Brasil: Allen & Heath faz parte do reality show Canta Comigo

Os sistemas Allen & Heath dLive e Avantis foram escolhidos para a temporada 2022 do programa de TV brasileiro Canta Comigo. Veja como eles estão sendo usados a seguir.

Agora em sua quarta temporada, o reality show brasileiro Canta Comigo vê cantores em ascensão se enfrentarem diante do ‘The 100’, um júri composto por 100 especialistas musicais e intérpretes de todo o país, com prêmio de 300 mil reais em jogo.

Para a edição de 2022, a produtora Endemol Shine mais uma vez convocou a empresa audiovisual paulista R4 Som Profissional para cuidar de todos os aspectos da sonorização e transmissão ao vivo do programa, com o apoio da Allen & Heath do Brasil.

“Precisávamos fornecer um sistema com alta contagem de canais, latência ultrabaixa, capacidade de E/S analógica e digital flexível e, obviamente, estabilidade sólida”, explica Cleiton Silva da R4 Som Profissional. “Fazia sentido para nós usar uma combinação de mixers Allen & Heath dLive e Avantis, pois eles atendem a todos os critérios necessários para essa produção exigente.”

Para o apresentador, artistas e reprodução de músicas, uma superfície de controle dLive S7000 de 36 faders é emparelhada com um DM64 MixRack equipado com um cartão Dante para conexão a dispositivos sem fio Shure Axient Digital. Graças à integração do dLive com os dispositivos sem fio da Shure, o monitoramento e controle nativos do sistema Axient é possível a partir da superfície de controle dLive. Um cartão gigaACE é instalado no S7000 que alimenta um Avantis que lida com a mixagem PGM, e um cartão superMADI alimenta uma DiGiCo SD9 que é usada para a mixagem de monitor in-ears. O Avantis é emparelhado com um expansor remoto GX4816 para permitir a conexão com a unidade de vídeo. Além disso, um par de mixers de monitor pessoal Allen & Heath ME-1 é usado para fins de monitoramento. A gravação multipista é feita através de um cartão Waves instalado no S7000.

Construídas em torno do núcleo de processamento FPGA XCVI de 96 kHz, todas as dLive MixRacks fornecem 128 canais de entrada e uma arquitetura de 64 buses configuráveis para máxima flexibilidade, com opção de sete tamanhos de superfície para controle prático. A S7000 é a maior superfície da linha dLive com 216 faders atribuíveis, em 6 camadas de 36 faders e telas de toque duplas de 12” que se integram aos controles de hardware circundantes.

Utilizando a mesma tecnologia XCVI do dLive, o Avantis oferece 64 canais de entrada e 42 buses de mixagem configuráveis com telas de toque duplas Full HD de 15,6″ que proporcionam um fluxo de trabalho rápido e intuitivo. Assim como no dLive, o sistema de latência é baixo, 0,7 ms da entrada à saída.

Para o painel de 100 juízes, cada um equipado com um microfone, outra combinação de dLive S7000 e DM64 é implementada com E/S analógica adicional fornecida via expansores remotos DX32 e DX168 para um total de 112 entradas XLR. Uma placa Waves instalada no S7000 permite 128 canais de gravação dos juíces, com um mixer Avantis também conectado à rede Waves para fins de monitoramento. Além disso, um cartão superMADI instalado no S7000 facilita a conexão a um DiGiCo SD8 que lida com a mixagem PGM do painel do jurado.

“Sempre que usamos mixers Allen & Heath, ficamos impressionados com a qualidade e robustez”, conclui Roberto Ramos da R4 Som Profissional. “Iremos adicionar ainda mais unidades ao nosso estoque em breve.”

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe seu Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
[arm_social_login]
Redefinir Senha
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar