Guitarras que não vingaram: Gibson Marauder

Guitarras que não vingaram: Gibson Marauder

por 25/09/2020

Mais um modelo de aquelas guitarras que não fizeram sucesso. Hoje temos a Marauder da reconhecida Gibson. Veja mais a seguir!

Ao longo dos anos, muitas empresas fabricantes de instrumentos musicais bem sucedidas lançaram instrumentos que resultaram em verdadeiros fiascos em termos de vendas. A Gibson, empresa americana, não foge à regra. Nos idos de 1974, ela lançou o modelo Marauder, que não agradou ao público e teve uma vida breve.

A Marauder foi uma nítida tentativa da Gibson de entrar no mercado de guitarras construídas com braço parafusado (bolt-on), amplamente dominado pela Fender, sua principal concorrente.

Dois modelos foram disponibilizados ao público – o “M-1” (produzido a partir de 1974) e o “Custom” (produzido a partir de 1975). O design do corpo da Marauder foi nitidamente influenciado pela Les Paul (single cutaway). O braço era parafusado junto ao corpo e apresentava headstock em “V” (triangular) como na Flying V. 

Os captadores da Marauder foram desenvolvidos pelo renomado projetista Bill Lawrence e consistiam em dois humbuckers (o da ponte em formato de single coil). Inicialmente, a chave seletora utilizada era de três posições, mas a partir de 1976 a Gibson passou a utilizar um “blender” que proporcionava uma gama maior de sonoridades. 

Em 1979, a Marauder saiu do catálogo oficial de produtos da Gibson, mas existem registros de que foram produzidas em pouquíssima escala até 1982, ano em que ela definitivamente teria saído de linha. Estima-se que foram fabricadas ao todo aproximadamente 7.112 guitarras, tendo como pico de produção o ano de 1978 (cerca de 3.178 produzidas). O modelo mais raro é o “Custom” (83 produzidos), e o mais comum o que apresenta acabamento “natural satin” (4758).

Os principais fatores de rejeição foram: qualidade de construção pobre (principalmente no quesito acabamento) e design pouco inspirado.  

Exceção ao modelo “Custom”, não é uma guitarra rara (um número considerável pode ser encontrado facilmente em plataformas como Ebay e Reverb).

Após ser descontinuada não foi revisitada pela Gibson em edições especiais, parece que a empresa sepultou de vez o modelo. 

Curiosidades 

  • Alguns artistas famosos que usam ou já usaram a Marauder: Paul Stanley (Kiss), Ace Frehley (Kiss) Adam Jones (Tool), Pete Shelley (Buzzcocks), Thurston Moore (Sonic Youth) e Lee Ranaldo (Sonic Youth) 
  • Como eram guitarras baratas, Paul Stanley, guitarrista e vocalista do Kiss, costumava quebrar uma Marauder ao final dos shows realizados pela banda.
  • A Marauder foi lançada em 1974, mas apenas em 1975 começou a ser entregue aos lojistas.

Especificações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*Autor: Álvaro Silva, apaixonado por música, guitarra e luteria. Criador do blog Guitarras Made In BraSil, espaço dedicado à  divulgação dos trabalhos de profissionais brasileiros que produzem guitarras, contrabaixos e violões custom shop.