Mundo digital: Técnicas para melhorar a conversão na loja on-line

Mundo digital: Técnicas para melhorar a conversão na loja on-line

por 01/01/2020

Conheça algumas dicas para que as visitas on-line virem vendas no seu e-commerce.

O maior desafio de quem opera uma loja on-line está, sem sombra de dúvida, na taxa de conversão. Esse é um indicador que aponta o percentual de visitantes únicos que, em um espaço de tempo, fez uma compra na loja virtual.

No e-commerce brasileiro, a taxa de conversão gira em torno de 1,5%. O índice é muito baixo se compararmos com o restante do mundo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), a taxa é de 4,4% em todo o mundo. No mercado britânico, chega a 4,45% e no norte-americano, a 3%. Nosso percentual acaba sendo duas vezes menor do que o mundial. Porém, isso não significa que não possamos mudar o cenário.

Fatores a observar

Antes de falar de técnicas que podem ajudar a aumentar a conversão da sua loja on-line, precisamos pensar em fatores que podem afetar direta ou indiretamente essa tarefa. É claro que é importante que a economia nacional melhore para que, assim, as pessoas tenham maior poder aquisitivo e possam consumir mais produtos e serviços. Também é importante avaliar o seu próprio mercado.

Em quase todas as áreas existe um período do ano que representa pico de vendas, por exemplo. Outro aspecto a ser considerado é a concorrência. O que eles estão fazendo? Seus produtos são similares? Qual o seu diferencial na comparação com eles? E o que eles têm de características positivas que poderia ser considerado por você?

Depois de todas essas análises e ajustes na sua operação, podemos pensar em outros aspectos que vão ajudar no aumento da taxa de conversão da sua loja. Algumas opções são: investir na otimização do design e da usabilidade; avaliar o mix de produtos; criar um sistema de wishlist para ajudar o cliente a não perder as promoções de vista; aprimorar a apresentação dos produtos, com mais qualidade em todos e descrição; acrescentar avaliação dos clientes nas páginas dos produtos etc.

Os três destacados

Quero me ater, no entanto, a três itens. Considero-os bastante importantes para uma boa operação de e-commerce e já acompanhei verdadeiras transformações na performance de algumas lojas que fizeram uso estratégico deles: uso inteligente de e-mail marketing, uma boa ferramenta de recuperação de carrinhos abandonados e fidelização de clientes utilizando cashback.

Algumas pessoas torcem o nariz à simples menção do e-mail marketing. Isso normalmente acontece quando, em experiências anteriores, a ferramenta não foi utilizada de forma eficiente.

Para começar, não adianta comprar listas de e-mails. É muito mais interessante ter um mailing com contatos qualificados, uma boa base de dados para extrair informações de forma rápida e eficiente e, então, fazer o uso inteligente dessas informações. Claro, isso vai demandar análises por parte da sua equipe a fim de entender quais são as demandas e preferências do seu cliente, quais promoções normalmente atraem sua atenção, qual a frequência com que as compras são feitas e quais são os itens que ele adquire. Também será possível entender mais sobre o ticket médio. Claro, é importante que sejam avaliados pontos como frequência de envio das mensagens, segmentação para nichos específicos de consumidores, linguagem etc. Com informações como essas em mãos, as campanhas de e-mail marketing tendem a se tornar mais efetivas e, automaticamente, as taxas de conversão tendem a subir.

De olho no carrinho

Com a estratégia de e-mail marketing adequada, um SEO bem-feito, boas campanhas de links patrocinados etc., você terá um fluxo interessante de clientes navegando pelo seu e-commerce. Fica claro, nesse momento, que será necessário investir em uma boa estratégia de recuperação de carrinhos abandonados. Até porque pesquisas apontam que mais de 97% dos consumidores já abandonaram carrinhos de compras em suas jornadas no e-commerce.

Novamente, será importante você avaliar o comportamento de compras do cliente para entender o que o atrairia para a conclusão daquela compra específica: um desconto no produto que ele selecionou, uma oferta de frete grátis, um cupom de desconto para a próxima compra, a oferta de um produto complementar com 50% de desconto? Essas são algumas alternativas que podem auxiliar no processo. O insight real vai depender das informações que você já reuniu sobre o seu cliente, da criatividade para atraí-lo de volta e das possibilidades viáveis para que seu negócio siga saudável, financeiramente falando.

Por fim, vale firmar parceria com uma boa plataforma de cashback e utilizá-la para fidelizar os consumidores. Com o cashback é possível devolver aos clientes um percentual do valor gasto nas compras realizadas na loja on-line. Esse retorno pode ocorrer em forma de cupom de desconto na próxima compra, por exemplo, ou até mesmo com a devolução de valores reais na conta corrente do cliente. Há diversas plataformas de cashback em operação no mercado atualmente. Boa parte delas atende as grandes lojas on-line. Destaco aqui o Meu Dim Dim, que é uma plataforma que se propõe a firmar parcerias para que os e-commerces de pequeno e médio portes possam oferecer cashback também.

 

Que tal pensar em tudo isso? Boa sorte e boas vendas!

Autor: Felipe Rodrigues. Especialista em tecnologia e e-commerce, sócio-fundador do Enviou, plataforma que reúne uma suíte de ferramentas que ajudam as lojas on-line a vender mais.