5 tendências que irão simplificar o marketing 

5 tendências que irão simplificar o marketing 

por 19/04/2021

Veja aqui cinco previsões que ajudarão os profissionais de marketing a melhorar o desempenho, alavancar dados e simplificar a experiência do cliente 

Há um equívoco entre os líderes de marketing de que oferecer melhores experiências ao cliente significa sempre fazer mais: enviando mais e-mails, gastando mais em campanhas publicitárias, produzindo mais vídeos e comprando ferramentas de marketing mais complexas No entanto, só porque uma marca está produzindo um alto volume de conteúdo não significa que isso realmente segure clientes. 

Agora com cada negócio aumentando sua estratégia digital e fazendo mais barulho, os profissionais de marketing precisam de uma abordagem mais autêntica para se conectar com os clientes, e o estímulo para um marketing mais simples e ágil começa por dentro. Os CMOs precisarão armar suas equipes com as ferramentas certas para ajudá-los a trabalhar de forma mais eficiente e demonstrar valor em toda a organização. 

À medida que avançamos em 2021, muitos de nós estamos lidando com a incerteza e o burnout em outros aspectos de nossas vidas. Assim, as marcas que se tornarem menos complexas irão ganhar confiança e lealdade do cliente. Na Acquia, prevemos que essas estratégias serão fundamentais para criar uma abordagem aberta e unificada para a transformação digital. 

1. Mensagens de marketing sem jargão 

Muitos profissionais de marketing têm o mau hábito do buzzword. Cair em frases populares pode irritar seus clientes e acabar com a reputação da marca, fazendo você soar como todo mundo. Quando seu marketing não tem identidade, parece desinteressante e falso. 

Em 2021, a linguagem de marketing verá menos o uso do jargão e será mais genuína. O impacto da pandemia do COVID-19 ensinou aos profissionais de marketing o valor da comunicação direta e a valorização das mensagens baseadas em valores. Os consumidores recebem uma enxurrada de mensagens de uma variedade de fontes e isso levou a um período de atenção reduzida e fadiga, em termos genéricos: “o novo normal”. 

Os profissionais de marketing estão cansados de usá-los, e também daqui para frente, os CMOs devem abraçar a criatividade e abandonar os clichês. Esperamos ver mais profissionais de marketing desenvolvendo peças mais curtas, mais pessoais, de conteúdo e comunicações mais autênticas e conectadas aos seus valores de marca. 

2. A busca por mais dados do cliente consolidará as martechs 

Há anos, os profissionais de marketing estão obcecados com os dados dos clientes e tentando executar uma forte estratégia de marketing orientada a dados para substituir a “adivinhação” do que seus clientes querem. Mas, embora os dados facilitem as coisas para os profissionais de marketing, o enorme aumento no número de canais digitais emparelhados com a explosão de diferentes ferramentas de gerenciamento de dados e análises tem deixado muitas organizações receosas. 

De acordo com a pesquisa de Scott Brinker, as martechs cresceram 13,6% – e isso é um problema. Com tantos sistemas e plataformas diferentes que não conversam entre si, é quase impossível ter uma visão unificada do seu verdadeiro cliente. 

Em 2021, o mercado de martech verá uma consolidação de alguns players menores de analytics. Em vez de gastar dinheiro e esforço em diferentes ferramentas de inteligência de negócios, em que cada uma oferece um relatório diferente,as organizações estão se movendo em direção a uma única fonte de dados. A necessidade dos profissionais de marketing por dados consistentes será um importante ponto de inflexão para a consolidação entre muitos dos fornecedores no mercado, e esperamos poder dizer adeus aos dados fragmentados. 

3. Anos em meses: ferramentas amigáveis ao marketing irão encurtar os cronogramas de transformação digital 

Uma forte e bem pensada estratégia de transformação digital será necessária para este ano. Antes do COVID-19, as organizações viam a transformação digital como um esforço de vários anos. A pandemia acelerou a necessidade do pivô para o digital e as marcas estão rapidamente percebendo que precisam se “adaptar ou morrer”, uma mensagem que tem sido apoiada pela pesquisa do Gartner. Em 2021, grande parte dessa transformação cairá nas mãos dos CMOs. 

Os profissionais de marketing não são necessariamente técnicos, por isso procurarão ferramentas low-code ou no-code que ofereçam facilidade de uso e possam ser vendidas para a C-suite de forma simples e direta. A tecnologia amigável ao marketing também tira o fardo extra das equipes de TI para que eles possam priorizar iniciativas digitais de maior escala. Ferramentas low-code ou no-code serão a arma secreta para ajudar tanto os CMOs quanto os CIOs a cumprir seus objetivos, resultando em transformação digital acelerada em toda a empresa. 

4. Machine learning vai se popularizar 

Inteligência artificial e machine learning ajudam os profissionais de marketing a trabalhar de forma mais inteligente e rápida. Segundo a Gartner, uma das tendências que as empresas devem estar atentas é a “democratização da IA”.

As pessoas estão vendo que a IA e machine learning não são mais apenas para cientistas de dados. Se os profissionais de marketing podem automatizar tarefas tediosas, como limpeza de dados, eles têm mais tempo para priorizar projetos de alto valor. Aplicações práticas destas tecnologias irão decolar ainda em 2021, à medida que os profissionais desenvolvem maiores volumes de conteúdo direcionados a cada etapa do ciclo de vida do cliente. O machine learning ajudará a adequar a entrega de conteúdo relevante em escala para as necessidades únicas de cada cliente, em cada ponto de sua jornada. Ao automatizar o trabalho, o machine learning permite que os profissionais de marketing personalizem experiências para milhares de clientes e antecipem comportamentos futuros. 

Em 2021, esperamos que mais profissionais de marketing reconheçam a oportunidade substancial em modelos de machine learning para otimizar processos como gerenciamento do ciclo de vida do cliente, eficiência promocional e de gastos. 

5. Open marketing triunfará 

Ser capaz de trazer experiências digitais sem esforço aos clientes exigirá uma abordagem flexível da tecnologia de marketing. Um dos principais bloqueadores para criação de experiências totalmente integradas aos clientes decorre de opções limitadas de tecnologia que não podem se adaptar às prioridades futuras. Sem a capacidade de reunir todas as suas fontes de dados e abraçar novas tecnologias quando necessário, os profissionais de marketing não serão capazes de acompanhar novos padrões de comportamento do cliente e ficarão atrás da curva de inovação.

No passado, pode ter sido aceitável que os profissionais de marketing usassem soluções diferentes para resolver um problema, mas agora a necessidade de consolidação de dados criará uma estratégia para que mais fornecedores abram suas APIs e dados para fluírem livremente entre sistemas diferentes. Os profissionais de marketing precisarão de todas as ferramentas disponíveis para interagir uns com os outros, a fim de acelerar a pivotagem das marcas para o digital. 

Essa nova abordagem de open marketing será fundamental para criar experiências que ressoem entre os clientes de uma ação para outra. O open marketing ajudará as marcas a desenvolver relações mais profundas com os clientes ao longo do tempo e ajudará as marcas a terem conversas autênticas e contínuas com seus consumidores, em vez de falar por eles.

*Autor: Brenno Valerio, Managing Director, US & Latin America, da Acquia.