10 tendências pro varejo para 2020

10 tendências pro varejo para 2020

por 11/05/2015
Andrea-Dietrich

Andréa Dietrich: tendências para 2020

Conheça as tendências pro o varejo que foram citadas no relatório final do Planet Retail para 2020

Sempre temos a mesma sensação de que o tempo está passando mais rápido do que nunca. Acho que é isso mesmo, estamos girando mais rápidos do que nunca.

Nossa mente processa muito mais coisas ao mesmo tempo, estamos lidando com muito mais assuntos ao mesmo tempo, lidando com mudanças a todo momento, consumidores mais exigentes do que nunca. Ufa, imagina nos próximos anos? E nessa loucura ainda temos que nos preparar para estarmos preparados pro futuro.

Lidar com mudanças, inclusive, é a primeira tendência listada no report do Planet Retail para 2020. Achei uma ótima leitura para quem está fechando o planejamento dos próximos anos. Segue um breve resumo das 10 tendências pro varejo para 2020:

Flexibilidade

Formatos, canais, modelos de abastecimento para crescer num mercado cada vez mais desafiador, onde grandes formatos de lojas já não trazem tanto retorno, o ecommerce avançando e tirando mercado do varejo físico, novos formatos de lojas surgindo e a demanda por uma oferta cross canal.

Internacionalização dos mercados emergentes

Varejistas internacionais cada vez mais expandindo e entrando nos mercados emergentes e, os players locais, também investindo em outros mercados, fora da sua região.

Mycommerce

A força que os consumidores terão nas relações com os varejistas cada vez maior. A busca por conveniência, melhores ofertas e serviços em alta com apoio da tecnologia.

Polarização do mercado

A crise econômica e as mudanças demográficas impactando no comportamento dos consumidores. Os modelos que melhor devem performar nesse novo cenário são os focados em desconto/preço baixo e no outro extremo os especializados/diferenciados.

Direto pro Consumidor

As marcas construíndo seus próprios canais de venda direta pro consumidor. Novos canais estão surgindo (como pop up stores, venda direta pela fanpage ou marketplace de venda direta pro cliente) demandando uma mudança de modelo para os varejistas.

Nostalgia

Instabilidade econômica e a globalização impulsionando as marcas e varejistas a resgatar a história, o simples, através do uso de logomarcas e embalagens antigas, trazendo mais segurança e um contato mais emocional com o consumidor.

Mercado Local

Consumidores demandando conteúdo mais relevante, mais próximo, e interação maior com varejistas. Uma das grandes tendências é a abertura de páginas de lojas nas redes sociais sendo atualizadas pelas próprias lojas e não por uma central.

Varejo da Comunidade

Também relacionado a tendência de fortalecer o conteúdo local, ou seja, deixar de pensar como uma corporação e dar autonomia as regionais inclusive mudando nome das lojas e adaptando logomarcas. Outra questão é a valorização da atitude mais transparente e interativa, e do pensamento coletivo, no bem para o próximo e para o mundo.

Engajamento Digital

Outra frente fortíssima impulsionada pela tecnologia. Nesse tópico entram as questões de promover ações diferenciadas e interativas aproximando a marca das pessoas dentro ou fora das lojas. Integração e convergência dos canais on e off-line.

Logística como diferenciador

Para concluir a última tendência reforça a necessidade de construir uma infraestrutura robusta para suportar todas essas mudanças e integrações de canais. A logística como elemento essencial para entregar com qualidade, velocidade e garantir sortimento.

É isso aí. Muita coisa pra fazer, pra viver e aprender.

Feliz 2020 para todos nós!
Fonte: Andréa Dietrich


 

Para quem gosta de saber mais e mais sobre varejo ainda recomendamos:

Comentários