Guitar Center é acusada de violar leis trabalhistas

Guitar Center é acusada de violar leis trabalhistas

por 30/07/2015

A Guitar Center está sendo acusada de discriminação contra empregados, violando as leis trabalhistas dos EUA. 1ª Audiência será em outubro

A maior rede de varejos de instrumentos musicais dos Estados Unidos, a Guitar center, está sendo acusada de violar de leis trabalhistas federais nos Estados Unidos por discriminar empregados que se filiam a sindicatos.

A queixa foi formalmente realizada semana passada por um diretor regional do National Labor Relations Board (‘Conselho Nacional de Relações Trabalhistas’ – em tradução livre). Segundo ele, a empresa tem se negado a oferecer aos funcionários sindicalizados os mesmos benefícios que costuma dar a quem não é filiado à nenhuma instituição.

Além disso, a GC também está sendo acusada de usar má fé em negociações com o sindicato, realizando e participando das reuniões sem nenhuma intenção real de fechar qualquer acordo.

De acordo com a notícia do jornal Chicago Tribune, a GC e o sindicato estão em negociação desde 2013. A GC tem 260 pontos-de-venda espalhados pelos EUA. Somente as lojas de Chicago, Nova Iorque e Las Vegas são citadas na queixa.

A primeira audiência perante um juiz administrativo está prevista para ocorrer no próximo dia 19 de outubro.

Comentários

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.