3 apostas no marketing digital para impulsionar os negócios

Veja aqui algumas tendências no marketing digital para impulsionar os negócios no ambiente digital.

Se uma novidade chega no mercado e dura apenas alguns meses ou até um ano, essa definição caracteriza uma moda e não uma tendência. Embora aconteçam muitas inovações no ambiente digital, a maioria vem e vai tão rápido quanto os stories dos amigos no Instagram. As verdadeiras tendências causam impacto na nossa forma de se comunicar, relacionar e criar processos de trabalho. Pensando nisso, a Semrush, plataforma líder de mercado em gerenciamento de visibilidade online, preparou 4 apostas no Marketing Digital, de acordo com Andrew Warden – Chief Marketing Officer (Diretor de Marketing Global) da empresa, que vieram para ficar e impulsionar os negócios no ambiente digital.

Tendência #1. Marketing orientado à privacidade

Lá se foi o tempo em que as pessoas pensavam que navegar na internet e usar os seus mais variados serviços e plataformas era, de fato, gratuito, e que não pedia nada em troca. Cada vez mais os usuários estão conscientes de que muitos serviços que consumimos “gratuitamente” geralmente vêm à custa da própria privacidade. E o histórico de escândalos de privacidade reforça esse alerta. Mas o que isso significa para os profissionais de Marketing?

Os profissionais de marketing devem se voltar à coleta de dados primários — pesquisas regulares com clientes por e-mail, pesquisas de mídia social e entrevistas pessoais de modo a obter informações em conformidade com as práticas de LGPD (lei geral de proteção de dados).

“As estratégias orgânicas se tornarão mais importantes do que nunca — elas não são afetadas por cookies de terceiros. Portanto, é necessário atentar-se às estratégias de SEO clássicas que garantem o crescimento orgânico como otimizar palavras chave relevantes e preparar para rankeamento na internet”, conta Andrew que hoje lidera estratégias de marketing com um time de mais de 150 profissionais na Semrush.

Tendência #2. Marketing consciente

O marketing consciente abrange 3 principais vertentes: Eco marketing – produtos sustentáveis que promovem a consciência ecológica; Transparência – práticas honestas e sem truques de marketing que enganam os consumidores e; Diversidade, Equidade e Inclusão – cultura empresarial que norteia todo relacionamento com clientes, fornecedores e parceiros.

“No Marketing, embora a ativação de uma nova abordagem possa parecer um processo demorado por questões estruturais, a empresa pode começar com pequenos ajustes no ambiente digital que já podem fazer uma grande diferença em vários aspectos do marketing consciente, como por exemplo, livrar-se daquelas pop-ups frustrantes e padrões de design obscuros que prejudicam a experiência do usuário. As empresas podem otimizar sites e plataformas de modo a serem responsivos para pessoas com deficiências visuais para facilitar o acesso através de scripts diferenciados. Outra opção seria recorrer ao “TI verde”, uma prática que busca definir um processo produtivo sustentável aplicando boas técnicas de design circular, conduzindo o ciclo de vida de um produto de forma a causar menos impactos possíveis ao meio ambiente”, comenta Andrew.

Tendência #3. Junte-se ao metaverso

De acordo com um estudo feito pela PWC, o PIB global deve aumentar em US$ 1,5 trilhão até 2030, graças às tecnologias de realidade virtual, inteligência artificial e realidade aumentada.

Elementos do metaverso também dominaram as palavras do ano em 2021, conforme o levantamento do volume de buscas por palavras-chave da Semrush, as pesquisas do pelo termo NFT dispararam 5400% de janeiro de 2021 a outubro de 2021.

“O posicionamento da marca não só nas redes sociais mas nos mundos virtuais é uma parte inevitável do futuro do marketing. Se as empresas não estiverem familiarizadas com a maneira de fazer isso nos próximos anos, podem perder mercado já que não demorará muito até vermos versões 3D e imersivas de sites, por exemplo. Muitas empresas também vão investir na criação de colecionáveis virtuais e NFTs, criando novos hábitos de consumo, de relacionamento e até mesmo estabelecendo um senso de pertencimento exclusivo do digital”, afirma o CMO.

A partir desse cenário, o que os profissionais de Marketing devem se perguntar é: A estratégia de marketing do meu negócio está pronta para essas tendências? Se a resposta for não, é preciso revistar o planejamento e olhar para as oportunidades dentro do segmento empresarial. Entretanto, Andrew Warden destaca que as empresas não precisam se preocupar em adotar todas as estratégias de uma vez, porque nenhum mercado englobará todas essas práticas. As tendências certamente vieram para ficar, então as empresas devem encontrar maneiras de se adaptarem as que fizerem mais sentido para o negócio, pouco a pouco, mas sempre de olho na concorrência e na fatia de mercado digital da marca.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe seu Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
[arm_social_login]
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar