Pós-feira: NAMM Show 2020 por 12/03/2020

A característica feira NAMM Show que se realiza a cada janeiro apresentou um ambiente cheio de energia para começar o ano, ver as novidades das marcas internacionais e projetar negócios para 2020.

A edição de 2020 foi realizada de 16 a 19 de janeiro na cidade de Anaheim, Califórnia, no centro de exposições que parece ter novidades a cada ano para oferecer uma experiência ainda melhor a visitantes e empresas participantes.

“Foi incrível ver os membros da NAMM e os profissionais do setor de todo o mundo se unirem de maneira tão positiva para experimentar o lançamento de inúmeros novos produtos, participar da melhor educação do setor disponível no mundo e aproveitar o camaradagem e o networking que fazem nossa vida musical tão significativa”, comentou Joe Lamond, presidente e CEO da NAMM. “O campus do NAMM Show serviu como uma foto viva e inspiradora do atual mercado global e acredito realmente que os participantes que se comprometeram e investiram para estar no evento aumentaram sua vantagem competitiva para o sucesso no próximo ano.”

Muitas pessoas — visitantes e expositores — afirmaram à Música & Mercado que essa foi a maior edição da feira, e isso não é a toa, pois este ano foi possível ver mais de 2 mil empresas expositoras, com 7 mil marcas e mais de 115 mil visitantes, apresentando 20% de crescimento de participantes do exterior dos EUA, se comparado com os últimos dois anos.

Pode imaginar uma feira de mais de 75 mil m2? Imagine também que cinco dias não são suficientes para ver tudo, mas tem que tentar!

Lançamentos e comemorações

Não precisamos dizer que a quantidade de novos produtos encontrados nesta feira sempre é incrível. Desde itens realmente inovadores, linhas atualizadas a equipamento clássicos.

Várias empresas expositoras comemoraram seu aniversário na feira, como a DAS Audio América (25 anos), a PRS (35 anos), com uma ampla variedade de novas guitarras, a PreSonus (25 anos) e a Powersoft (25 anos) — esta fez uma grande festa algumas semanas depois na feira ISE, em Amsterdã.

Pelo lado dos instrumentos, as baterias, guitarras, outros instrumentos de corda, metais, pianos e teclados se destacaram no piso de exposição, mas também foi possível ver todo tipo de instrumentos, acessórios e coisas que vão além da imaginação. A NAMM está tentando abrir mais espaço para outros segmentos do mercado da música, como os eletrônicos e sintetizadores analógicos para iniciantes, entre outros.

Nos últimos anos, um segmento que também entrou em destaque na feira foi o áudio profissional, especificamente o som ao vivo. Este ano pudemos ver ainda mais empresas apresentando seus sistemas, periféricos, mesas, e acessórios, muitas com sua própria sala para demo. Foi fácil perceber, nos estandes, mais cuidado e preocupação com o jeito de mostrar os produtos, com os expositores dando mais vida e atenção aos espaços, atraindo ainda mais o público.

Falando sobre expositores, o Brasil esteve presente mais um ano com empresas como Stay Music, Rozini, Tagima, Santo Angelo, Basso Straps, Liverpool, a Anafima e também o modesto estande da Música & Mercado.

Cabe destacar que a Anafima não só participou da International Coalition Meeting, reunião anual em que associações da música de todo o planeta se encontram para trabalhar estratégias, compartilhar conhecimento e ações em conjunto, mas também organizou um coquetel especial junto com o Consulado em Los Ángeles da Embaixada do Brasil, com o apoio da NAMM, para as empresas e parceiros brasileiros que participaram da expo.

Helena Raso, CLO da Santo Ângelo, comentou: “A NAMM sempre nos surpreende, seja pela emoção de estar participando, seja pela energia de todos que passam pelo estande! Apresentamos, nesse ano, nossos cabos têxteis com tecnologia Twisted na trama, que os músicos brasileiros já conhecem: os modelos Rio, Tokyo e Paris.”

A Stay Music lançou na feira o novo produto Volcano, que é um suporte para violão, guitarra e outros, totalmente fabricado em alumínio, garantindo baixo peso e qualidade na construção. “Sem contar o design, que ficou de matar,” adicionou Alan Cavalheiri, gerente comercial da empresa. “O produto foi apresentado pela primeira vez durante a NAMM e foi muito elogiado por todos os músicos e clientes que visitaram a Stay. O Volcano começa a ser entregue em março de 2020 nas lojas do Brasil e do mundo. Além dele, a Stay apresentou também o Compact, lançado recentemente, focado para quem toca sentado e precisa de um suporte extremamente versátil e leve.”

Sanny Rozini, diretora administradora da Rozini, comentou: “A NAMM é sempre surpreendente! Podemos notar claramente o crescimento da feira a cada ano e isso nos motiva muito a participar todos os anos. Para nós foi muito importante, tivemos a participação e interesse de muitos músicos em nossos instrumentos. A cultura e a música brasileira são muito atraentes para os estrangeiros e a Rozini como representante dessa cultura e tradicionalmente reconhecida pela sua brasilidade vem conquistando a cada ano mais público.”

Esse ano, a empresa investiu fortemente em violões de nylon, que teve muita procura ano passado. “Como não é permitido a exportação de Jacarandá (madeira fortemente usada pela Rozini), criamos uma linha de violões de nylon exclusivamente para exportação usando Pau-Ferro, outra madeira nobre muito valorizada, que atendeu muito bem as expectativas do público que visitou nosso estande. Acreditando no potencial que temos, já reservamos nosso espaço para 2021. A Rozini estará presente pelo 6º ano consecutivo na NAMM com muito orgulho e brasilidade!”, concluiu.

Educação

Além de lojistas, representantes, funcionários de empresas, técnicos, designers, profissionais, imprensa e artistas, este ano teve muita participação de estudantes, professores e outras associações relacionadas com educação, graças às iniciativas da NAMM, como The NAMM Foundation GenNext (para estudantes de música de escolas e universidades), Music Education Days (para compradores e administradores de escolas de música) e o Nonprofit Institute (para afiliados de associações não lucrativas e pessoas com bolsas fornecidas pela NAMM).

Para esse público, e todos os interessados, a feira ofereceu mais de 350 sessões educativas, como o Retail Innovation Summit, as sessões de café da manhã da NAMM U, os Dias de Educação Musical para estudantes e educadores, o Retail Financial Summit, o NAMM Idea Center — apresentando sessões a cada meia hora com todo tipo de dicas e ideias —, o programa GenNext para estudantes que desejam desenvolver sua carreira e os A3E, AES Academy at NAMM, Dante e TEC Tracks, que promoveram mais de 200 sessões em áudio profissional.

Pois é, NAMM Show é muito mais do que uma feira. Realmente apresenta um espaço idôneo para se inspirar, obter conhecimento, dicas, ouvir as experiências de outros profissionais e comerciantes, que podem colocar nossas mentes em hiperatividade e voltar aos nossos projetos com ideias renovadas para aplicar no dia a dia.

Demos em ambiente real

Outro ponto destacado foi a amostra de tecnologias em line arrays e sistemas de som, realizada pelo segundo ano, com a participação das marcas Alcons Audio, BassBoss, Crest Audio, dbTechnologies, Electro-Voice, FBT, Martin Audio, Proel, RCF, Sound Barrier, T.W.T.W. Audio, Verity Audio e Void Acoustics, e diversos sistemas que os visitantes puderam ouvir ao vivo.

A iluminação também esteve presente com educação interativa e testes de diversas mesas das marcas Avolites, Chauvet e MA Lighting, incluindo a mais recente linha grandMA, apresentada pela ACT Lighting (distribuidora nos EUA).

A edição de 2021 será de 21 a 24 de janeiro em Anaheim, Califórnia.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comentários

Mais textos sobre instrumentos musicais

Leia mais textos sobre instrumentos musicais e afins

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.