Expomusic 2015: um ano de desafios e mudanças

Expomusic 2015: um ano de desafios e mudanças
dezembro 10 10:00 2015

Realizada em São Paulo, entre os dias 16 e 20 de setembro, a Expomusic foi marcada por uma redução considerável no número de expositores, mas lançamentos de produtos não faltaram

Embora o mais perceptível nesta edição tenha sido a redução de tamanho da feira, ocupando somente um pavilhão do Expo Center Norte, além da ausência de algumas das grandes distribuidoras do País, a Expomusic obteve bons resultados, com a visita de 35.911 pessoas, entre profissionais e público final, e 300 marcas por meio de 160 expositores, ocupando uma área total de 25 mil m².

As opiniões sobre a Expomusic 2015 foram contrastantes entre os expositores. Para muitos dos ouvidos pela Música & Mercado, a feira tem um papel importante no setor e não deve acabar. Para outros, a entrada de diversos expositores chineses e a demora em propor ações para tornar a feira mais atrativa tornaram o futuro da Expomusic obscuro.

Como em 2014, a Expomusic financiou a vinda de lojistas de grande parte do Brasil. Palestras e o espaço voltado às crianças também estiveram na programação, além de sorteios e shows.

Mudanças, distribuição e lançamentos 

IMG_2862Duas mudanças significativas foram as mais comentadas na feira. A primeira veio da mão da Shure, que oficializou a empresa Teleponto como sua nova distribuidora no Brasil. A empresa pretende ampliar sua participação no mercado de áudio profissional, broadcasting e consumer, além do mercado de instrumentos musicais.

Apesar da mudança da Pride Music para a Teleponto, a Shure analisa outros possíveis distribuidores para atender segmentos de mercado diferentes. José Rivas, diretor da Shure para a América Latina — e que visitou a feira com Catherine Ptasinski, gerente de comunicações de marketing — comentou: “Essa é só uma das muitas mudanças que faremos no País”.

Leia também:  ProShows apresenta diversos lançamentos na AES

A segunda mudança está relacionada com as marcas Sennheiser, IK Multimedia, PreSonus e Nord, que, antes na Quanta, passarem a ser representadas pela Soundix. A empresa adquiriu a operação de distribuição de parte das marcas da Quanta Music e realizou seu lançamento oficial na Expomusic. “Estamos começando com quatro marcas poderosas. Agora focaremos em reforçar a relação com as lojas, além de cuidar corretamente do estoque e do inventário disponível”, disse Fábio Gaia, um dos fundadores da nova Soundix. Presentes no estande da empresa estavam Gus Lozada, da PreSonus e Daniel Boatman, da IK.

Outro anúncio significativo foi feito pela espanhola D.A.S Áudio, que, após ter sido distribuída pela Decomac por 19 anos, decidiu abrir sua própria filial no País para atender melhor às necessidades do mercado local e poder competir em preço com outras marcas. A empresa está sendo capitaneada pelo próprio Guillermo Distefano, também CEO da Decomac, atuando como diretor de vendas, e usará sua estrutura em São Paulo para começar as atividades diretas, incluindo a equipe de vendas, suporte, depósitos e logística.

Outra empresa que abriu filial no Brasil é a USA Liquids, com uma fábrica própria para seus líquidos de fumaça.

Apoiando o mercado local

IMG_3012Aprimorando a criatividade para enfrentar a crise, empresas contaram à Música & Mercado as ações que vêm realizando, e realizarão, para ativar as vendas no mercado. Pelo lado da Di Giorgio, empresa com mais de 100 anos de história, a ideia é estar cada vez mais perto das lojas e procurar soluções em conjunto, bem como ampliar ações de comunicação por canais que atinjam lojistas e consumidores.

Já a Templo dos Instrumentos, do Rio de Janeiro, investiu na renovação do site, a fim de fornecer mais conteúdo, dando acesso a manuais, wallpapers e mídia digital, além de implementar um canal de comunicação direto com suas lojas clientes por meio de newsletters especiais.

Leia também:  Eagle faz parceria com marca espanhola Conde Hermanos

A Stay Music — fabricante de suportes — há alguns meses vem realizando promoções especiais para as lojas e representantes, dando bonificações ou descontos, e inclusive brindes, além de lançar catálogos e vídeos em português, espanhol e inglês.

Visitantes do exterior

Dando suporte a suas distribuidoras no País, encontramos também Chris Adams, da Focusrite/Novation (no estande da Habro); Rosa Daza, da DR Strings (Novitá Music); Lucas Oliveira, do suporte técnico da Avolites (ProShows) e Josep María Sans, da SAE Audio, que aproveitou a feira para fazer contatos e conhecer o mercado brasileiro. Cabe destacar a presença de dezenas de empresas chinesas expondo diretamente na Expomusic e a ilha da Argentina, com diferentes fabricantes do país hermano.

As novidades foram várias e visitantes e profissionais puderam encontrar grande quantidade de lançamentos nos estandes que serão vistos em ação nos palcos brasileiros a partir de agora. Aguardaremos a edição 2016 e a evolução do mercado no que parece ser um ano difícil, mas otimista, para sacudir a poeira e dar a volta por cima.

Visite a nossa galeria de fotos para ver todas as imagens!

Mais informações: www.expomusic.com.br

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles