TDT 2013: As novidades exclusivas da Tagima

TDT 2013: As novidades exclusivas da Tagima

por 17/09/2013

Além de lançamentos exclusivos da Tagima antes da Expomusic, a sua marca irmã, Nagano, mostra que em um ano conseguiu se solidificar no mercado. Conheça os lançamentos

Hoje, 17/09, aconteceu o TDT em um novo local, no Palácio de Convenções do Anhembi, em São Paulo, SP. Junto de diversas marcas parceiras, a Marutec, empresa-mãe da Tagima, Nagano e Custom Guitars, além de associada da N.Zaganin, demonstrou toda a sua força há mais de cem lojistas de todos os cantos do Brasil que estiveram prestigiando o evento.

A sétima edição do Tagima Dream Team deu fôlego ao mercado, mostrando que o pessimismo está passando longe deste segundo semestre. Além do espaço dedicado às marcas da Marutec, todos os outros, das marcas parceiras (Luen, Santo Angelo, MR Light, Auratec, Basso Straps, Baquetas Alba, Solid Sound, Orion Cymbals, LL Audio, NIG/Rouxinol), estiveram bastante movimentados ao longo do dia.

Os comentários eram recorrentes: “Este é um evento dedicado aos negócios, focado”,  disseram diversos participantes.

Ney Nakamura, CEO do Grupo Marutec, agradeceu: “Graças a Deus, apesar da crise, tivemos presença maciça de lojistas. É muito encorajador ver que todos estamos aqui para investir no mercado”, disse contente. E já antecipou que em 2014 estarão no mesmo espaço, que tem ótimos pontos positivos, como a logística, o maior espaço e a praticidade.

Lançamentos

Um dos grandes destaques da Tagima foi a edição limitada assinada por Juninho Afram, JA-1, com apenas 20 unidades. Detalhe: todas foram vendidas em uma hora e meia! Algumas das lojas que garantiram o seu exemplar foram: Music Master (Brasília, DF), Spalla (S. José dos Campos, SP), Sonkey (Londrina, PR) e Musical Roriz (Goiânia, GO). 

Ainda na parte de guitarras foram lançadas a CS-1 e CS-2, de Cacau Santos,  a RF-1 e a RF-2, de Roger Franco. Além da série Woodstock Series.

Na parte de violões, a série Canadá, com quatro modelos: Otawa, Vancouver, Quebec e Montreal.

No contrabaixo, o CP1 e o CP-2, assinados por Celso Pixinga.  

Já a N.Zaganin e Custom Guitars, a primeira lançou as ferramentas para manutenção dos instrumentos, que podem ser adquiridas em kits ou individualmente. Práticas, auxiliam o dono do instrumento para apertar as tarraxas, trocar as cordas e outras finalidades, superinteressantes.

A Custom trouxe anti-feedback para violões, com três tamanhos para serem disponibilizados ao mercado.

Nagano

A marca de baterias veio com tudo e após um ano de seu lançamento mostra que  realmente veio para ficar. “Desconheço uma marca que em um ano conseguiu tamanha penetração no mercado como o que conseguimos. Nossas baterias são usadas por bateristas de todos os segmentos, incluindo os profissionais. Assim confirma seu slogan, uma  ‘Bateria pra Bateristas’, destaca Maurício Leite, desenvolvedor dos modelos Nagano.  

Entre os lançamentos da marca, a Work Acrilyc foi um dos grandes destaques, com seus tambores sem emenda, sistema de suspensão DMS, aro de bumbo em acrílico e caixa com aro Die-Cast.

E também teve a Maple Die-Cast, 100% em maple. Aliás, o Die-Cast está presente  na maioria dos modelos da marca, incluindo as caixas avulsas, redesenhadas, e com canoas ‘tube lug’, para melhor ressonância do casco.

A marca também aproveitou para apresentar o seu Dream Team Nagano que, além de Maurício Leite, tem Ivan Busic e muitos outros artistas compondo seu time.

A partir de amanhã você poderá conferir todas essas novidades também na Expomusic.