Depressão no meio artístico: Como controlar a pressão do backstage para não sofrer com ansiedade e a depressão na estrada?

Pressão, incertezas e excesso de trabalho podem acarretar em sintomas de depressão e ansiedade.

As pessoas adoram shows e eventos. A excitação de ir a festivais, a emoção de poder ver de perto aqueles artistas que marcaram momentos nas nossas vidas é indescritível – não é apenas o conteúdo dos shows que muitas pessoas adoram, mas as sensações, lembranças e emoções que os shows podem despertar em nós.

Mas todo o glamour e alegria contagiante dos grandes shows, festivais e até mesmo eventos menores e mais modestos, escondem uma realidade alarmante e que precisa ser discutida:

  • O alto índice de ansiedade e depressão entre músicos, artistas e profissionais do show business em geral.
  • A rotina cansativa de viagens constantes, longas horas de pré-produção de shows, a tensão de ter que cumprir prazos sempre apertados na estrada, os ensaios e mais ensaios, sem contar as noites mal dormidas, a solidão dos hotéis e a distância dos familiares contribuem muito para essa realidade.

Eu fui uma das pessoas sufocadas por essa realidade exaustiva e tenho uma coisa muito importante para compartilhar. Se você se sente propensos à depressão ou ansiedade, a rotina dos shows e eventos pode aumentar esses sentimentos e deixá-lo(a)  ainda mais deprimido(a). Por isso vou compartilhar aqui algumas dicas que vão ajudar, caso você se encontre nesse tipo de situação:

Antes de continuar, precisamos entender o que realmente é a depressão.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 322 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão. No Brasil, são mais de 11 milhões de casos.

É essencial primeiramente deixar bem claro que depressão não é frescura, preguiça, falta de Deus ou necessidade de chamar a atenção. Precisamos entender que esse tipo de comentários não só desrespeita quem está sofrendo como também reforça a baixa autoestima de quem está passando por isso.

 A depressão é um quadro psiquiátrico marcado pela tristeza, falta de vontade, desânimo, alterações do sono e apetite, os movimentos e velocidade de raciocínio ficam mais lentos. Sensação de futuro sombrio e ruim e a falta de esperança, também é um sintoma comum. Nesses casos, mesmo que a pessoa se esforce para melhorar, não consegue. Isso pode trazer diversas consequências negativas para a vida de quem se encontra nesse estado limitante de recursos.

  • Sentimento de tristeza; 
  • Choro fácil; 
  • Perda de interesse em coisas que antes gostava;
  • Alteração no sono; 
  • Mudança no apetite; 
  • Falta de cuidados pessoais, parar de tomar banho, não se maquiar e não se preocupar com vaidade; 
  • Pensamentos de ruína, sem esperança de melhora; 

Caso reconheça algum desses sintomas, sempre procure um médico ou psicólogo para realizar o diagnóstico clinico e recomendar o tratamento mais adequado para o seu caso.

As dicas que vou compartilhar aqui, jamais, em hipótese alguma, substituem o acompanhamento especializado de um psicólogo ou psiquiatra.

Esteja atento aos seus gatilhos

Se você perceber que está passando por muita ansiedade ou depressão, pare por um instante e faça uma pequena lista dos principais gatilhos ansiosos ou que te colocam num estado depressivo e monte um plano para evitá-los o máximo possível ou quando isso não for possível, para que você tenha condições de controlar esses gatilhos antes de que afetem drasticamente sua saúde mental.

Cuide de si antes, durante e depois

Se você sabe que está propenso a ficar muito ansioso ou deprimido durante shows ou eventos, tome um cuidado extra com antecedência. Certifique-se de que você está dormindo o suficiente, comendo corretamente e se exercitando. Isto vai te ajudar com seu humor, tanto antes quanto depois do evento. Se você precisar, tenha sempre um sub de prontidão para que você possa tirar uma folga e cuidar de si. Se você sabe que está propenso a ficar muito ansioso ou deprimido, não se pressione mais pensando que você tem que estar perfeitamente bem e feliz o tempo todo e atender toda a demanda sozinho(a). Isto só vai aumentar sua ansiedade. Dê um desconto a si mesmo, leve as coisas como elas vêm, peça ajuda e lembre-se que você é humano. Mantenha sua mente ativa.

Faça um plano para mais tarde

Se você sabe que certas situações nos shows ou eventos te deixarão para baixo, faça um plano para o que fazer depois que eles terminarem. Talvez você queira alguém para conversar, talvez você queira dormir um pouco mais, ou talvez você queira ir fazer algo completamente diferente para mudar sua mentalidade. Você não tem que ficar sozinho com seus pensamentos se não quiser estar. Se você sabe que certos amigos são bons para conversar em certos momentos, faça um plano para alcançá-los depois de qualquer show ou evento que tenha terminado.

Fale com seus amigos

Se você sabe que um show ou evento vai deixá-lo em baixo, fale com seus amigos sobre isso com antecedência. Deixe-os saber o que você está esperando e como eles podem ajudá-lo a passar por isso. Diga a eles o que você gostaria que eles fizessem se você precisar de ajuda depois que o show ou evento terminar. Não tenha medo de pedir ajuda se você souber que vai precisar dela.

Conclusão

Se você trabalha com shows e eventos e quer evitar qualquer um dos possíveis inconvenientes, é importante cuidar de si antes de tudo. Certifique-se de dormir o suficiente, comer corretamente e reservar tempo para outras coisas que você gosta. Se você for propenso a ansiedade ou depressão, certifique-se de estar ciente de seus gatilhos, tome cuidado durante o evento e tenha um plano para o que fazer depois. Se você sabe que é propenso a esses sentimentos negativos, não tenha medo de falar com seus amigos antes, e não se envergonhe.

Na dúvida, busque sempre o apoio e suporte de um profissional especializado para tratar o seu caso e o mais importante, fale sobre o assunto com seus familiares e entes queridos. Entenda que depressão e Ansiedade tem tratamento e você pode sim assumir o controle da sua vida e fazer dela um verdadeiro espetáculo que realmente merece ser vivido!

E você? Já passou foi diagnosticado com depressão ou se identificou com alguns dos sintomas acima? Comente aqui.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar