As melhores cordas gringas para violão de 2020

As melhores cordas gringas para violão de 2020

por 25/02/2020

Selecionamos 10 marcas de cordas internacionais para violão, que se adaptem ao seu som, forma de tocar e orçamento.

Independentemente do tipo de violão que você tiver, é importante ter as cordas corretas que atendam às suas necessidades e à maneira como você toca. Se for muito grossa, pode ser difícil tocar; se for muito fina, ela pode quebrar no momento mais importante. Aqui, um guia foi organizado destacando algumas das melhores cordas de violão de marcas internacionais no mercado atual.

Quais são as melhores cordas de violão?

Quando se trata de comprar as melhores cordas de violão, pense como elas serão usadas. As cordas para dedilhar diferem, tanto em espessura quanto na durabilidade, das cordas com as que se usam palhetas. A boa notícia é que você deve mudar suas cordas regularmente de qualquer maneira, uma vez no mês é uma boa regra, portanto, se você não gostar de um encordoamento, não vai precisar esperar muito até comprar um diferente.

Como exemplo, pensando em uma corda comum que cobre muitas bases, os sets Ernie Ball Aluminum Bronze são difíceis de superar. Equilibrando a clareza e a projeção de um encordoamento não revestido, com a longevidade do revestimento, essas cordas se adaptarão perfeitamente à maioria das aplicações.

As melhores cordas para violão: dica de compra

Se você está no estágio inicial de sua carreira como músico, pode se perguntar por que existem tantas variáveis ​​diferentes quando se trata de cordas para violão. Diferentes espessuras, materiais, revestimentos e preços o tornam um campo minado se você não sabe o que está procurando. Vamos explicar.

Geralmente, você deve primeiro prestar atenção ao material. Isso será reduzido para uma de duas coisas, aço ou nylon, e esse é um recurso essencial do próprio violão. Você não pode colocar cordas de nylon em um violão com cordas de aço e vice-versa. Dentro do nicho de aço, existem mais subconjuntos, cada um com suas próprias características, benefícios e desvantagens. Isso inclui envolver um núcleo de aço com alumínio, cobre, bronze ou níquel.

Então, você encontrará cordas que vêm em diferentes espessuras, conhecidas como ‘calibre’ da corda. As cordas mais grossas, que favorecem o dedilhar, produzem um baixo mais pronunciado e tendem a durar mais tempo, mas podem ser um desafio ao tocar. Cordas mais finas, por outro lado, são favorecidas por palhetas e soam mais brilhantes, mas têm maior probabilidade de quebrar.

Finalmente, o revestimento das cordas é importante. Você verá cordas revestidas em vários materiais que reduzem a corrosão do suor e outras sujeiras. Aqui há uma pequena recompensa, pois, embora essas cordas durem mais, pode haver uma diminuição na ressonância e no sustain do tom. Por fim, serão necessárias algumas “provas e erros” para encontrar o encordoamento ou a variedade certa para você, mas, assim que o fizer, você estará pronto para tocar toda sua vida.

As melhores cordas para violão disponíveis atualmente

1- Ernie Ball Aluminium Bronze 

 

Foto da Ernie Ball

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em alumínio e bronze, sem revestimento.

+ Proteção Premium

+ Para todos os tipos de guitarrista

+ Som brilhante

Durante a vida de uma corda, ela leva uma surra. Seja nas mudanças de temperatura e umidade, ou simplesmente por causa do contato constante com dedos suados, a vida de uma corda é difícil. É por isso que os fabricantes de encordoamentos oferecem cordas ‘revestidas’, o que reduz os efeitos da corrosão. No entanto, cordas revestidas não são atraentes para todos…

As cordas para violão Ernie Ball Aluminum Bronze cobrem essa lacuna usando envoltório de óxido de alumínio, em vez de revestimento, para oferecer proteção sem comprometer a projeção. Elas criam um som brilhante, adequado tanto para palheta quanto para dedilhado.

2- D’Addario Nickel Bronze

 

Foto da D’Addario

Especificações: Núcleo de aço de alto carbono, enrolamento em bronze fosforoso niquelado, sem revestimento.

+ Deixa o tom do seu violão respirar

+ Ideal para configurações de banda completa

– Não é tão durável quanto as revestidas 

Se as cordas revestidas de violão não são a sua cara, considere o encordoamento D’Addario Nickel Bronze. As cordas sem revestimento oferecem o máximo em clareza e nitidez, o que significa que seu violão cantará da maneira que o fabricante pretendia. Essas cordas apresentam bronze fosforoso niquelado, enrolado em um núcleo de aço.

As cordas de bronze niquelado, mais comumente usadas como cordas elétricas, fazem um ótimo trabalho enfatizando as frequências médias. Isso as torna adequadas para situações de banda completa em que o violão precisa se encaixar bem em uma mixagem geral.

3- Martin “Clapton’s Choice” Acoustic Guitar Strings

 

Foto da Martin & Co

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em bronze fosforoso, sem revestimento.

+ Aprovadas por Clapton

– Consistente em cada pacote

+ Duradoura

É justo dizer que Eric Clapton sabe muito sobre tocar guitarra. E, embora para a maioria dos guitarristas, obter uma guitarra signature seja uma conquista, Eric alcançou esse estado especial em que ele realmente tem suas cordas signature, com seu nome.

As cordas para violão Clapton’s Choice da Martin são de bronze fosforoso. Embora as cordas “brilhantes” possam parecer mortas e sem brilho depois de um tempo, elas mantêm um nível constante de clareza, por mais tempo do que o esperado. Se elas são boas o suficiente para Clapton, provavelmente também sejam boas o suficiente para você.

