Rogério Raso, da Santo Angelo, é destaque na revista Exame PME

Rogério Raso, da Santo Angelo, é destaque na revista Exame PME

por 22/02/2012

O executivo foi entrevistado para falar sobre as estratégias da empresa para crescer frente à burocracia do País. Raso também antencipou que irá importar parte da produção até o final do ano

 Ao lado de outros três empreendedores, Rogério Raso, CEO da fabricante nacional Santo Angelo, foi convidado pela revista Exame PME (edição 46, de fevereiro de 2012) para falar sobre as estratégias adotadas na  sua empresa para expandir frente a processos burocráticos de leis voltadas a pequenas e médias empresas no País.

Na seção ”Simplifica Brasil”, que leva o selo “PME contra a burocracia”, sob o título de ”Pilares Abalados”, Rogério Raso contou que em meados da década de 1990, quando a Santo Angelo foi fazer 18 anos, ele começou a ter dúvidas sobre a continuidade do crescimento da companhia, principalmente por conta dos equipamentos importados da China, que estavam ganhando mercado com preços altamente competitivos. “Achei que devia trazer gente de fora para me ajudar na definição das estratégias (…) Queria que a empresa pudesse dar um novo salto de crescimento”, revelou à revista.

Foi assim que Raso procurou criar um conselho de administração para auxiliá-lo na tomada de decisões, mas se viu frustrado perante as leis que regem essa criação nas empresas de pequeno e médio porte.  De acordo com a reportagem,  “o primeiro desses empecilhos é o aumento da papelada que os empreeendedores têm de preencher para cumprir as exigências da lei”, como, por exemplo, o registro na Junta Comercial de todas as atas das reuniões do conselho – que também devem ter cópia em livro-caixa da empresa. Além disso, a lei também prevê que os conselheiros possam ser responsabilizados por todos os  problemas legais que a companhia venha, porventura, apresentar. “É muito difícil convencer alguém a se tornar conselheiro sem oferecer algum tipo de troca”, explicou o presidente do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, Gilberto Mifano, à revista.

De acordo com a matéria, para conseguir executar sua estratégia, Raso, com a ajuda de um consultor, criou um comitê com o qual se reúne uma vez por mês para discutir as estratégias. Formado por um advogado com experiência em Direito Empresarial, um consultor especializado em finanças para PMEs e um ex-executivo com passagem por grandes empresas, o comitê auxilia nos na tomada de decisões buscando o crescimento da Santo Angelo. Um de seus grandes resultados, por exemplo, foi “a criação de uma linha de acessórios para som automotivo que, em 2011, respondeu por 30% dos 20 milhões de reais em faturamento da Santo Angelo”, segundo a reportagem. 

Outro direcionamento em conjunto foi a terceirização de parte da produção da Santo Angelo em fábricas asiáticas, algo que, segundo a Exame PME, irá ocorrer até o final de 2012.

A revista Exame PME é vendida em banca, mas parte de seu conteúdo pode ser acessado pelo site: https://exame.abril.com.br/revista-exame-pme.

Santo Angelo

Tel.: (11) 2423-2400
www.santoangelo.com.br