Martin Professional na América do Sul

Martin Professional na América do Sul

por 29/10/2019

A marca de iluminação do grupo Harman se expande na região e trabalha junto com seus distribuidores para fornecer educação e mais tecnologias aos usuários locais.

A Harman International adquiriu a Martin Professional em 2013, completando o portfólio de tecnologias do grupo para satisfazer cada segmento do mercado de entretenimento, como explica Miguel Polizel, líder nacional de vendas da Martin: “Um dos objetivos na aquisição da Martin pela Harman foi de poder completar o portfólio de áudio e vídeo com o de iluminação, servindo, assim, de maneira única nossos clientes. O portfólio da Harman já possuía marcas consagradas como JBL, AKG e Soundcraft, fazendo total sentido ter a Martin como mais uma marca que iria integrar esse portfólio renomado. Oferecer uma solução completa de produtos para qualquer ocasião, seja um evento pequeno, seja uma instalação corporativa, passando por festivais consagrados como Rock in Rio e Summerfest, é um grande diferencial”.

A marca passou por várias mudanças e está realizando uma reestruturação global de comunicação que em breve chegará também à América do Sul, região a cargo da filial Harman do Brasil. Veja mais a seguir.

 

Martin Professional equipe

 

M&M: Onde são feitos os produtos atualmente?

Miguel: Existem três grandes centros dedicados à Martin ao redor do mundo. O centro de desenvolvimento (R&D) fica alocado na Dinamarca, nas antigas instalações da Martin. Os produtos da linha Mac são fabricados no nosso complexo Harman na Hungria e outros produtos da Martin são feitos em nossa fábrica na China, como é o caso da linha Rush.

M&M: O que mudou na América Latina desde que o escritório no Brasil começou a se encarregar da região?

Miguel: A Harman do Brasil assumiu há um ano e meio a operação da América do Sul, e nesse período houve a implementação de um plano de reestruturação bem grande, focando o grande potencial da região. Temos proximidade e similaridade com os mercados que facilitam muito o entendimento de negócios e o relacionamento com nossos distribuidores e parceiros. Desenvolver estratégias customizadas e alinhadas com a realidade do nosso mercado é o principal benefício. E os resultados de crescimento bem maiores que os de outras regiões do mundo, oriundos da satisfação de clientes e parceiros, apontam que o caminho está correto. 

M&M: Como está a Martin na América Latina hoje? 

Miguel: A Martin está muito bem consolidada na região, continua em franco crescimento, batendo recordes de vendas ano após ano. Infelizmente não podemos compartilhar informações sobre faturamento, mas podemos informar que são resultados muito positivos e de relevância para a região. O Brasil continua sendo o principal influenciador nos números, mas outras regiões têm se desenvolvido e apresentado papel de bastante relevância. O Paraguai é uma surpresa bem positiva, por exemplo. Estivemos este ano pessoalmente com nossa equipe no país fazendo eventos de capacitação e geração de demanda, e o resultado foi realmente impressionante. Como consequência, tivemos papel relevante em eventos de peso no país, como o Asunciónico. Estamos seguindo essa receita para fomentar os negócios por toda a América do Sul.

M&M: A Martin está presente em todos os países?

Miguel: Sim, em todos os países da América do Sul e cada vez mais expandindo os negócios. Trabalhamos com distribuidores locais, com nosso apoio e suporte direto. Nossa estratégia de canal é confidencial, mas podemos assegurar que o foco é a satisfação de nossos clientes. E que, por conta disso, temos desenvolvido parceiros em todos os países para garantir esse objetivo.

M&M: Qual é o posicionamento da marca no mercado brasileiro pontualmente? 

Miguel: A Martin trabalha com uma estratégia de canais. Dependemos do ecossistema para a entrega de nossa solução de iluminação. Ou seja, para atender qualquer tipo de evento ou produção, temos sempre parceiros nos ajudando. E as produções de destaque são as grandes, como Lollapalooza ou Rock in Rio. A Martin sempre tem um papel de protagonismo na iluminação desses shows. Mas realmente não estamos restritos a esse tipo de evento. De teatros às soluções arquiteturais, temos soluções que podem atender qualquer tipo de necessidade.