4- Gibson Masterbuilt Premium

 

Foto da Gibson

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em bronze fosforoso, sem revestimento.

+ Produz um tom brilhante

+ Longa duração

– Elas são mais grossas que outras cordas

Continuando com o tema bronze fosforoso, as cordas Gibson Masterbuilt Premium são um pouco mais grossas do que as equivalentes de outras marcas, mas o tom obtido combina o brilho com a longevidade, para criar um pacote poderoso para qualquer músico.

5-Fender Dura-tone Acoustic Guitar Strings

 

Foto da Fender

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em bronze fosforoso, revestimento Dura-tone.

+ Durabilidade incomparável

+ Variedade de calibres disponíveis

+ Preço razoável 

Apesar dos benefícios tonais do uso de cordas não revestidas, há situações em que o uso de cordas revestidas pode ser prudente. Alterações na umidade podem ter um grande impacto na vida útil da corda, afinando a estabilidade e o tom. Além disso, se o violão estiver sendo usado por diferentes músicos, isso pode encurtar sua vida.

As cordas Dura-tone da Fender oferecem uma solução sólida. Ao revestir as cordas com um microtratamento patenteado, a Fender afirma que elas podem durar até cinco vezes mais que as cordas normais sem tratamento.

6- Elixir 80/20 Bronze com Nanoweb

 

Foto da Elixir

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em bronze 80/20, revestimento Nanoweb

+ Proteção sem afetar o tom

+ Alla tocabilidade

– Esse nível de proteção é caro

Continuando com cordas revestidas, temos as Elixir 80/20 Bronze com Nanoweb. A Elixir sabe sobre o revestimento das cordas e desenvolveu um revestimento patenteado que, segundo a empresa, oferece a mesma proteção que os revestimentos normais de polímero, mas sem as desvantagens tonais.

Em nossa experiência, isso é evidentemente verdade. Essas cordas duraram mais do que aquelas sem revestimento, mas em nenhum momento pareceu que estávamos comprometendo o tom para obter essa durabilidade. Houve também uma redução notável no temido “chiado dos dedos”, o que as torna um encordoamento de alta tocabilidade e ótima sonoridade.

7- Ernie Ball Earthwood Phosphor Bronze

Foto da Ernie Ball

Especificações: Núcleo de aço com revestimento em latão, enrolamento em bronze fosforoso, sem revestimento.

+ A opção dos profissionais

+ Calor e clareza

+ Agudos e graves agradáveis

Outra entrada do rei das cordas. A série Ernie Ball Earthwood está criando um nicho agradável, oferecendo o calor e a clareza que você esperaria de um conjunto de cordas de bronze fosforoso. Ficamos satisfeitos em encontrar um tom mais equilibrado do que o esperado, com frequências altas e baixas bem sintonizadas uma com a outra.

A lista de profissionais que usam essas cordas é indicativa de sua capacidade: Paul McCartney, John Mayer e Brad Paisley estão comprometidos com a Earthwood.

8- Dean Markley Blue Steel Acoustic Guitar Strings

Foto da Dean Markley

Especificações: Núcleo hexagonal de fio de bandolim, envoltura externa de aço niquelado, sem revestimento.

+ Envoltura inovadora

+ Ótima sonoridade

+ Duradoura

A linha Blue Steel é única porque as cordas são congeladas criogenicamente usando nitrogênio líquido a -320 graus antes de serem embaladas. Isso, de acordo com o fabricante, tensiona as moléculas e minimiza as lacunas microscópicas nas quais a sujeira e o suor podem se esconder.

Truque ou não, essas cordas têm uma ótima sonoridade e, em nossos testes, duraram visivelmente mais do que as cordas sem revestimento normais.

9- D’Addario XT acoustic guitar strings

Foto da D’Addario

Especificações: Opções de bronze fosforoso e bronze 80/20

+ Cordas inovadoras
+ Revestimento extremamente eficaz

+ Opções para todos os estilos

+ Ótima estabilidade de afinação

D’Addario é uma empresa conhecida por sua dedicação à inovação em cordas de guitarra, e a linha XT tem o mais avançado até o momento.

Essas cordas meticulosamente projetadas combinam todas as idéias brilhantes da D’Addario, incluindo a NY Steel de alto carbono, a tecnologia de fusão por fusão e, é claro, as esferas coloridas nos extremos, e adicionam um novo revestimento de corda que não apenas triplica a vida útil da corda mas também dá uma sensação idêntica às cordas sem revestimento.

Elas estão disponíveis em cordas de aço e nylon, que oferecem uma construção até 42% mais forte e uma estabilidade de afinação 131% melhor do que as cordas normais.

10- DR Strings Dragon Skin

Foto da DR Strings

Especificações: Núcleo de aço, enrolamento em bronze fosforoso, revestimento K3.

+ Não corroe

+ Você pode suar!

– Não é a mais barata

Finalmente nesta lista, há algo para aqueles que suam mais. Os encordomaneots DR Strings Dragon Skin apresentam um revestimento exclusivo que, de acordo com a empresa, é ultra-rígido e não amortece vibrações. A DR acredita que revestimentos mais macios podem amortecer seu tom ou adicionar nuances indesejadas, e é por isso que optaram por fazê-las mais duras.

O resultado é uma série de cordas quase impermeáveis à corrosão, mas que mantêm a clareza e a articulação.


Texto escrito por Chris Corfield, jornalista com experiência de mais de 10 anos escrevendo para algumas das marcas de música mais importantes do mundo, como Orange Amplification, MusicRadar, Total Guitar e Dawsons Music.

Post original em https://www.guitarworld.com/gear/best-acoustic-guitar-strings

Tradução e adaptação do texto: Música & Mercado