Gibson processa Dean Guitars

Gibson processa Dean Guitars
junho 21 17:25 2019

Gibson pede uma grande compensação da Armadillo Distribution Enterprises, empresa que controla a Dean Guitars e a Luna Guitars, assim como a ddrum,

No último final de semana, Mark Agnesi — personagem do YouTube que foi contratado pela Gibson em março deste ano como diretor de experiência de marca — apareceu em um vídeo que ameaçava todo mundo, afirmando que a Gibson tomaria todas as medidas possíveis para proteger seu legado. O vídeo criou muita controvérsia e a marca acabou eliminando-o do YouTube e das redes sociais, sem avançar em nenhuma declaração oficial. Agora, acaba de sair a notícia de que a Gibson vai processar a Dean e a Luna Guitars (marcas interconectadas) por vários milhões de dólares.

O motivo? A notícia foi promovida pela Guitar.com, que observa que a Gibson alega violação de marca registrada, concorrência desleal e diluição da marca pela Armadillo Distribution Enterprises.

A Gibson destaca os abusos em relação a sete patentes, incluindo os formatos Flying V, Explorer, ES e SG, o design da cabeça ‘Dove Wing’, o nome ‘Hummingbird’ e a marca registrada ‘Moderne’. E ainda acusa, no processo, a Armadillo de sugerir que a Dean e a Luna Guitars estão ligadas de alguma forma à Gibson.

O processo contra a Dean Guitars (empresa fundada em 1977, época em que surgiram os primeiros modelos da marca) teria sido acionado no final de maio, e foi revisado em 6 de junho, uma semana antes das ameaças de Agnesi.

A Guitar.com observa ainda que a Gibson já tinha insinuado em uma carta à Dean Guitars para cessar suas atividades em outubro de 2017. Henry Juskiewicz ainda era o CEO da empresa, mas não tinha tomado qualquer outra iniciativa até agora, sob o comando do J. C. Curleigh. Os milhões de indenização exigidos pretendem penalizar os benefícios da Armadillo e compensar a Gibson por danos à reputação, além dos custos da ação legal.

Leia também:  Conheça o King Line, da Mac Cabos

A Gibson também pode exigir uma compensação por cada uma das marcas registradas que foram infringidas, US$ 2 milhões por cada, totalizando US$ 14 milhões.

* Extraído de: https://artesonora.pt/breves/gibson-processa-dean-guitars

Dean Guitars reage ao processo da Gibson

A Armadillo Distribution Enterprises reagiu em um comunicado diante das notícias do processo legal ao qual foi submetida pela Gibson. A empresa, que detém o controle da Dean Guitars e da Luna Guitars, acusada de várias denúncias, como violação de marcas, patentes e concorrência desleal, emitiu a seguinte declaração:

“Acreditamos que as alegações da Gibson não têm fundamento e nos defenderemos com firmeza. Como proprietários orgulhosos de algumas das marcas mais famosas da indústria da música, respeitamos e valorizamos os direitos de propriedade intelectual de terceiros. Mas também reconhecemos que algumas coisas são muito comuns e básicas para uma empresa reivindicar sua propriedade.

A Dean Guitars vem oferecendo continuamente guitarras com os formatos V e Z, no processo, desde 1976, pelo menos — há mais de 40 anos. E a Dean Guitars não é a única que faz isso; outras marcas de guitarra usam há décadas os formatos de guitarra mais comuns, dos quais a Gibson pretende agora reclamar direitos de propriedade exclusiva”.

* Extraído de https://artesonora.pt/breves/gibson-dean-guitars-processo
Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles