Opinião: Por que sou contra LIVES GRATUITAS Cultura e entretenimento – Um setor que gera 936 bilhões/ano

Opinião: Por que sou contra LIVES GRATUITAS Cultura e entretenimento – Um setor que gera 936 bilhões/ano

por 22/06/2020

A cultura movimenta 13% do PIB nacional gerando uma base de 936 bilhões/ano. Esse ano prejuízo ainda é incalculável.

Seja você a pessoa que está saindo para trabalhar ou você que está em casa nesse momento da pandemia fazendo sua parte para diminuirmos a curva, saiba que em ambos os casos você está sendo entretido e alimentado por informações on line e dessas informações 87% tem música atrelada direta ou indiretamente.

A trilha sonora no seriado da Netflix , do video game, nos programas de tv, novelas, as milhares de lives em Instagram, Facebook, YouTube ou em novos apps como Tik Tok que são puro entretenimento.

Leia também:

Quarenta por cento dos usuários da internet no Brasil são também ouvintes de podcasts e o país já é o segundo maior consumidor do formato, segundo dados do Spotify, atrás apenas dos Estados Unidos. O consumo de streaming cresceu mais de 20% na pandemia , somos o 3º país no mundo que mais paga por esse serviço.

O Brasil tem quatro das cinco maiores audiências mundiais do YouTube com marcas de 3 milhões de engajamento simultâneo, isso mesmo SIMULTÂNEOS o que significa AO MESMO TEMPO.

Sabe o que isso significa?? A importância avassaladora que a música tem na vida das pessoas auxiliando na saúde mental e emocional de bilhões de pessoas que viram suas vidas mudadas de cabeça prá baixo de repente , sem nenhum aviso prévio.

No entanto em uma pesquisa recente do “Sunday Times” onde 10.000 pessoas responderam quais seria os 5 serviços essenciais e os 5 não essenciais durante a pandemia, a música figurou como a primeira na lista dos serviços essenciais. Mas oras bolas, se a música existe em tudo, como pode ser não essencial? Simples: Porque você acredita que isso não tem valor, que você pode ver e TER de graça.

Isso acontece porque vocês foram acostumados a vida inteira a ouvir histórias como a Cigarra e a Formiga, onde a cigarra não fazia nada, ela vagabundeava no verão tocando e cantando, enquanto as formigas trabalhavam. Pois bem, na minha história a formiga só produzia tanto porque a música da Cigarra fazia seu trabalho ter mais produtividade.

A música é a ÚNICA atividade que trabalha simultaneamente os dois lados do cérebro fazendo com que o corpo caloso que é uma estrutura do cérebro que conecta os hemisférios cerebrais direito e esquerdo tal qual uma ponte fique mais fortalecido, o que aumenta as ramificações por onde as informações transitam lhe proporcionando novas habilidades e sinapses.

Também auxilia no controle da pressão arterial, ajuda no tratamento do Alzheimer, tira pessoas da depressão, ajuda na coordenação motora, foco, disciplina, paciência, memorização, responsabilidade, auto estima, confiança, ajuda a se relacionar e se comunicar melhor, proporciona interação social, facilidade em aprender novos idiomas , matemática, trabalhar em equipe, ter raciocínio lógico, criatividade e ainda libera dopamina, que é um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem estar.

Musicoterapia, já ouviu falar? Projetos de música em tratamento de doentes terminais dentro de hospitais, comprova que além de humanizar o tratamento para pacientes e familiares alcança efeitos fisiológicos e psicológicos nos pacientes.

Empresas que usam a música na sua rotina , aumentam sua produtividade. Crianças que têm contato com música aprendem a ler e a escrever com mais facilidade. A música impacta tão fortemente a vida de uma pessoa que pode definir seu sucesso ou seu fracasso profissional.

Será que esses argumentos são suficientes prá você DAR VALOR à música como ela merece?

Recentemente vários editais da cultura sofreram ataques de vários políticos, principalmente do PARTIDO NOVO. Em um LIVE com a vereadora Janaina Lima, escutei dela: -“Vocês não são privilegiados, que toquem de graça” , como se querer TRABALHAR fosse uma esmola para nós , ARTISTAS.

Claro que o país passa por um momento péssimo, TODOS estão sofrendo e TODOS merecemos APOIO. Não entendo porque ajudar um tem que exclui o outro.

Mas nem vou entrar no contexto governo e política, vou falar de você, que está em casa e acha que música não tem importância nesse momento de pandemia. Peço que vocês revisem sua forma de encarar a música e a forma que você respeitará esse trabalho depois de todos os argumentos que lhe dei.

