A nova dupla Royal Blood

A nova dupla Royal Blood
setembro 18 19:16 2017

A banda foi formada em Brighton, Inglaterra, misturando estilos de blues rock, hard rock, garage rock, stoner rock e rock psicodélico. Com que equipamentos o fazem?

Pode ser que para alguns seja uma banda desconhecida, e é porque este dueto britânico de rock composto por Mike Kerr e Ben Thatcher foi criado em 2013, lançando seu primeiro álbum de estúdio em 2014, intitulado Royal Blood. Mas com o disco How Did We Get So Dark?, de 2017, com certeza começarão a atrair mais atenção.

Aproveitando o frescor e a novidade da dupla, apresentamos os equipamentos e instrumentos que Mike e Ben tocam.

Um pouco de história

A Royal Blood está composta pelo vocalista principal e baixista Mike Kerr, nascido no dia 19 de junho de 1989, e pelo baterista Ben Thatcher, nascido em 12 de fevereiro de 1988. Ambos são de West Sussex: Kerr cresceu em Worthing, enquanto Thatcher é de Rustington. Eles se conheceram em 2005, quando eram adolescentes, e por um curto período, fizeram parte da mesma banda de quatro músicos chamada Flavour Country, na qual Kerr tocava teclado e keytar (um tipo de teclado eletrônico, mas pendurado do pescoço como se fosse uma guitarra).

A Royal Blood foi formada no começo de 2013, depois que Kerr regressou para a Inglaterra depois de passar um ano sabático na Austrália. Kerr já tinha usado o nome Royal Blood enquanto estava na Austrália, trabalhando com um baterista chamado Matt Swan. Quando voltou para a Inglaterra, Thatcher foi pegá-lo no aeroporto e aí decidiram formar uma banda.

No início a Royal Blood não teve muita sorte. Tocavam em bares em noites de ‘microfone aberto’ para artistas variados. A banda desenvolveu sua música nos estúdios da Brighton Electric, e foi durante esses meses que assinaram contrato com a Warner/Chappell Music.

Leia também:  Você sabe o que é benchmarking?

Assim, a banda se uniu à mesma companhia de gerenciamento de carreira dos Arctic Monkeys. Dizem que o baterista dos Arctic Monkeys, Matt Helders, foi visto usando uma camisa dando suporte à Royal Blood — antes do lançamento do seu primeiro single — na atuação dos Arctic Monkeys no Festival Glastonbury, em julho de 2013.

Mike Kerr: Voz principal e baixo

Baixo: Entre a lista principal de baixos com que Kerr conta, aparecem um baixo Starcaster da Fender, com um formato similar à Strato, mas com a particularidade de ser um instrumento muito raro de encontrar e, por isso, de valor elevado. Ao Star se une o Deluxe Jaguar, também da Fender, um Electromatic G2220 Junior Jet II da Gretsch e um Mike Kerr Custom Bass Guitar da Manson.

Amplificadores: Da Fender, encontramos o cabeçote Super Bassman Pro 300W Tube Bass AMB, um Bassman 810 Pro (8”x10” Cab) e um Supersonic 22 Combo, enquanto que da Tech 21 destacam-se o Sansamp PSA1.1 e o Sansamp RBI Rackmount Bass Tube Amp Emulator.

Efeitos: O grupo começa com um Electro-Harmonix POG2 Polyphonic Octave, seguido pelo pedal Strymon Flint Tremolo & Reverb, o pedal ZVex Mastotron Fuzz, o Triage Amplifier Selector da Palmer e, por parte da Boss, os TU-3 Chromatic Tuner e LS-2 Line Selector/Power Supply, mais os pedais GE-7 Equalizer e NS-2 Noise Suppressor. Também se destaca o Custom Fuzz for Mike Kerr, da Cog Effects.

Ben Thatcher: Bateria

Como endorser da Gretsch, seu kit é composto por uma USA Custom com acabamento Black Glass Nitron, um rack tom de 9”x13”, dois floor toms de 16″x16” e 16”x18”, bumbo de 16”x24”, um Hammered Chrome sobre Brass Snare Drum de 6”x13” e um Swamp Dawg Snare Drum de 8”x14”. Também conta com um kit de bateria DW Collectors Series Custom com acabamento vintage marine off-white, composto por um rack tom de 13”, um floor tom de 16” e um bumbo de 22”.

Leia também:  Earth Music lança violão e promete novidades

Por ser endorser da Zidjian, também possui uma variedade de pratos notável: K EFX de 18” e 16”, um par de K Light Hi-Hats de 16”, um A Custom EFX de 14”, um K Dark Crash Thin de 19”, o FX Oriental Crash of Doom de 20”, o K Crash Ride de 20”, mais um A Zildjian Sweet Ride de 23” e um K Crash Ride de 20”.

Baquetas: Aqui encontramos as Hickory 5B Wood Tip da Promark.

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles