Earth instrumentos musicais aposta em novos consumidores

Earth instrumentos musicais aposta em novos consumidores
julho 23 14:44 2015

A Earth e a Arth  são novas marcas de instrumentos musicais e produtos de áudio que entram no mercado para acirrar a competição na oferta para entry e medium levels

Há pouco mais de quatro anos publicamos na Música & Mercado edição 56 o perfil executivo de Nenrod Adiel, experiente gestor comercial que, após sua experiência bem-sucedida no setor de instrumentos musicais, deu um passo além e abriu, ao lado de Ricardo Hadad, sua própria companhia: a Earth Music.

Com a filosofia de oferecer qualidade e atendimento, Nenrod quer levar a competição de produtos para os segmentos de entrada e medium a um novo nível: “A importadora nasce com um objetivo claro de conquistar espaço com qualidade de produtos e atendimento. Para isso, não estamos medindo esforços, provocando inclusive um atraso na apresentação ao mercado de uma forma geral. As ações estão coordenadas pela equipe, que traz consigo um tempo de experiência de mercado considerável, tanto no mercado nacional como no internacional”.

O atendimento será a base que direcionará todas as estratégias da empresa, por isso a confiança no patrimônio principal: a equipe de trabalho, que junta acumula mais de 60 anos de experiência no setor.

A Earth Music irá trabalhar com duas marcas próprias: a Earth, para violões, guitarras, contrabaixo, acessórios, pedestais; e a Arth, com o portfólio focado em áudio e microfones. Todos os produtos são via OEM. Os da Earth, sob o olhar acurado do especialista em produtos Eber Policate. E os da Arth sob a supervisão de Diego Sgrillo, experiente no setor de áudio.

Trabalhar via OEM pode parecer um desafio extra diante da intensa alta do dólar no Brasil, mas não é o que pensa o diretor. “Sabemos das dificuldades quanto ao câmbio, mas o mercado importador sempre estará suscetível a esse tipo de oscilação. Estamos definindo valores a serem trabalhados de forma que possamos colocar nossos produtos dentro de padrões que sejam competitivos no mercado”, explicou,  arrematando com um ditado: “A flor mais bela é a que cresce na adversidade e isso dará a motivação extra de que precisamos”.

Leia também:  Robe desponta no México

Valor
E o que dizer de se abrir uma empresa com a economia se mostrando tão desfavorável? Para Nenrod, é aqui também que o atendimento diferenciado revela a sua força. “Mesmo na economia mais recessiva, o mercado continua necessitando de produtos. Assim, em momentos de dificuldade, o lojista irá buscar parceiros que deem o melhor suporte e que tenham produtos que lhe permitam um bom giro e o retorno rápido do capital”, assevera.

Um produto que tenha alto giro e beneficie tanto o lojista quanto satisfaça as exigências do público final é um dos objetivos da empresa, além, é claro, de fazer com que as marcas sejam reconhecidas, admiradas e desejadas. Segundo o executivo, as ações estratégicas e a política comercial estão alinhadas com essas finalidades. “Traçamos ações que auxiliem esse giro dos produtos e estaremos dando o suporte para que tal fato seja efetivado. E, claro, buscamos inovações em produtos dentro de padrões compatíveis com as necessidades financeiras disponíveis”, contou.

A marca Earth também terá um braço de distribuição, trazendo e comercializando no País os inovadores violões Mayson e os produtos hand made da Martinez Classical Guitars. “São marcas consagradas nos mercados europeu e japonês, que contam com vários endorses conceituados no mercado internacional”, concluiu.

*Esta matéria faz parte da edição 79 da Música & Mercado. Para lê-la completa, clique aqui e acesse a pág. 72.

Earth Music

www.earthmusic.com.br

Comentários
view more articles

About Article Author

Redacao MM
Redacao MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles