Loja: Backstage Music visa o bom atendimento por 22/01/2020

A Backstage Music é uma rede formada por quatro lojas em diferentes cidades do Espírito Santo, oferecendo um mix de produtos parecido, mas o mesmo atendimento destacado ao cliente.

Deybson Novelli e sua esposa Jennyfer

A pessoa por trás dessa rede é Deybson Novelli, sócio-proprietário, que abriu sua primeira loja em 2008 na cidade de Santa Maria de Jetibá. “Comecei bem pequeno, em uma sala de 4 x 4 metros com meia dúzia de instrumentos e alguns acessórios. Minha primeira compra foi na Equipo, com meu grande amigo João Donizeti. Foi um pedido mínimo, metade era encomenda”, lembra. “Sempre fui muito bem recebido, apesar da simplicidade e do pequeno tamanho da minha empresa. Tive muita ajuda dos representantes do nosso estado! Fui criado em uma família simples, com poucos recursos, mas muito trabalhadora. Tenho como grande exemplo a minha mãe, que sempre nos mostrou a importância do trabalho e da honestidade, e sou muito grato a Deus por todas as conquistas!”

Assim começou a carreira do Deybson com sua própria loja por dois anos. “Era recém-casado e nossa renda vinha da minha atividade como professor de música e do trabalho da Jennyfer, minha esposa. Trabalhava sozinho, almoçava atrás do balcão, para não fechar a loja! Foquei em estoque, em ter uma loja completa. Com isso, em pouco tempo conseguimos ir para um novo ponto, com aproximadamente 60 metros quadrados. Hoje, onze anos depois, somos quatro lojas em quatro cidades no Espírito Santo e uma equipe de 15 pessoas”, destaca.

Correndo atrás dos sonhos

A loja matriz ainda fica em Santa Maria de Jetibá. Em 2011, foi inaugurada mais uma loja em Santa Teresa, outra cidade pequena no interior do estado. Na época, ambas as lojas se chamavam Tocarte.

Em 2017 adquiriram a Backstage Music em Vitória, capital do estado. “Uma loja já tradicional, com um know-how e um perfil que sempre sonhei em ter! Assumimos a loja e em seis meses triplicamos o tamanho dela”, disse Deybson.

Em 2018 foi inaugurada a quarta loja, na cidade de Marechal Floriano, que, após um ano, foi transferida para a cidade de Domingos Martins. Foi então que resolveram unificar e colocar o mesmo nome em todas as lojas: Backstage Music.

“Essa disposição de ter mais lojas surgiu assim que meu irmão, Mayco Novelli, veio trabalhar comigo. Nos dividimos entre as lojas, conseguindo estar em todas elas semanalmente, e minha esposa assumiu o financeiro, me deixando mais livre e seguro para planejar. A família envolvida com certeza dá mais confiança para continuar”, enfatizou.

O mix de produtos muda um pouco de uma loja para outra, mas todos os itens — importados e nacionais — estão à disposição dos vendedores por meio do sistema de gerenciamento de estoque que a empresa usa.

A Backstage ainda não conta com loja virtual. “Gosto de balcão, mas sei da importância do mercado on-line hoje. Estou me preparando para isso, mas meu principal foco sempre será a loja física”, destacou Deybson. “Ouço de quase todos os fornecedores que não será possível sobreviver sem o canal on-line. Uma boa alternativa então seria o fornecedor, em vez de colocar lojas não especializadas para vender os seus produtos no e-commerce, treinar as pequenas lojas especializadas que estão com dificuldade de se manter para fazer isso! Manteriam os pontos físicos e ainda assim venderiam no canal on-line.”

Mais do que venda

Além da venda de produtos, a Backstage Music sempre ofereceu manutenção de instrumentos, instalação e projetos de sistemas. O proprietário da loja conta: “Por muito tempo fiz esse trabalho, hoje tenho uma equipe que faz isso. Mas também indicamos muitos profissionais parceiros. Loja física não dá mais para só vender produtos, temos de encontrar mais opções”.

A equipe das lojas também é um ponto destacado, com vendedores capacitados, formando um ambiente de boa relação e confiança. “Isso me dá segurança. Sem minha equipe atual, e todos que já passaram por aqui, não teria chegado aonde cheguei. Acho que isso faz a Backstage ser o que é. Muitas vezes pensamos em ser um diferencial apenas para nossos clientes, isso é extremamente importante! Mas também quero ser um ‘chefe’ com diferencial, um cliente para meus fornecedores com um diferencial, e assim poder ganhar força para ser querido pelos meus clientes”, declarou Deybson.

“Tenho muitos planos para crescer, e principalmente para me manter aonde cheguei, isso as vezes é esquecido por muitos. Não quero apenas crescer, quero não diminuir. Mas prefiro deixar esses planos só no meu criado-mudo nesse momento. Acho que quatro lojas está bom por enquanto! Ainda consigo deitar na minha rede aos sábados à tarde, curtir meus filhos e namorar com minha linda esposa. Não tem dinheiro nesse mundo que me faça abrir mão disso”, concluiu.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.