Black Friday: 3 tecnologias que podem auxiliar as empresas

Os varejistas que desejam lucrar mais na Black Friday precisam ter em mente que a hora de se preparar para data mais rentável do ano, é agora. E tem algumas tecnologias que podem ajudá-los. Conheça mais a seguir!

O levantamento realizado pela plataforma Gente da Globosat, chamado Termômetro de Consumo, mediu a expectativa dos consumidores para a data e apontou que 50% dos brasileiros pretendem comprar algum produto na Black Friday 2022. Este número representa um crescimento de 3% em comparação a 2021.

Ainda de acordo com a pesquisa, dentre todos os canais de compra, o e-commerce foi o destaque de 2021, totalizando R$4,2 bilhões de vendas e 5,6 milhões de pedidos. No entanto, para este ano, a principal tendência é o consumo omnichannel, com a possibilidade de compra online e retirada na loja física. Por esse motivo, é preciso alinhar todos os processos que integram loja física e e-commerce se a ideia é oferecer uma boa experiência de compra.

Entre os principais desafios que tornam a experiência de compra positiva, estão o bom atendimento, cumprimento de prazos, agilidade e qualidade. E para garantir que todas as etapas sejam percorridas com êxito, mecanismos de automação se tornam essenciais. Vou destacar algumas que considero fundamentais.

Logística inteligente

Como se sabe, com a Black Friday há uma enorme movimentação de compra e venda, consequentemente os consumidores tendem a ser ainda mais imediatistas depois de clicarem no botão ‘finalizar a compra’. Afinal, muitos deles esperam o ano todo pelas promoções do período. Levando em consideração a nova tendência de consumo omnichannel, adicionar agilidade à gestão de transportes através de uma solução logística, tanto para entregas em casa quanto para o deslocamento dos centros de distribuições até as lojas físicas, vai garantir uma maior produtividade, redução de frete e eficiência das rotas planejadas, além de assegurar que o cliente poderá retirar sua compra na data esperada.

Gestão de armazenamento

Prometer apenas o que se pode cumprir é outro requisito básico para uma boa experiência de compra. Isso quer dizer que em hipótese alguma se pode vender um produto que não existe mais no estoque. Nesse caso, o sistema WMS é uma ótima ferramenta para garantir precisão das informações. Com ele é possível registrar a entrada e saída de itens do CD, fornecer relatórios atualizados sobre o status dos produtos, além de atualizar relatórios com informações gerais sobre as mercadorias. Dessa forma, a satisfação do cliente não é comprometida ao fazer uma compra e não a receber.

Atendimento ao consumidor

Ao mesmo passo em que as vendas aumentam na Black Friday, há uma crescente no número de clientes entrando em contato com as empresas. Para oferecer um suporte ágil e eficiente, integrar o SAC a uma plataforma CRM que gerencia e documenta todas as informações geradas durante o atendimento proporciona uma experiência mais assertiva e prática. Se a assistência, nesta etapa, superar as expectativas do cliente, há grandes chances de fidelizá-lo no pós-venda.

Além de auxiliar em todo o processo de vendas em datas como a Black Friday, as tecnologias são essenciais para a tomada de decisão dessas empresas envolvidas na data. Por meio de uma gestão cada vez mais digital, o varejo ganha também agilidade para responder a imprevistos, especialmente em datas tão voláteis como essa. Um cuidado que fica ainda mais latente se pensarmos em tudo que vivemos nos últimos dois anos.

*Autor: Anderson Benetti, Head de Produto da Senior Sistemas

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Música & Mercado
Logo
Registrar Nova Conta
Comparar itens
  • Compare Guitarras (0)
Comparar