Santander Cultural recebe Conselho de Música das Três Américas para seminário inédito

Santander Cultural recebe Conselho de Música das Três Américas para seminário inédito

por 24/03/2009

Santander Cultural recebe Conselho de Música das Três Américas para seminário inédito
 Pela primeira vez no país, presidentes dos Conselhos Nacionais de Música e representantes de organizações musicais nas Américas falam sobre desenvolvimento do setor  
              
Nos dias seis e sete de abril, o Santander Cultural, instituição do Grupo Santander Brasil, em Porto Alegre, será o palco do Seminário do Conselho de Música das Três Américas (Comta), que se reúne pela primeira vez no Brasil. O encontro terá a presença de presidentes dos conselhos nacionais, representantes de organizações musicais, governos e iniciativa privada para discutir o papel do Comta como principal agente no desenvolvimento do setor musical nas Três Américas. “Sediar o evento, em sua primeira reunião no País, é de extrema importância para o Santander Cultural. Aqui serão discutidas diretrizes determinantes para os novos caminhos da música diante dos novos paradigmas”, diz Liliana Magalhães, superintendente do Santander Cultural.

O seminário é uma iniciativa do International Music Council (IMC), promovido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pelo Santander Cultural. Na reunião, serão abordadas políticas para a criação de novos Conselhos Nacionais de Música no em países do continente. O encontro ainda tem como objetivo conceber um plano de trabalho sustentável para o Comta que envolva o estabelecimento de projetos com o setor acadêmico, instituições culturais, indústrias e governos.

Estão previstas para o seminário as presenças de Richard Letts – presidente do International Music Council (Imc) e de todo o Conselho Diretor da Imc; Cristina Gerling – vice-coordenadora do programa de pós-graduação em música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Alfredo Nicolaiewsky – diretor do instituto de artes da UFRGS; Ricardo Tachchian – presidente da Academia Brasileira de Musica; e Liane Hentschke – secretária das relações Internacionais (UFRGS) e coordenadora da equipe de organização do seminário.

O Imc espera que no futuro próximo o Conselho de Música das Três Américas possa desenvolver um sistema de rede que permita compartilhar novas formas de enfrentar os desafios do setor de música e a demanda de profissionais preparados para o mercado global.
 

Comentários