Sempre brinquei com meus amigos que me convidam para um festa dizendo: “Adriana leva a Sanfona” eu respondo: Liga prá meu escritório e acerta com eles, achei que você estava convidando a PF e não a PJ…mas brincadeiras a parte, eu sei que eles não fazem por mal, mas nunca ouvi eles pedirem para o amigo médico levar a mala para uma consulta rápida durante a festa. E parem de vir com esse papo: “Olha tive uma idéia, você toca no evento que minha empresa vai fazer e você se divulga porque terá um monte de empresário”.

E nessa época de São João meu telefone não para, todo mundo quer que eu toque na festinha da FIRMA dizendo “pode ser SÓ uma meia hora numa live mesmo”, hehehe então deixa eu explicar, qdo eu estou atuando como PJ, eu cobro qdo eu estou com instrumento ou quando abro a boca para cantar, seja ao vivo, seja on line que é o “NOVO NORMAL”.

Estou sempre engajada em ações sociais, me ofereço e toco de graça com todo amor , mas quem ganha dinheiro como uma empresa, cobra dos seus clientes mas não quer me pagar, chama o que?

Veja bem , eu não sou radical. Não estou falando das LIVES com amigos, lives compartilhadas, lives entrevista onde converso, toco 2,4 músicas dentro do contexto, lives minha onde converso com fãs sobre muitos assuntos. Eu tô falando das LIVES SHOW, estou falando de gente que me chama e diz: ” OI, vou fazer um evento junino no meu insta, aí eu te apresento e você podia fazer o seu show pros meus seguidores, claro que seria uma troca né? tem muita gente lá , você pode se divulgar”… Jesuis dai-me paciência prá explicar prá essas pessoas que eu SOU UMA EMPRESA!!!!

Parem de pedir LIVES GRATUITAS, afinal não custa nada né?! ERRADO, custa sim!!! custa anos investimento em estudo, aperfeiçoamento, cursos, horas de estudo, investimento em instrumentos, equipamento, uma vida sem estabilidade , sem 13º , sem férias, viajando 3 dias prá ganhar um, correndo risco na estrada, sem Natal, Ano Novo, custa meu contador, minha assessoria de imprensa, meu escritório, as pessoas que trabalham comigo , meu vídeoclip que você assiste, o estúdio da música que foi contratado prá gravar a música que você ouve, CUSTA SIM E CUSTA MUITO. Cada foto, clip, música, aparição. Isso é trabalho.

Tudo isso não chega nas suas mãos por mágica. Cada música que você ouve teve mais de 20 pessoas envolvidas ganhando prá você ouvir essa música.

Parece duro né? Mas não é !! Duro é estarmos 3 meses sem poder trabalhar e ainda ouvir uma pessoa querer ver uma live de graça achando que temos obrigação de entreter de graça quem está sentado no seu sofá. Duro é ver pessoas não valorizando esse trabalho e não pagando R$ 10,00 que seja para ter o privilégio de ouvir a arte dessa pessoa, mas gastando R$ 100,00 em cerveja.

Leia também:

Esse texto é para você, que não valoriza a arte.

Claro que tem muita gente bacana, consciente. Já fiz shows com ingressos vendidos e o meus fãs e amigos, aqueles que valorizam o que faço e quem sou, pagaram para me ver, mas isso tem que VIRALIZAR, tem que ser hábito. Sabe aquela coisa de 1º mundo, que a pessoa pega o jornal e paga sem ter ninguém? Pois é, meu sonho é que você quando veja uma live rolando, já saque o cartão e entenda que aquilo tem valor e precisa ser pago sem ninguém ter que pedir.
Eu falei o tempo todo em primeira pessoa, mas tudo que escrevi você pode usar com o artista que você gosta, porque tenha a certeza , ele ficará feliz.

Não se iluda, essas Lives bombadas são pagas por grandes marcas. Marilia Mendonça ganhou uma fortuna para fazer a live usando as Havaianase e por ai vai. As marcas perceberam que elas tem muito mais engajamento por muito menos investimento e essa moda vai permanecer mesmo pós pandemia. Nesse caso a live está sendo “gratuita” porque está sendo paga por uma marca. Mas nesse funil são poucos que serão agraciados por essas marcas.
Por isso SOU CONTRA A LIVE GRATUITA.

São 90 dias que o mundo do entretenimento está parado.

LEIAM E REFLITAM. PAGUEM PELA MÚSICA! PAGUEM PELO NOSSO TRABALHO.

Contei isso tudo pra falar pra vcs que estou numa luta solitária, talvez uma Dom Quixote de saias? pode ser , mas alguém tem que dizer NÃO.

Quer ouvir um show de música nas redes sociais ? Pague.
SOU CNPJ, respeite minha empresa.