Nell Drums muda de nome para Noah Drums

Nell Drums muda de nome para Noah Drums
agosto 24 17:28 2018

Devido a problemas no registro do nome, Nell Drums se viu forçada a mudar e passa a ser chamada Noah Drums, mas seu proprietário continua com os esforços para recuperar a marca. Contudo a empresa se fortalece e traz várias novidades!

SILVIO copia

Silvio Tonelli

Recentemente um importante anúncio nos surpreendeu no site e redes sociais da Nell Drums. A empresa passaria a ser chamada com outro nome. O que aconteceu? Uma situação triste e controversial, mas desafortunadamente nao é a primeira vez que acontece na nossa indústria.

Como falava no comunicado, algumas mudanças estavam sendo realizadas na Nell Drums e a gerência viu a necessidade de profissionalizar outras áreas importantes na empresa, como o registro da marca NELL no Brasil, o que foi feito no segundo semestre de 2017. Porém, ao iniciar o registro no INPI, se depararam com um registro já feito, por uma outra empresa em nosso segmento, usando exatamente a mesma marca e logotipo. “Fez-se necessária uma ação jurídica para nossa defesa, a qual ocorre até os dias de hoje e nos impede de continuarmos comercializando qualquer produto com a marca NELL, até que a justiça decida sobre a quem pertence o uso da marca”, comentou Silvio Tonelli, CEO da empresa.

“Não podemos parar e esperar. Então, decidimos criar uma nova marca de baterias, ferragens e acessórios, mantendo todos os modelos, projetos, acabamentos e configurações inalterados e, a partir de agora, o que antes era Nell Drums será Noah Drums”, continuou.

Sem mudar de rumo e profissionalismo, a companhia está apresentando um recomeço, exatamente um dos significados da palavra Noah. Com a mudança de nome, inicia-se também um novo tempo na produção e na distribuição global dos kits. Uma nova fábrica foi criada e um novo conceito de produção, controle de qualidade e atendimento estão em curso. “Toda a minha experiência de 30 anos na indústria musical está sendo incorporada aos processos dos nossos novos parceiros na China e, em poucos meses, já receberemos os primeiros kits no Brasil e em alguns outros países que distribuem nossas marcas”, enfatizou Silvio. Veja mais a seguir.

Leia também:  Conheça três baterias eletrônicas da X Pro

M&M: A outra empresa que registrou a marca e logo, é também brasileira e concorrente da Nell Drums?

Silvio: Sim, é uma empresa brasileira e concorrente da Nell Drums. Apesar do nome não ser segredo para o mercado, pois eles enviaram muitos e-mails para vários lojistas e representantes em todo o país, eu prefiro não mencionar o nome por questões éticas. O que aconteceu não irá abalar meus princípios. Se nós queremos um mercado musical ético, eu quero dar um passo neste sentido.

M&M: Qual a situação do processo judicial neste momento?

Silvio: Adentramos com uma ação com base no uso anterior da marca. Já que eu iniciei os trabalhos com a Nell Drums em agosto de 2014, baseamos nossa defesa na Lei de Propriedade Industrial. Também conseguimos novas e importantes testemunhas que declararam a má fé do registro por parte deles. Porém, não podemos comercializar nenhum produto com a marca Nell e todo o estoque no Brasil foi retido pela justiça, ou seja, agora é aguardar. De qualquer forma, já lançamos a nova marca de baterias de nosso grupo, a Noah Drums e vamos avançar com ela.

FABRICA copia

Fábrica da Noah Drums

M&M: Se decidirem dar a marca de volta para você, vai voltar a usar Nell Drums ou vai continuar como Noah?

Silvio: A marca Nell é importante para mim, é parte de minha família, pois está inserida em meu sobrenome toNELLi e eu gostaria de mantê-la no mercado, sim. Porém, confesso que não quero pensar sobre isto até a decisão final da justiça. Agora o meu foco total é na marca Noah Drums e no desenvolvimento de novos produtos desta marca.

M&M: Fale sobre a nova fábrica e parceria na China?

Leia também:  ESPECIAL: Reflexos do tsunami

Silvio: Há muitos anos eu vinha procurando uma fábrica de baterias para uma joint venture; queria ter uma fábrica focada apenas na minha marca, onde eu pudesse ter mais controle e comando sobre todos os processos e, mais importante ainda, sobre as vendas para todo o mercado global. Eu encontrei esta fábrica e estamos finalizando alguns detalhes para iniciarmos a parceria. Será uma fusão bastante honesta, eles procuravam uma marca para entrarem no mercado global e eu procurava uma fábrica exclusiva, tem tudo para dar certo. Muito em breve iremos divulgar este acordo.

M&M: Que coisas estão mudando nos produtos ou na fabricação deles?

Silvio: Apesar de existirem dezenas de fábricas de baterias na China, cada uma possui algumas características próprias, seja no design dos produtos, no processo de montagem de tambores, hardware, etc… Nesta nova fábrica, algumas peças irão mudar, mas o mais importante será o novo processo de controle de qualidade que estamos implantando. Como não produziremos para outras marcas, tudo será minuciosamente feito para a Noah. O que posso adiantar é que o design das canoas, sistemas de suspensão e acabamentos irão mudar imediatamente.

SILVIO copia

Mais foco no controle de qualidade

M&M: Como serão os primeiros kits a receber no Brasil e qual a previsão de chegada?

Silvio: Nós manteremos as séries SC, TC, Felicce e Pure, mas neste primeiro momento, iremos introduzir a nova série DC, um kit de cinco peças com um hardware bastante potente, novos acabamentos e pratos inclusos. A nossa distribuidora no Brasil, Ougo Importação, já fez um primeiro pedido e chega ao Brasil no final de setembro.

M&M: Que mudanças vai ter na distribuição global?

Leia também:  Jovem Nell Music procura ainda mais crescimento

Silvio: Estou bastante focado nos negócios no Brasil. Nosso distribuidor aqui, a Ougo Importação, vem desenvolvendo um trabalho profissional e leal; todos os meus esforços estão com eles para aumentar nossa fatia no mercado brasileiro. Porém, durante esta transição de marcas eu irei centralizar as vendas e o marketing em nosso escritório no Brasil. David Tettmar que cuidava das vendas no Reino Unido se mudou para o Canadá e irá iniciar a distribuição das Noah e Williams naquele país. Assim, eu cuidarei dos clientes na Europa e nos países onde estamos trabalhando, como Brasil, Inglaterra, Austrália, Colômbia, Porto Rico, Camboja e Noruega. A boa notícia é que, tendo uma base nossa na China, toda distribuição estará centralizada num só lugar, reduzindo custos e aumentando a qualidade de nossos serviços.

M&M: Qual o próximo passo na estratégia da empresa?

Silvio: Não há dúvidas que a nossa principal estratégia é a solidificação de nossas marcas Noah e Williams no mercado brasileiro e global. A continuidade dos planos de marketing, controle de qualidade e atendimento ao cliente permanecem como prioridades absolutas. Outra medida importante será trazer nossas duas marcas para uma empresa que tenho em sociedade com minha esposa Juliana desde 1996, a Harmonia Instrumentos Musicais e que agora se chamará SCT Music Group Ltda. Esta empresa irá gerir as marcas e desenvolver todos os planos a partir de agora. Consolidado isto, eu e minha família temos planos de nos mudarmos para a China e avançarmos com nossos negócios, missões e propósitos a partir de lá. Nós amamos aquela terra.

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles