Feira Music Show Exp convoca empreendedores do mercado da música

Feira Music Show Exp convoca empreendedores do mercado da música

por 30/01/2020

Feira quer ampliar network, informação, comércio e estimular o empreendedorismo no mercado da música

Empreendedorismo musical é tema central da 3a Music Show Exp, feira da música que ocorrerá no mês de setembro em São Paulo.

Com as mudanças ocorridas nos últimos anos, baseadas na digitalização da música, seus serviços, novos conceitos de espetáculos e a tecnologia embarcada nos produtos de áudio, iluminação e instrumentos musicais, a 3a feira Music Show Exp focará no empreendedorismo como pilar do desenvolvimento musical.

A 3a Music Show Exp, será realizada entre 24 a 27 de setembro, nos pavilhões 7 e 8 do São Paulo Expo e será dividida por áreas que abrangem networking, conhecimento, produtos e serviços. “Estamos trabalhando em todas as melhorias necessárias. Com a máxima certeza, o evento de 2020 será muito superior ao do ano passado do conteúdo, marcas e apresentação”, reforça Fábio Mascotto, co-founder da Music Show Exp.

Music Coworking  – cauda longa no mercado da música

“O mercado da música se descentralizou e está pulverizado, para alguns o setor morreu. Mas na nossa visão ele está se formando em um processo compartilhado e digital. Creio ser um erro dizer que o setor está morrendo”, comenta Daniel Neves, também co-founder da Music Show Exp.

“Estamos na era dos ‘nano nichos’ da música, que vão da composição à venda de produtos e se multiplicam de forma incrível. Isto (a Music Show Exp) é uma excelente oportunidade para expor e ampliar seu network e negócios”, completa.

Um exemplo de como será planejado o Music Coworking são as áreas com projetos similares existentes nas feiras SXSW (Estados Unidos), Comic Con Brasil, com a Artists’ Alley, Websummit (Portugal) e NAMM Show (EUA).

O preço das mesas de coworking na Music Show Exp começa com 950 reais, para pagamento à vista e 1190 reais, para pagamento parcelado.

O Music Coworking da Music Show terá disponibilidade nas diversas áreas de negócios da música, por exemplo:  produtos de áudio, instrumentos musicais, educação (music business, instrumentos, áudio, iluminação), acessórios, merchandising, escritórios para venda de shows/eventos, produtores artísticos, estúdios, canais de youtube, assessoria de comunicação para o setor  musical entre outros.

ccxp

Music Coworking: projeto similar da Comic Con Brasil (foto)

Music Academy

O número de debates, treinamento, workshops e pitchs da 3a edição da Music Show também terá a atenção redobrada. “Levantamos a bandeira do empreendedorismo no setor. A troca de informação é parte fundamental para o crescimento de todos que trabalham com música”, explica Daniel.

A feira em breve publicará a agenda de conteúdo em seu site www.musicshowexp.com.br.