Representante: José Dilvo Fanchioni, uma vida no setor de áudio e instrumentos

Representante: José Dilvo Fanchioni, uma vida no setor de áudio e instrumentos

por 17/11/2021

Dilvo, como é conhecido entre os clientes, atua há 50 anos como representante comercial. Hoje, aos 82 anos de idade, ele continua ativo com a empresa LL Audio. Conheça sua história a seguir.

 José Dilvo Fanchioni atuou a vida inteira na área de vendas. No princípio, como balconista em loja de tecidos e, a partir de 1971, como representante comercial, também no segmento têxtil.

A região de atuação sempre foi o estado de São Paulo. “Na época, muitas estradas ainda eram de terra. A rodovia Washington Luiz não era duplicada”, relembra. “Os pedidos eram enviados pelo correio para as empresas, geralmente aos sábados, no retorno da viagem da semana.”

Ele se recorda da chegada do hoje ultrapassado fax e da agilidade que proporcionou, facilitando a vida dos representantes e das empresas.

Dos 50 anos de atuação como representante comercial, 26 são dedicados à área de instrumentos musicais e eletrônicos. A mudança de segmento, da área têxtil para a atual, não foi fácil. “Não entendia nada do segmento, dos produtos. Fui apresentado ao setor pelo falecido Deolindo Ferreira. A primeira empresa em que trabalhei foi a Centro Sul Representações, a CSR. Chegava aos clientes sem entender do assunto, e muitos deles me ajudaram no aprendizado. Foi difícil, mas eu precisava seguir, continuar… Hoje são boas lembranças. O tempo passou e hoje tenho grandes amizades no setor”, enfatiza.

Durante aproximadamente sete anos representou apenas a CSR, depois começou a representar também a LL Audio. Wagner Fanchioni, gerente comercial da LL Audio e filho de José, disse: “Iniciei no ramo com a ajuda do meu pai, em 1997, 1998. Ele sempre foi um ótimo exemplo na minha vida e, se não fosse por ele, eu não faria parte do segmento de áudio hoje”.

Dilvo ficou na CSR durante uns dez anos, depois passou a trabalhar somente com a LL Audio, onde se mantém atuante até hoje. Mas, graças ao ótimo relacionamento que sempre teve com a CSR, ele também voltou a trabalhar nessa empresa recentemente. Conheça mais sobre sua carreira nesta entrevista.

 

Representante comercial José Dilvo Fanchioni: 50 anos de profissão, 26 no setor

 

M&M: Qual o segredo para se manter atuante até hoje, com essa idade?

Gosto muito do que faço. Acho fundamental respeitar o cliente e as empresas. Ter credibilidade junto ao cliente e à empresa que a gente representa é fundamental. A questão da idade não determina nada. Para se ter uma ideia, até antes da pandemia, eu rodava em torno de 4 mil quilômetros por mês. Hoje em dia minha região de atuação inclui a Sorocabana, o Noroeste Paulista, a Araraquarense e o Triângulo Mineiro, e voltei a fazer as viagens há algumas semanas. Estava sentindo muita falta de pegar estrada, visitar os clientes. Voltei a viajar e me sinto renovado.

M&M: Você tem uma carreira de muitos anos no setor de representações. O que mudou com o avanço da modernidade?

Hoje em dia o cliente tem muito mais acesso às informações, aos produtos, e mais. Antigamente, quando um representante chegava em uma loja era uma festa, o lojista esperava sua visita. Claro, hoje em dia somos muito bem recebidos, mas antes o representante realmente levava as informações do mercado, as novidades… era uma troca de informações muito grande. Hoje a agilidade na informação é o ponto-chave. Como representantes, temos de estar sintonizados com o cliente, e o atendimento deve ser rápido e confiável. 

M&M: E o que mudou na sua empresa?

Há alguns anos melhoramos a estrutura de trabalho, o escritório se profissionalizou no atendimento. Tenho uma pessoa, a Célia, que está de prontidão diariamente, prestando atendimento aos clientes. Percebi a necessidade de modernizar. O cliente não podia esperar minha visita para receber atendimento. O mundo está cada vez mais rápido, e foi aí que decidi melhorar a estrutura do escritório, que agora sempre tem uma pessoa disponível. Hoje usamos todos os recursos disponíveis para atender bem os clientes.

M&M: Como vai continuar o seu caminho no mercado?

Passamos por tempos difíceis desde o começo da pandemia e a expectativa é que tudo comece a melhorar. Então, não podemos ficar de braços cruzados. Meu trabalho vai continuar. Vou continuar viajando e atendendo nossos clientes do melhor jeito possível, como sempre fiz e farei. O mercado de áudio e instrumentos me acolheu no meio do caminho da minha carreira como representante, e sempre estarei grato a todos que me ajudaram e apoiaram. Respeito muito esse mercado e todos os que trabalham arduamente nele, dia após dia, para crescer e levar entretenimento para as pessoas. Como diz aquela frase tão conhecida: o show deve continuar!

 

Mais informações: