9 monitores in-ear disponíveis em 2021 por 16/03/2021

Monitores in-ear para qualquer situação, do estúdio ao palco. Veja aqui uma seleção de preços variados para músicos e produtores.

Assumir o controle de sua mixagem de monitor em uma situação ao vivo pode ser visto como uma jogada bastante ousada, mas às vezes os melhores monitores in-ear (ou IEMs, para seu nome em inglês) são simplesmente obrigatórios, especialmente se você estiver procurando tocar sobre uma trilha, se quiser mais precisão ou precisar de mais controle sobre o que está ouvindo no palco.

Apesar de serem vistos como um luxo em performances ao vivo para alguns, os monitores in-ear também podem ser benéficos em outras situações, como no estúdio ou sala de ensaio. Neste ponto, ninguém sabe quando a música ao vivo retornará de forma consistente, mas há um bom motivo para considerar in-ears para suas produções. E, claro, quando a música ao vivo finalmente retornar, você não quer estar pronto para a ação? Nesse caso, ensaiar é algo que os músicos ainda podem fazer e é outro ótima aplicação para a monitorização in-ear.

Uma área onde os EIMs triunfam sobre os fones de ouvido de estúdio ou sobre a orelha é a eliminação da fadiga externa. Nem todos nós fomos abençoados com pequenos orifícios nas orelhas e, em alguns casos, muitas horas na cadeira de produção podem causar muita dor quando você tem um conjunto de latas mal ajustadas esmagando suas orelhas contra o crânio.

Se você puder entrar em um espaço de ensaio com colegas de banda, estiver praticando por conta própria, fazendo muita produção em casa ou apenas se preparando para o retorno da música ao vivo, os IEMs são a solução ideal para monitorar qualquer situação.

Vamos passar para as opções de compra disponíveis no mercado atual.

1. Shure SE846

Esses in-ears são como um lobo na pele de uma ovelha

 

 

Preço aproximado: 899 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: Seis | Impedância: 16 ohms | Sensibilidade: 110 dB | Faixa de freqüência: 15 – 20.000 Hz | Earbuds: muitos!

Prós: Áudio para deixar os cabelos do seu pescoço em pé

Reprodução precisa

Eu amo aqueles fones (boquilhas/pontas)

Contra: Por que o luxo tem que parecer tão genérico?

O problema que surge com o review dos monitores in-ear é que muitos deles têm a mesma aparência. Em todo o espectro de preços, você encontrará ‘caixas genéricas de plástico transparente com vários arranjos elétricos especiais’. Mas, como descobrimos quando testamos o Shure SE846, nem todos os IEMs são iguais.

Esses in-ear basicamente nos surpreenderam. Em termos de reprodução de som, você pode ver por que a multidão de audiófilos gravita em torno deles. Um toque elegante é a inclusão de um conjunto de três ‘boquilhas’ (fones), que podem ser trocadas para personalizar a experiência de audição. Mas, o mais importante, eles também oferecem até 37 dB de atenuação de som, tornando-os ideais para palcos e estúdios barulhentos. Você pode não perceber o Apocalipse se você os estiver usando e com um som tão bom, o Apocalipse pode esperar francamente.

2. Audio Technica ATH-E70

A configuração de três drivers oferece o passo perfeito

 

 

Preço aproximado: 399 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: três | Impedância: 39 ohms | Sensibilidade: 109 dB | Faixa de freqüência: 20 – 19.000 Hz | Earbuds: espuma e silicone incluídos

Prós: Soa acima do peso

Loops de cabo de memória são um toque legal

Confortável

Contra: Nada

Se você gastou dinheiro em um sistema sem fio decente, mas descobriu que os fones de ouvido incluídos não são bons, não se preocupe; essa é a parte mais fácil de substituir. E, dando um passo à frente, você vai querer procurar algo que melhore o som geral e o isolamento do ruído ambiente.

Os Audio-Technica ATH-E70 são uma opção quando se trata de escolher os melhores monitores in-ear para orçamentos médios. Localizados na faixa intermediária, esses fones de ouvido possuem três drivers que fornecem um ambiente de som equilibrado e preciso. Indo um passo além do nível de entrada, há um aumento no custo, mas se você usou fones de ouvido básicos por um tempo, certamente notará uma diferença no desempenho.

3. Sennheiser IE 40 Pro

IEMs de melhor orçamento

 

 

Preço aproximado: 99 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: um | Impedância: 28 ohms | Resposta de frequência: 20 – 18.000 Hz

Prós: Ajuste confortável

Cabo destacável

Contras: cabo bem curto

Sonoramente, o IE 40 Pro soa razoavelmente natural, com boa articulação nas frequências altas e graves completos, mas não extraordinários. Eles são bastante brilhantes na extremidade alta com volumes mais altos, mas isso não é um fator decisivo.

Conforto e ajuste também são bastante positivos. Com um módulo in-ear de tamanho médio e pontas rapidamente substituíveis, você pode obter um ajuste decente rapidamente, o que é importante se você for usá-los por longos períodos. Na verdade, diríamos que esses são uns dos monitores in-ear mais confortáveis que testamos; impressionante, dado o preço modesto. É uma pena o cabo bastante curto (1,3 m) e a falta de extensor de cabo.

Os monitores in-ear IE 40 Pro fornecem um som decente sem custar muito dinheiro e são adequados para uso ao vivo, bem como para tarefas gerais de playback.

4. Shure SE215

Opções acessíveis dos mestres em monitorização in-ear

 

 

Preço aproximado: 99 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: um | Impedância: 20 ohms | Sensibilidade: 107 dB | Faixa de frequência: 22 – 17.500 Hz | Earbuds: espuma e silicone incluídos

Prós: Cabo removível

Graves decentes

Oção de ótimo valor

Contras: Não é a paleta tonal mais ampla

A Shure é conhecida como um verdadeiro peso-pesado no mundo da gravação e produção de som, e é por isso que esperávamos grandes coisas dos monitores in-ear Shure SE215. Felizmente, na maior parte, eles cumpriram.

A Shure afirma que os SE215s bloqueiam cerca de 90 por cento do ruído ambiente, tornando-os ideais para a maioria das aplicações musicais. O cabo destacável engrossado também indica certo grau de robustez, embora tenhamos detectado uma ligeira interferência magnética quando eles entraram em contato com nossas mãos.

Eles não são de ponta, apenas um driver é usado aqui, porém, como porta de entrada para o mundo dos IEMs, são muito respeitáveis. E como bônus, eles são fenomenais quando usados apenas para ouvir Spotify ou algo parecido. Exagerado? Para nada…

5. Sennheiser EW IEM G4 Twin

Elegante kit wireless para profissionais

 

 

Preço aproximado: 1.295 dólares | Conectividade: sem fio | Método de transmissão: FM, estéreo | Canais: 61 | Entradas: dois combo XLR/jack

Prós: Áudio de alta qualidade

Capacidade de longo alcance

Fácil de sincronizar

Contras: Os fones de ouvido incluídos não são de alta qualidade

Os músicos que vivem disso devem olhar um pouco mais longe na cadeia quando se trata de escolher o melhor sistema de monitorização sem fio in-ear para eles. Quando o seu sustento depende da entrega de uma performance de qualidade, noite após noite, então você deve se certificar de que o equipamento que está usando realmente possa lidar com a situação.

O sistema Sennheiser EW IEM G4 oferece essa garantia. Como um dos maiores nomes em transmissão de áudio, a Sennheiser é confiável quando se trata de sua linha de monitores. O sistema G4 é confiável, de alta qualidade e oferece recursos úteis, como um alcance de transmissão de 330 pés e fácil sincronização entre o transmissor e o receptor via infravermelho.

6. Mackie MP-220

Fones de ouvido de dois drivers acessíveis mostram sua força

 

 

Preço aproximado: 149 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: dois | Impedância: 8 ohms | Sensibilidade: 104 dB | Faixa de freqüência: 20 – 20.000 Hz | Earbuds: espuma, silicone, flange dupla

Prós: A separação de som é boa para o preço

Construção robusta

Ótimo valor geral

Contra: Depois de experimentar dois drivers, você vai querer mais!

Ao escolher um conjunto de monitores in-ear, o número de drivers é uma métrica importante a ser considerada. Modelos baratos tendem a oferecer apenas um, deixando o fardo de reproduzir cada frequência grave, média e aguda para um único driver. Explore um pouco mais alto no tema e você verá porque é importante separá-los.

O Mackie MP-220 é um ótimo exemplo. Ao empregar dois drivers, um para agudos e outro para graves, a qualidade do som é bastante melhorada. Um ajuste confortável do earbud também fornece um bom isolamento, tornando-o o primeiro conjunto “adequado” de IEMs ideal para qualquer artista em ascensão.

7. Fender FXA7

Monitores feitos nos Estados Unidos que fornecem versatilidade

 

 

Preço aproximado: 349 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: três | Impedância: 16 ohms | Sensibilidade: 110 dB | Faixa de freqüência: 6 – 24.000 Hz | Earbuds: Fender Securefit

Prós: Graves intensos

Confortável

Versátil

Contras: Graves intensos!

Mais ‘lifestyle’ do que ‘pro’

Embora qualquer um dos monitores que listamos hoje seja adequado para uma função de performance ao vivo, nem todos eles se traduzem bem para outros usos. Simplificando, bons monitores geralmente são bons porque não mascaram o som. Na verdade, sua frequência plana significa que eles são usados para avaliar criticamente um som, não para disfarçá-lo para seu prazer de ouvir.

No entanto, existe um meio-termo, e é aí que se encontram os monitores Fender FXA7. Eles são perfeitamente adequados para uso em palco devido aos seus 22 dB de redução de ruído, mas sua impedância de 16 ohms significa que eles também podem fazer um trabalho sólido ao tocar músicas de um MP3 player ou smartphone.

