Músicos são presos por tocarem instrumentos em estação-tubo de Curitiba

Músicos são presos por tocarem instrumentos em estação-tubo de Curitiba

por 04/12/2015

Londres, Nova Iorque, Berlin e até em São Paulo se permite música ao vivo em estações de transporte público. Por que isto não acontece em Curitiba?

Três jovens foram presos pela Guarda Municipal na tarde desta quarta-feira (2 de dezembro ) na estação-tubo da Praça Rui Barbosa, no Centro de Curitiba/PR, por “perturbação do sossego”.

Segundo testemunhas, eles estavam cantando e tocando instrumentos no ônibus da linha Centenário-Campo Comprido quando foram abordados de forma violenta pelos guardas.

Músicos no metrô de Nova Iorque: a prefeitura respeita.

Músicos no metrô de Nova Iorque: a prefeitura respeita.

De acordo com a promotora de eventos Rosi Ferreira, a ação dos guardas foi truculenta e desproporcional. “Lamentável a situação que presenciei agora no tubo do (ônibus) Centenário Campo Comprido na Rui Barbosa.

Os rapazes estavam no ônibus e foram arrancados pelos guardas simplesmente porque estavam tocando e cantando. Foram agredidos por se expressar em local público”, lamentou em mensagem nas redes sociais.

Em nota, a Guarda Municipal afirma que foi acionada por usuários do transporte coletivo que se disseram “incomodados com situação de perturbação do sossego” no tubo da linha Centenário-Campo Comprido na Praça Rui Barbosa. A nota afirma que as informações recebidas diziam que três pessoas estariam “tumultuando, tocando instrumentos, cantando alto e abordando as pessoas para pedir gorjeta” pela apresentação dentro do tubo.

“Quando a equipe da Guarda chegou ao local e pediu para que parassem, os rapazes não acataram a ordem e alegaram que as pessoas incomodadas é que deveriam se retirar dali. Foi acionado reforço e na revista pessoal, para identificação, foi encontrada substância ilícita com um deles. Dois resistiram e foram encaminhados algemados para o 1º Distrito. Com um, o mesmo procedimento não foi necessário.

Eles foram entregues ao investigador da delegacia, que constatou não haver lesões nos rapazes decorrentes da abordagem. A Guarda fez uso moderado da força para conter a situação por conta da resistência e recusa dos rapazes em acatar o pedido de não perturbar e de não abordar as pessoas”, diz a nota.

 

Vídeo: Rosi FerreiraFonte Paraná Portal

O que você acha da atitude da Prefeitura de Curitiba e da Polícia? Escreva para nós.