar da Music Show como convidados, em espaço especial, com a anuência do promotor do evento e de forma gratuita.

Em todas as boas feiras de que participei Brasil afora, e que não envolviam o setor de instrumentos musicais, a presença de agentes financeiros foi condição sine qua non para que a saúde do capital de giro dos expositores estivesse ao alcance dos bons resultados.

Comentários