M&M: Que ações estão realizando para recuperar mercados ou países nos quais a marca ficou um pouco “sumida” nos últimos anos?

Miguel: A Martin é uma empresa consolidada mundialmente e na América do Sul não é diferente. Nosso histórico sempre foi lançar produtos que marcam gerações e tenham qualidade superior. Apesar da história e da excelente reputação que possuímos, temos o desafio de respeitar o ciclo de vida de nossos produtos. Ao trabalhar adequadamente nesse ciclo, às vezes passamos a impressão de que estamos sumidos, mas com essa estratégia e forma de trabalho, nossos parceiros podem rentabilizar sua operação ao longo dos anos, tendo segurança e se aprofundando com conhecimento em nosso portfólio, o que assegura a experiência entregue em nossos eventos. 

M&M: Estão realizando atividades educacionais na região?

Miguel: A capacitação é fundamental para a Harman e temos programas que cobrem todas as marcas do grupo. Existe uma agenda bem definida de workshops e webinars por toda a região da América do Sul. Esses eventos servem para gerar conhecimento não só das marcas da Harman, mas para capacitar o mercado de maneira geral e agregar valor aos profissionais. Temos também influencers digitais que nos ajudam com esse trabalho, além de contarmos com a ajuda de um especialista dedicado, que é uma das maiores autoridades globais em iluminação: o Amândio Costa. 

Os interessados podem acessar nosso site de agendamento para workshops —
https://www.harmanproagenda.com.br/ — e também ficar de olho nas nossas redes sociais.

M&M: Que tendências vocês percebem no mercado de iluminação atualmente?

Miguel: O mercado tem buscado inovações que gerem produtos melhores e mais eficientes. Notamos que a maioria dos produtos hoje tem trocado suas lâmpadas de descarga para lâmpadas de LED, uma vez que existe uma grande preocupação ecológica e com o consumo de energia. A sustentabilidade é um tópico que está em alta no mundo, mas que já é um tema consolidado na Harman. Temos uma preocupação e um cuidado com o desenvolvimento de soluções sustentáveis em todas as marcas, independentemente do segmento em que atuam. Vários produtos da Martin já estão em linha com esse objetivo, e estamos cada vez mais engajados com esses movimentos. De maneira geral, toda essa busca por inovação ajuda a Martin. A Martin faz parte da Harman, que faz parte do grupo Samsung. Nossos centros de desenvolvimento tecnológico nos colocam como potências no desenvolvimento de tecnologia.

M&M: Que demandas os usuários latinos apresentam com relação aos produtos da Martin?

Miguel: Os usuários latinos seguem a mesma tendência global. Eles procuram produtos cada vez mais leves, compactos e potentes, além da mesma preocupação com consumo de energia e sustentabilidade. Como os latinos entendem que o modelo de negócio de iluminação não tem um desenvolvimento rápido de produtos, e que possui um ciclo de vida longo, há um grande alinhamento com nossa estratégia. A Martin não lança produtos incompletos, sem qualidade, somente para ter lançamentos todo ano. Nosso objetivo é ter um portfólio robusto, de extrema qualidade, que atenda às necessidades do mercado e que ajude na rentabilização de nossos parceiros.

M&M: Podemos esperar alguma novidade até o final do ano?

Miguel: Sim. Temos cinco novos produtos como lançamento Martin para este ano e todos serão lançados até dezembro: os Mac Encore, Mac Allure, Mac Era 300, ELP CL e Rush MH11. Nosso roadmap de produtos é bem extenso para os próximos três anos, com soluções para atender às necessidades do mercado atual, assim como para necessidades futuras. Estamos ansiosos para nossos próximos anos. A Martin também tem realizado uma reestruturação global de comunicação visual, websites, redes sociais, e na maneira de se comunicar com seus consumidores. Em breve teremos essa mesma nova comunicação por toda a América do Sul.

 

Martin Professional produtos

Comentários