E-commerce e marketing digital devem caminhar juntos

E-commerce e marketing digital devem caminhar juntos

por 17/09/2020

Nos últimos anos e principalmente com a chegada da pandemia o setor de e-commerce tem ganhado ainda mais destaque e confiança dos consumidores.  

Para se ter ideia, no Brasil o setor cresceu 47%, de acordo com uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com a Konduto. Mas tanto na loja física como principalmente na online é fundamental investir em estratégias de marketing.

Submarino, Lojas Americanas, Magazine Luiza, o que todas as grandes têm em comum? Ambas trabalham com ações de Marketing Digital. Esse é um processo importante para a comercialização na internet, já que todas as empresas precisam ser vistas para sobreviverem atualmente, principalmente o e-commerce que é um negócio 100% online. É através de uma boa estratégia que as ofertas chegarão até o público-alvo da loja virtual.

Agora em meio a esse cenário de pandemia e isolamento social podemos ver como o Marketing Digital está salvando os negócios. Mas é necessário tomar alguns cuidados para mirar em estratégias certeiras: o maior erro que muitos negócios vem cometendo é não terem uma estrutura de Marketing Digital robusta. Simplesmente criam a loja e não seguem um posicionamento. Hoje, é visível que qualquer negócio, seja físico ou online, deve ter um posicionamento de Marketing Digital.

Pensando nisso, listo abaixo o passo a passo para adotar ações estratégicas para o seu e-commerce. Confira:

  1. Determine seu  público-alvo: se o e-commerce já existe é preciso partir do pressuposto que ele precisa ter um público-alvo para determinar as ofertas dele e o nicho que está inserido. A determinação do nicho é fundamental para criar um passo a passo do e-commerce. Saiba definir se vai vender produtos relacionados a saúde, moda, decoração ou outros. É fundamental saber com quem você fala. Além disso, e-commerce pequenos devem focar em um nicho específico, porque fica mais difícil concorrer com os grandes que oferecem diversos produtos e fazem grandes investimentos em ações de marketing e publicidade.
  2. Crie um estrutura social do e-commerce: com o site no ar é necessário ter um bom posicionamento e, a partir disso, criar toda uma estrutura social. Crie um blog de conteúdo  que possa atrair pessoas interessadas em um determinado produto, por exemplo: vamos dizer que você tenha um e-commerce que venda produtos naturais, essa loja pode criar conteúdos explicando os benefícios de cada produto, para parte estética, saúde, também criar alguns conteúdos gratuitos que podem ser baixados como um e-book de como realizar uma receita saudável e saborosa. E depois disso fica mais fácil capturar essa pessoa interessada, que chamamos de lead, para sugerir uma série de ofertas e produtos através do e-mail marketing. O marketing de conteúdo também  está atrelado ao Marketing Digital.
  3. Faça análise dos concorrentes e veja o que pode melhorar: para fazer essa análise o primeiro passo é listar quem são os concorrentes – os outros e-commerce que atuam no mesmo nicho, que vendem um produto parecido. Depois, analisar o que eles fazem e você não. Por exemplo:  você deve observar se o seu concorrente tem um Blog, um canal no Youtube onde mostra seus produtos, ou um Facebook, Instagram, se faz anúncios nessas redes. Além disso, é importante de perguntar: se alguém pesquisar seu produto aparece você nas buscas ou seu concorrente? E a partir dessas respostas traçar estratégias para o seu negócio.
  4. Tenha um site seguro:  confirme se você tem a instalação do certificado de segurança SSL, Secure Socket Layer, mas já falando especificamente de e-commerce, é preciso que ele passe uma segurança para quem está visitando, por isso é necessário  ter depoimentos de outros clientes em relação a outros produtos, taxa de entrega e utilizar também plataformas de pagamento que sejam de confiança como por exemplo, pagseguro ou a própria hotmart.
  5. Faça campanhas: anúncios no Facebook Ads e Google Ads são fundamentais para alcançar pessoas interessadas. No Google Ads é possível realizar anúncios baseados na pesquisa. Se você vender tênis, poderá anunciar os tênis para quem busca por eles. Outra estratégia fundamental é o e-mail marketing, para criar relacionamento com os clientes e poder enviar novas ofertas.

E se tem uma estratégia que não pode faltar, é o Remarketing, que basicamente é criar anúncios para quem já teve contato com alguma oferta da loja. Se alguém visita a página de um produto, os anúncios de Remarketing “vão seguir” a pessoa, onde quer que ela vá na internet. Unindo todos esses pontos é possível ter uma estratégia de Marketing Digital e de conteúdo que ajude a alavancar seu negócio.

*Autor: Alex Vargas, especialista em marketing digital e empreendedor digital com 800 mil inscritos em seu canal no YouTube