8. InEar ProPhile-8

IEMs de alta gama com um toque de classe

 

 

Preço aproximado: 1.490 dólares | Conectividade: com fio | Drivers: oito | Impedância: 34 ohms | Sensibilidade: 120 dB | Faixa de freqüência: 10 – 20.000 Hz | Earbuds: espuma e silicone incluídos

Prós: Som incrível

Excelente para trabalho de referência

Contra: Soar tão bem vai custar caro

Na outra ponta do espectro de preços está o InEar ProPhile-8. Estes, sem surpresa para o preço, são um prato completamente diferente, projetado para o músico em turnê ao invés do entusiasta do home studio. Um total de oito drivers internos fornecem o pico de um som poderoso e equilibrado, enquanto os níveis de absorção de ruído ambiente de cerca de 26 dB garantem um excelente isolamento.

O que se destaca no set ProPhile-8 é o incrível alcance de transmissão. Tudo, desde o sub grave mais profundo às notas de sintetizador mais altas, ressoa com facilidade. Tão bom que você não vai querer tirá-los.

9. LD MEI100 G2

Este kit de monitor in-ear para iniciantes sem fio lhe dá asas

 

 

Preço aproximado: 297 dólares | Conectividade: sem fio | Método de transmissão: FM, estéreo | Canais: 96 | Entradas: duas

Prós: Acessível

Duração de bateria decente

Contras: Você vai querer atualizar os fones de ouvido

Se a tecnologia wireless é a melhor opção, o LD MEI100 G2 é uma ótima maneira de começar. Apresentando um transmissor, receptor e conjunto de fones de ouvido básicos, este kit oferece até 96 canais UHF, com faixa dinâmica e resposta de frequência decentes.

Um tempo de execução de até oito horas é possível usando duas baterias AA, enquanto um total de cinco receptores podem ser conectados ao transmissor central. Você não terá uma reprodução de áudio de primeira classe, mas vale a pena conferir como uma forma de se familiarizar com os sistemas sem fio.*

No Brasil**

No nosso País, temos ainda mais algumas opções disponíveis com empresas como Vokal https://www.sonotec.com.br/vokal/, Kadosh https://kadoshmusic.com.br/, Earsound https://earsound.com.br, Prime Ears https://www.primeears.com.br/ (não sabemos se continua operando) e Xtreme Ears https://xtremeears.com.br.

Vokal E50 PRO

 

 

O E50 PRO da Vokal, marca do grupo Sonotec, é um fone monitor in-ear com um avançado micro-driver. Muito confortável, possui um ótimo encaixe aos ouvidos que evita passagem de som externo em até 37dB. O set bem com seis pares de ponteiras de borracha, um adaptador P-10, um clamp e um case de proteção.

Kadosh K-1000IN | IN-EAR UHF

 

 

Esse modelo de kit de monitor in-ear da Kadosh traz tecnologia de bloqueio para evitar possíveis interferências e podem ser usados até 16 sistemas simultâneos (160 canais digitais), com Limiter, EQ e modo de ajuste estereo/mono. Sua sensibilidade é de -94dB, com faixa de frequência de 580 a 870MHz, resposta de frequência de 60 a 16000Hz, display em LCD com indicadores de trabalho, empo de duração de bateria de até 8 horas e fonte Bivolt com seletor automático (110 – 240 V).

Earsound Híbrido Universal Personalizado

 

 

A Earsound se define como uma empresa de luthieria de fones in-ear, fabricados no Brasil com componentes importados. No fone Híbrido Universal Personalizado, o cliente pode escolher a cor da tampa e colocar sua logomarca. 

Trata-se de um fone com um driver dinâmico de neodímio dedicado para as baixas e médias frequências e um driver de armadura balanceada dedicado para as altas frequências, com olivas P, M e G para um melhor isolamento acústico.

Entre suas características encontramos: sensibilidade: 117 dB/mW; resposta de frequência: 10 Hz-20KHz; impedância: 17 Ohms; 1 driver dinâmico + 1 armadura balanceada e crossover passivo de duas vias; conector de 3,5 mm banhado a ouro e cabo removível do fone; e isolamento acústico de até 26 dB.

Xtreme Ears Extreme Stage

 

 

A Xtreme Ears tem na sua linha fones moldados e fones universais, além de uma loja onde você pode personalizar a estética do seu in-ear do jeito que quiser. Um dos modelos disponíveis é o Xtreme Stage, pensando em atender o público de músicos brasileiros que querem se profissionalizar cada vez mais e buscam uma opção de monitoramento de palco que caiba em seu orçamento. O Stage é um fone in-ear com driver dinâmico, e é confortável para uso intenso. 

Ele pode ser adquirido diretamente na Xtreme Ears nas cores transparente, preto e preto translucido ou em diferentes lojas físicas parceiras. Tem cabo removível, estojo em EVA e dois pares de ponteiras de silicone de tamanhos diferentes.

 

*Por Chris Corfield. Artigo postado originalmente no MusicRadar.

Tradução e adaptação de texto: Música & Mercado

**Adicionado pela Música & Mercado