Review do Leitor

Colabore com a comunidade musical.

Search
Maximize seus lucros com criptomoedas usando as ferramentas avançadas do Neoprofit AI.

Toque Igual ao Disco – Improviso para iniciantes de violão

Atendendo a todos os níveis de leitores, desta vez vamos chamar os iniciantes no violão/guitarra para improvisar. Corre o mito de que improviso é para poucos, quando na verdade com pequenas dicas qualquer iniciante pode improvisar com uma sequência de 4 acordes e alguns quadrados, triângulos e retângulos.

A pouco mais de duas décadas atrás, foi publicado, na série de trabalhos didáticos batizada de Toque Igual ao Disco, alguns “métodos”  para iniciantes. Tudo começou com alguns trechos de sucessos musicais extraídos e reduzidos para serem tocados ao violão. Eram introduções, solos e trechos melódicos, comercializados por encomenda e entregues via Correios.

Em uma das saudosas feiras de música EXPOMUSIC, foram lançados, já então via Internet, os TID Files, que nada mais eram do que os mesmos trechos, agora em formato MIDI, acompanhados de uma escrita de tempo inédita, para iniciantes acertarem sua execução baseando-se nas batidas do pé no chão, marcando os compassos, dentre outras ilustrações.

O próximo e natural passo foi o mencionado “método”, uma apostila de 20 páginas, acompanhada de um CD com áudios no formato wave (.wav), gravados em dois canais (L/R). Um deles continha o acompanhamento com 4 acordes, e o outro sugestões de solos usando as figuras geométricas: quadrados, triângulos e retângulos.

Para a época era uma novidade, e o trabalho passou desapercebido, a não ser pela edição e publicação dos áudios em CDs pela Pauta Arte & Comunicação, com lançamento na EXPOMUSIC e modesta distribuição em São Paulo/SP. A Free Note cogitou uma publicação mais elaborada, depois de comercializar o trabalho como um kit de CD e apostila.

Em outros moldes, será em breve relançado o trabalho, ampliado e revisado com temas específicos para o violão e a guitarra. A seguir alguns trechos dos textos já editados e publicados. O foco é a simplificação dos procedimentos, buscando levar aos estudantes e iniciantes nas 6, 7 ou 12 cordas uma nova abordagem educacional.

Toque Igual ao Disco, Violão

As FORMAS GEOMÉTRICAS são uma maneira de visualizar, na digitação da escala, pequenos grupos de 3 ou 4 notas. Essa visualização permite ao iniciante nas improvisações tocar aleatoriamente pequenos trechos de notas. Ouvindo as gravações, você não terá dificuldade em compreender como funcionam estes trechos.

Passo a passo, os trechos vão utilizando as divisões de tempo da página 4. Primeiro, notas longas, de um tempo, passando a notas de meio-tempo e assim progressivamente usando os grupos de subdivisão dos sons de um tempo. Cada gravação usa, portanto, algumas formas geométricas e algumas subdivisões de sons.

Assim o estudante poderá ir evoluindo não apenas na sua técnica de execução como também na educação de seu ouvido e percepção musical. Quando alguém diz que toda “de ouvido” quer apenas dizer que a AUDIÇÃO está no comando. Juntar a audição com o bom entendimento da teoria é o segredo para a evolução como instrumentista.

Toque Igual ao Disco, Guitarra

O rock veio do blues. As escalas de blues têm notas alteradas e notas omitidas. Não existe nem a SEGUNDA nem a SEXTA nota, e existe uma QUINTA DIMINUTA entre a QUARTA JUSTA e a QUINTA JUSTA. A SÉTIMA é sempre menor. A primeira escala digitada, abaixo, da esquerda para a direita é a que deu origem a muitos clássicos do rock. Digite-a DESCENDENTEMENTE, da corda 2 apertada na quinta casa para o grave, e sinta o espírito do blues.

O blues é sempre tocado em TERCINAS, a divisão do tempo em 3 partes iguais, sendo que a primeira palhetada tem sempre o dobro da duração da segunda, feita em sentido contrário. As seqüências de acordes abaixo são para um improviso em MI MAIOR. Deverão ser usadas com o ritmo descrito na página ao lado, e a escala de blues MAIOR.

Repare que as dissonâncias de SEXTA e de SÉTIMA MENOR são tocadas com o dedo 4 da mão esquerda, que se movimentará nas mudanças entre os acordes maior, maior com sexta e maior com sétima menor. As 3 seqüências correspondem à harmonia de um acom- panhamento tradicional, e também têm uma ordem descrita, pela cifragem dos acordes maiores abaixo. A cada cifra de acorde maior, deve ser tocada toda a seqüência.

É claro que os textos são sempre acompanhados por ilustrações e os respectivos áudios, que permitem o completo entendimento do que é apresentado no conteúdo. A ideia central é explicar a teoria suficiente para que seja imediatamente aplicada em exemplos práticos e utilizáveis no dia a dia do aprendizado, que deve ser leve e bem humorado.

Para se ter uma ideia mais detalhada do conteúdo dos trabalhos, Música & Mercado vai disponibilizar para seus leitores e leitoras trechos do Toque Igual ao Disco Violão, contendo 4 tipos de improvisos. As explicações técnicas estão nas ilustrações acima, e os áudio deste exercício podem ser baixados da nuvem neste link. Para adquirir com desconto os áudios e respectivos volumes em texto e ilustrações de Toque Igual ao Disco Violão e Toque Igual ao Disco Guitarra, envie email para pautarte@icloud.com.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe um Comentário

Música & Mercado
Logo
Shopping cart