Behringer surpreende o mercado com o lançamento do mixer Wing

por 18/11/2019

A Behringer promete revolucionar o mercado com o lançamento recente da mesa de mixagem digital Wing, resultado da experiência de 30 anos da empresa no mundo de áudio.

Há algumas semanas a Behringer tinha anunciado que lançaria um produto novo. Praticamente no final do ano, não esperávamos uma grande surpresa mas o lançamento da mesa de mixagem digital Wing surpreendeu sim.

A mesa tem uma visual futurista e a empresa disse que tem sido desenvolvida durante 30 anos, quantidade de anos que a Behringer tem, pois esse ano comemorou suas três décadas na indústria de áudio.

O look futurista, limpo, de linhas finas e organizado talvez esteja refletindo também os planos da empresa com a construção de uma nova fábrica baseada nos conceitos de “Smart” (inteligente) e Indústria 4.0 em Kulim, na Malásia, anunciada no começo do mês.

O fato é que a mesa de mixagem pessoal Wing – como foi descrita pela empresa – virá com um pacote completo de características e até a possibilidade de personalizar as cores dos painéis exteriores dela.

Pausa: O que a Behringer quer com o mixer Wing?

Outro ponto a ser destacado é a clara intenção da empresa em mudar o conceito da marca Behringer – e tem de tudo para isto. Durante anos, a marca foi sinônimo de um produto com falhas, piadas e memes. Mas o fato é que muita gente comprava Behringer para uso semi profissional (quando não profissional), utilizando-os em atividades para qual a marca não foi projetada.  Mas até provar que pato não é ganso, a imagem distorcida da empresa já estava no mercado.

Mas, a história muda de direção quando a Uli Behringer, fundador da marca que leva seu nome, adquiriu a Midas, Klark Teknik, Turbosound, Tanoy, TC Electronics e criou o Music Tribe. Bom, aí você imagina a quantidade de capital e engenheiros envolvidos com a empresa, certo? Quem conhece Uli Behringer sabe que ele é um obstinado, uma pessoa reta e mente inquieta.

Em resumo, Uli criou um dos maiores impérios do áudio das últimas décadas e deixou muitos dos concorrentes, que o ignoravam e faziam chacota, em uma situação mercadológica delicada.

Voltando a questão da mesa Wing agora.

wingA operação se baseia numa tela de toque central para editar os canais. Mais dados? Mostramos a seguir:
  • 8 pré-amplificadores de microfone Midas PRO
  • 8  saídas Midas PRO
  • 24 faders motorizados de 100m em 3 seções separadas e totalmente configuráveis
  • Conectividade de E/S remota de estilo “plug and play” para até 144 sinais de entrada e saída em 3 portas AES50 com a tecnologia SuperMAC de Klark Teknik para jitter e latência ultra-baixas
  • Tela principal grande sensível ao toque capacitiva e roda giratória de tela ajustável
  • Seção exclusiva de edição de canal sensível ao toque, com 11 controles rotativos e TFT colorido dedicado, para ficar por dentro de todas as propriedades do canal
  • Módulo opcional para 64 x 64 canais de áudio via Ethernet – suportando a tecnologia SoundGrid da Waves ou a tecnologia Dante/AES67
  • Interface de áudio USB 2.0 de 48 × 48 canais integrada com controle remoto DAW emulando HUI e Mackie Control
  • Gravador/reprodutor ao vivo de cartão SD duplo com até 64 faixas e marcadores para identificar posições da música

No painel traseiro da nova mesa digital podemos encontrar os seguintes recursos:

  • Seção de controle adicional de 4 canais com controles rotativo
  • Botões e exibição de parâmetros para acesso permanente à rede elétrica, matrizes ou “canais
  • Rack de Efeitos com oito processadores estéreo e algoritmos TC de classe mundial, emulações Lexicon, Quantec e EMT.
  • 8 Rack de processadores estéreo para uma ampla variedade de modulação, equalização, dinâmica etc. Também permite misturar efeitos externos à mixagem.
  • Cinco slots de processamento de plug-in variável para todos os 40 canais de entrada estéreo, apresentando os equalizadores e compressores analógicos vintage mais emblemáticos, além de slot FX de inserção e EQ paramétrico de 4 bandas para todos os oito canais auxiliar estéreo.
  • Controles personalizados que oferecem 16 botões de trava ou momentâneos e quatro controles rotativos que são facilmente configurados para funções preferidas
  • 4 barramentos estéreo principais, 8 matrizes e 16 aux, com inserções duplas, equalizadores paramétricos de 8 bandas, imager estéreo e processamento dinâmico completo.
  • Duas portas Ethernet com switch integrado para controle remoto em rede.
  • Porta de expansão integrada para placas de interface de áudio opcionais ou pontes de rede digital, MADI e ADAT / WC.
  • Interface de baixa latência.
  • StageCONNECT de 32 canais para monitoramento pessoal.
  • Entradas e saídas estéreo AES/EBU digitais em XLR balanceado 8 x 8 conectores TRS balanceados.
  • MIDI I/O e 4 portas GPIO
  • Programa de garantia de 3 anos
  • Projetada e fabricada na Alemanha

A Behringer disse que a produção desta mesa começará em dezembro mas ainda não anunciou o preço com o qual será comercializada.

Veja o trailer de lançamento aqui.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 


Quer saber mais sobre o Uli Behringer? Leia também (clique na capa da revista)

uli behringer

Comentários