7 dicas para renovar a criação musical desde casa

7 dicas para renovar a criação musical desde casa

por 15/05/2020

Você está ficando sem inspiração e ainda falta para acabar com o isolamento social? Aqui estão algumas dicas que podem ajudar você a sair da estagnação.

Embora você possa ter começado o isolamento social com a melhor das intenções criativas, estamos supondo que, nesse ponto, possa ter surgido certo cansaço de estar dentro de casa.

No entanto, nunca é tarde para a sua estadia ser produtiva. Temos alguns truques úteis para tentar caso você deseje melhorar sua vida no estúdio. Continue lendo estas sete dicas que podem ajudá-lo a manter seu fluxo de trabalho de produção no caminho certo.

 

 

1. Escrever na parede

Uma maneira simples de manter sua vida no estúdio no caminho certo é identificar três pontos positivos e três pontos que deve melhorar em relação ao seu tempo no estúdio no ano passado, anotá-los e colocá-los na parede atrás de seus equipamentos. Essas coisas sempre virão à mente quando você estiver trabalhando. Depois de marcar os pontos positivos em sua casa e refinar os negativos, escreva uma nova lista para substituir a antiga.

2. Duas cabeças pensam melhor que uma

Se você perceber que as coisas no estúdio estão ficando um pouco estagnadas, por que não olhar para o que as outras pessoas estão fazendo? Mesmo que você tenha que fazer isso virtualmente agora, a colaboração com outros músicos, vocalistas ou produtores pode colocar novas idéias sobre a mesa e fornecer valiosas segundas opiniões sobre o que você está fazendo, além de permitir que você construa uma valiosa rede de contatos que pode ser útil para futuros empreendimentos individuais.

3. Transformação musical

Todo produtor tem criado uma música que virou seu lançamento mais bem-sucedido ou apenas seu favorito pessoal.

Com isso em mente, por que não desenterrar a raiz dessa música dos seus arquivos e fazer uma reforma sofisticada? Esta não é apenas uma ótima maneira de despertar criatividade e mudar tudo o que você sentiu falta da música original, mas também é um bom recurso para aqueles momentos de bloqueio na composição. Além disso, uma vez terminado, você terá um remix VIP exclusivo para relembrar a versão original!

 

 

4. Pegue um atalho

Acelere as coisas quando estiver fazendo música criando uma “folha de dicas” de atalhos (ou acessos diretos) de teclado usados ​​com frequência, que você pode manter por perto enquanto estiver no estúdio. Depois de um tempo, você naturalmente os aprenderá, o que acelerará ainda mais as coisas.

Ou, se você encontrar dinheiro esquecido no bolso, invista em uma sobreposição de teclado da Editors Keys. Isso mostrará todos os acessos diretos comuns para a DAW escolhida e quais teclas modificadoras (Ctrl/Cmd, Shift, etc.) as ativam.

5. Remix pronto

Fazer um remix para começar seu ano no estúdio pode ser uma ótima fonte de inspiração. Trabalhar em um “remix” oferece um caminho estruturado que o levará ao ritmo certo quando quiser criar uma nova música do zero quando terminar. Encontre material de origem adequado perguntando a um amigo se você pode refazer uma de suas trilhas, faça download dos muitos pacotes básicos disponíveis na Internet ou pergunte nos fóruns.

6. Na natureza

Você é usuário de laptop? Se sim, por que não carregar a bateria e sair, seguindo as regras de distanciamento social, é claro, para trabalhar com fones de ouvido? Pode ser realmente surpreendente inspirar-se com o ambiente ao seu redor para escrever ou fazer arranjos, e é uma boa mudança recarregar o bronzeado depois de tantos dias dentro do estúdio.

7. Misturar métodos

Um grande desafio para todos os produtores e engenheiros é pegar uma habilidade de produção diária (como criar um sub sintetizador ou cortar um breakbeat) e aprender a fazer a mesma coisa, mas usando um método totalmente diferente. Mesmos resultados, diferentes técnicas. Essa é uma ótima prática, pois não só dá vida nova a certas coisas, mas também nos ensina a pensar fora da caixa ao resolver problemas no laboratório. Boa sorte!

Artigo publicado originalmente na seção Computer Music, no site da Music Radar. 

Tradução e adaptação de texto: Música & Mercado