Playtime foca a venda on-line e muda de endereço físico por 26/06/2020

A pandemia não é sinônimo só de negatividade. Prova disso é a Playtime, loja que focou ainda mais as vendas on-line e mudou sua loja física para um espaço maior no meio da crise.

A Playtime nasceu em 2006 no centro de Curitiba, na Desembargador Westphalen, a famosa rua dos instrumentos, mas há dois meses a loja mudou para um espaço físico maior na Alameda Cabral, 145, também no centro da cidade.

Gabriel Uzum, atual proprietário, conta: “Comprei a Playtime cerca de dois anos atrás. Junto com o espaço, adquiri os direitos autorais do nome, pois queria manter a história da empresa. Eu já vivia de negócios de instrumentos há algum tempo e decidi dar um passo à frente e abrir minha loja. Assim concretizei a compra da Playtime, da qual era cliente antes de ser dono”.

Gabriel lembra que a empresa teve picos de venda em meados de 2011 a 2014, e uma queda brusca de nível até sua venda para ele, em 2018. “Nesses dois anos, intensifiquei o trabalho on-line com novos e seminovos, montando um espaço para fotos, sempre valorizando clientes e produtos. Hoje podemos dizer que estamos em nossa melhor fase.” 

Esse trabalho on-line foi especialmente importante durante o período de lockdown, quando a loja só operou no cenário virtual, enviando para todo o País e fazendo entregas na cidade. “Agora estamos com horários reduzidos para atendimento ao público, trabalhando com horário agendado nos períodos externos e fazendo o mesmo trabalho on-line de sempre. Depender da loja física e do movimento de rua nos dias atuais é um suicídio programado para uma loja de instrumentos”, reforçou. “Sempre tivemos noção de que a internet era o futuro, e agora já é o presente! Tivemos dois excelentes meses de vendas.”

Estoque disponível

A Playtime trabalha atualmente tanto com produtos novos quanto com seminovos. Na área de novos, conta com nomes como Cort, Ibanez, Meteoro, Rozini, Dolphin, Vic Firth, Elixir, SG Strings e várias marcas de acessórios. Na área de seminovos, há produtos de alto nível, como Gibson, Fender, Mesa Boogie, Marshall, Jackson, PRS e outros.

Além disso, a Playtime tem parceria com a renomada Luthieria SoundCheck — também de Curitiba —, que cuida de todos os instrumentos que passam pela loja.

“Hoje trabalhamos com algumas marcas nacionais, como Meteoro, Dolphin, Rozini e Waldman. Todas têm uma aceitação legal, porque sempre buscamos produtos que nos dessem a menor dor de cabeça possível, e estes se encaixaram perfeitamente nesse quesito”, disse Gabriel, destacando que entre da variedade de produtos disponíveis na loja, guitarras, violões e cordas são os que apresentam maior giro.

A loja não só está vendendo para todo o País, mas também pretende começar a trabalhar em nível internacional no médio prazo.

“Hoje, por mais simples que pareça, pensamos em continuar o que estamos fazendo. Daqui a três anos, veremos qual será a nossa adaptação ao mercado, que, cremos, estará totalmente diferente do mercado atual”, comentou o proprietário, focando essa adaptação também nas redes sociais. “Usamos muito o Instagram. Em nossos stories sempre há demonstrações do que temos.  Acreditamos que cada produto é único, principalmente entre os seminovos, e fazer um vídeo geral de algo que é único é meio contraditório, então, sempre focamos individualmente a demonstração de cada produto.”

Na loja física

Na nova loja física da Playtime está sendo criada uma área premium no segundo andar. Lá estarão disponíveis os produtos mais nobres da loja e automaticamente de lá sairá 80% do material audiovisual. A loja também trabalha em um projeto que pretende ajudar a demonstrar o trabalho de alguns músicos que têm muita qualidade e pouco reconhecimento. “Ainda não há nada concreto sobre esse segundo projeto, mas o primeiro brainstorming já aconteceu e estamos esperançosos”, disse.

Para finalizar, Gabriel declarou: “Tenho uma dica e um agradecimento. A dica é a seguinte: se um dia você pedir uma oportunidade e te disserem não, construa aquela oportunidade sozinho e a execute. A melhor resposta para um não é provar para quem o disse que o sim era a melhor opção que ele tinha. Faça você mesmo. E quero agradecer a Jesus. Parece meio clichê, mas não é! Tudo vem d’Ele, é d’Ele e é por Ele. E antes mesmo da minha existência, que começou apenas 25 anos atrás, ele já tinha planejado para mim essa história que estou vivendo e que é a melhor coisa que já me aconteceu. Glória a Deus!”

Mais informações:

Instagram: @playtimecwb 

Facebook: Playtime Instrumentos Musicais