RedBurn Guitars apresenta violões sólidos RB-A10 e RB-MHG por 15/03/2021

A RedBurn acaba de trazer ao mercado brasileiro dois novos violões de madeira maciça. O RB-A10 é o modelo half-cutaway enquanto o RB-MHG é um cutaway tradicional. Mais dados a seguir.

Desde o início da RedBurn, muitos instrumentistas profissionais presentes em grandes palcos, produtores, estúdios e compositores, entre outros profissionais do setor musical, já gostavam muito da sonoridade dos violões laminados da empresa, mas quando falamos em instrumentos de alta performance, essas características são ainda melhores e mais definidas em instrumentos de madeira maciça (sólida). “Esses profissionais nos solicitavam pelas redes sociais a criação de modelos em tampo sólido e assim fizemos para atender essa demanda”, explica Leandro Meira, um dos fundadores e diretores da RedBurn Guitars.

Assim, ambos os modelos possuem tampo maciço. “Fizemos a construção de alguns protótipos e colocamos nas mãos de alguns endorsees para serem testados durante meses. Feito isso, conseguimos corrigir pontos que entendemos serem passíveis de melhoras. São dois instrumentos com características diferentes e que abrangem sonoridades e belezas distintas. São madeiras nobres como o jacarandá e o mahogany, este muito utilizado em violões “gringos” e que trazemos para o Brasil a um custo mais acessível por meio da nossa marca”, detalhou.

Vantagens dos violões maciços

As vantagens começam pela construção. São fabricados com um tampo de madeira inteiriça e sem emendas. Quando tratamos de violão com tampo maciço, podemos mencionar a forte propagação do som/volume que o instrumento acaba proporcionando quando tocado de forma acústica (desplugado). Possui característica de uma sonoridade mais nítida nas frequências graves, médias e agudas do instrumento, tem maior definição em termos gerais, além de um sustain marcante. Para a marca RedBurn, ter violões sólidos em seu portfolio é proporcionar uma variedade maior de produtos aos músicos profissionais e também aos amadores. Nada impede que músicos iniciantes possam adquirir um violão sólido. Seria ter um instrumento por um período de tempo maior, já que ele atende desde um estudante de música até um instrumentista profissional.

RB-A10 e RB-MHG

O RB-A10 é um violão com acabamento fosco, corpo em formato Folk, sem incidência de verniz brilhoso no acabamento. Tem um som mais aberto, possui grave bem presente e notas com boa definição, muito pela característica das madeiras que compõem o violão, que são o tampo sólido em spruce e as laterais e fundo em jacarandá laminado.

Já o RB-MHG é um violão com acabamento envernizado, corpo em formato Auditorium. Além da beleza que o verniz proporciona, possui o som com destaque nas frequências médias e agudas do instrumento, o que permite um brilho peculiar no som, muito pela madeira mahogany (mogno), que naturalmente leva o instrumento para quem busca uma sonoridade com essas características presentes.

Dicas para os lojistas

Com a ajuda do Leandro, enfatizamos aqui algumas características que podem virar pontos de destaque para que os lojistas conheçam e possam oferecer os modelos aos clientes.

Os RB-A10 e RB-MHG são instrumentos com perfil de consumidores mais profissionais, que buscam qualidade sonora acima de tudo. Alguns diferenciais são:

  • TAMPO MACIÇO (SÓLIDO)
  • REFORÇO DE BRAÇO: somente encontrados em violões de altíssima qualidade. A RedBurn novamente inova trazendo esse tipo de construção para violões no Brasil. Esse reforço de braço possibilita mais estabilidade no braço do instrumento e maior segurança na utilização de calibres das cordas no violão. Aceita cordas de todas as tensões, até de calibre 0.13, por exemplo. Esse reforço evita variações no braço do violão.
  • ARM REST (apoio de braço): construído em formato handmade em madeira jacarandá, no tampo do violão, proporciona conforto ao músico, que pode tocar por diversas horas tranquilamente.
  • CORDAS: acompanham cordas D’Addario 0.11 EXP Phosphor Bronze.
  • Captação Fishman Presys II: marca americana muito conhecida pelos músicos profissionais.
  • HALF-CUTAWAY: construído em formato handmade no modelo RB-A10, possui acesso às notas mais agudas do violão sem perder a sonoridade da região alta da caixa do instrumento.
  • TARRAXAS: hidráulicas, com alta qualidade e beleza.

“Todo esse conjunto de características compõe instrumentos de alta performance com um preço mais acessível no Brasil. Violões com todas essas características juntas são difíceis de encontrar, normalmente são violões gringos e com altíssimo valor quando vendidos em nosso país”, adiciona Leandro. “Ainda que os novos modelos estejam direcionados a músicos profissionais, nada impede que um músico amador possa adquiri-los visando ter instrumentos de alta performance e que o atenda por um maior período de tempo.”

Os RB-A10 e RB-MHG já podem ser encontrados no mercado em uma faixa de preço de R$ 4.000 a R$ 5.000, dependendo da região.

Especificações

Modelo RB-A10

  • Violão eletroacústico
  • Corpo: Folk
  • Acabamento fosco
  • Tampo: spruce (sólido)
  • Fundo: jacarandá
  • Lateral: jacarandá
  • Pestana: osso
  • Rastilho: osso
  • Escala: rosewood
  • Tamanho: 41″
  • Ajuste de tensor bidirecional
  • Possui reforço de braço em mahogany
  • Arm Rest: jacarandá
  • Half-Cutaway: jacarandá
  • Tarraxas Premium RedBurn Cosmo Black (com logo da marca)
  • Captação Fishman Presys ll
  • Cordas D’Addario 0.11 EXP Bronze
  • Já possui pinos instalados para uso de correia

RB-MHGModelo RB-MHG

  • Violão eletroacústico
  • Corpo: Auditorium
  • Tampo: mahogany (sólido)
  • Fundo: mahogany
  • Lateral: mahogany
  • Pestana: osso
  • Rastilho: osso
  • Escala: rosewood
  • Tamanho: 40″
  • Ajuste de tensor bidirecional
  • Possui reforço de braço em mahogany
  • Arm Rest: jacarandá
  • Tarraxas RedBurn GOLD Premium (com logo da marca)
  • Captação Fishman Presys ll
  • Cordas D’Addario 0.11 EXP Bronze
  • Já possui pinos instalados para uso de correia