REESTRUTURAÇÂO: Casio, De repente, 30

REESTRUTURAÇÂO: Casio, De repente, 30

por 13/05/2011

 

A Casio entrou no ramo de instrumentos musicais nos anos 80 e até hoje é considerada referência em teclados eletrônicos de entrada para crianças. Agora a companhia aproveita a maturidade de sua divisão musical e já age para mudar essa imagem trazendo os produtos premium ao Brasil e focando na aproximação com o lojista

Há três décadas, a Casio, fabricante japonesa de equipamentos tecnológicos, entrou no universo de instrumentos musicais com o Casiotone 201, seu primeiro teclado eletrônico, idealizado e produzido em 1980 pela Electronic Musical Instruments (EMI), divisão de instrumentos musicais da Casio.

Em 2009, no momento em que as vendas no País começaram a ser afetadas pela crise econômica mundial, foi oficialmente inaugurada a Casio Brasil, a fim de prestar suporte de marketing e promoção em vendas no País diretamente para a sede japonesa. O novo escritório não entra em conflito com a Eletrônicos Prince, importadora e distribuidora dos produtos da marca no Brasil, que continua realizando as duas tarefas por aqui. 

É com foco no mercado brasileiro e suas características que a empresa tenta alinhar suas estratégias com a Casio do Japão, na intenção de manter um só posicionamento global. É por isso que o japonês Nobuhiko Shimada foi alocado e designado para ser presidente e CEO da Casio Brasil. Veio diretamente do Japão para levar as novas estratégias em frente. “Devido à nossa expressiva linha de produtos, incluindo os teclados infantis, é fato que algumas pessoas ainda acham que estamos trabalhando com teclados somente para crianças, que, na verdade, representam uma pequena porcentagem de nossas vendas. Entretanto, temos uma linha de teclados e pianos digitais que são direcionados ao público profissional. Nossa missão é fazer com que as pessoas conheçam mais sobre nossos produtos”, pontua Shimada.

Política de preço

Ano passado, uma das ações mais expressivas foi o lançamento e divulgação no Brasil dos teclados High-Grade. “Lançamos a linha de teclados High-Grade em 2010. Trata-se de uma linha de produtos que possui o que há de mais moderno e inovador em recursos musicais, voltada ao público profissional. Nossa missão em 2011 é expandir nossas vendas com esse novo conceito de teclados”, reforça.

Para divulgar a novidade e reforçar os pianos digitais da marca frente aos lojistas, a empresa realizou uma série de workshops pelo País. E, segundo o executivo, o resultado foi excelente e continua dando frutos, tanto que o presidente espera expandir o faturamento da companhia no Brasil em 2011: “Com o crescimento das vendas da nossa linha High-Grade, prevemos aumento de 30% em nossos números em relação a 2010”, informa.

Com as novas estratégias e buscando trabalhar produtos mais sofisticados, além dos rumores — que a cada dia ganham mais força — de possíveis medidas do governo que impactariam nas importações, para conter a inflação e a queda do dólar, Shimada é enfático ao ser perguntado sobre aumento de valores dos equipamentos: “Não temos previsto um possível aumento em nossos preços”.

Foco na formação musical

Neste ano, a associação da imagem da Casio ao público infantil será uma grande vantagem. Shimada também sabe que as lojas devem trabalhar produtos com apelo educativo, por conta da obrigatoriedade da musicalização nas escolas, que entrará em vigor no próximo semestre. A Casio possui a linha de teclados LK, que acendem luzes nas teclas para incentivar o aprendizado e ajudar o iniciante na tocabilidade do instrumento. “A linha de teclados com luzes nas teclas auxilia os estudantes na prática da música. As lojas devem trabalhar o conceito de teclas iluminadas tendo em mente que esse sistema complementa as aulas nas escolas, desenvolvendo a musicalidade do aluno”, explica Shimada.

As expectativas com relação ao mercado brasileiro são as melhores possíveis, como reforça o gerente de vendas internacional da Casio Japão, Masahide Komai: “O Brasil é um mercado promissor por sua população e cultura musical. Estamos confiantes de que seremos capazes de expandir nosso volume de negócios no País, que é a nossa prioridade na América Latina”, finaliza.

 A Casio na América Latina

Em comemoração às mais de três décadas da empresa, conversamos com Masahide Komai, gerente de vendas internacionais Casio Japão. Komai está há 24 anos no cargo e se mostrou orgulhoso com o crescente número de usuários de seus teclados ao redor do globo.

Para ele, os negócios da divisão musical da Casio já estão bem estabelecidos na América Latina, mas ele reconhece a necessidade de investir mais em países emergentes e também na educação musical.

Ao falar sobre tendências, Komai diz que o mercado de teclados eletrônicos deve continuar estável, enquanto que o de pianos digitais aumentará continuamente. “Para o mercado crescer também é preciso que outros importantes players da indústria, como Yamaha, Roland, Korg etc., consigam encontrar e projetar para uma demanda em potencial”, explica.

Onde investir

O gerente de vendas explicou por que investir em países em desenvolvimento é importante: “Esses países têm um potencial de crescimento para o mercado da EMI no futuro e o Brasil é um mercado promissor em termos de população e cultura musical. Estamos confiantes de que seremos capazes de expandir nosso volume de negócios no Brasil”.

De acordo com Komai, a característica principal da divisão musical da Casio é fazer as pessoas felizes por produzirem música, mas admite que alguns pontos merecem mais investimento, como, por exemplo, dar mais atenção aos diferenciais dos produtos, com funções mais atraentes e qualidade de som e design arrojados, pois são a única forma de se destacar entre os concorrentes. “Já conseguimos conquistar os clientes interessados em aprender a tocar teclados sozinhos com o sistema Casio de teclas iluminadas [CASIO Key Lighting System – Linha LK] em teclados de entrada”, orgulha-se.

Sobre as ações programadas para melhorar a criação de características diferenciadas para os produtos Casio, o presidente da marca afirma que tudo dependerá da demanda do mercado, mas adianta que focará no segmento de teclados de alto padrão e que irá colocar o Brasil como prioridade no mercado latino-americano. “Para ser sincero, nossa única filial de vendas da América Latina fica no Brasil”, conta Komai.


RAIO X- CASIO NO BRASIL

Fundação: Janeiro de 2009

Presidente: Nobuhiko Shimada

Segmentos: Instrumentos Musicais, Relógios, Calculadoras e Câmeras Fotográficas Digitais

Telefone: (11) 3115-0355

www.casio.com.br/emi/

Comentários

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.