MARKETING E NEGÓCIOS: Rock in Rio, as Olimpíadas da música

MARKETING E NEGÓCIOS: Rock in Rio, as Olimpíadas da música

por 13/05/2011

Como aproveitar para divulgar a sua loja atrelando-a às oportunidades que vêm junto do maior evento de música do ano

 

O País está em polvorosa por causa dos dois grandes eventos esportivos mundiais que serão sediados aqui. Alguns dizem que será um grande fiasco, sem a infraestrutura necessária, sem aeroportos e estádios prontos, ou inacabados, ou mesmo não comportando o fluxo de pessoas dos eventos. Não tiro a razão deles. Temos como características a falta de planejamento, o reduzido respeito aos prazos e aos orçamentos. Algumas vezes, ainda assim, dá certo, outras nem tanto. É importante estarmos preparados!

Mas, independentemente de o País estar ou não pronto, tenho absoluta convicção de que o lado emocional atingirá em cheio os bolsos dos consumidores, que praticarão mais esportes, reformarão as quadras dos clubes e condomínios, criarão centros de treinamento e comprarão muito vestuário e equipamentos esportivos. É com certeza um dos grandes legados dos eventos: a mobilização nacional pela causa.

Pois saiba que nós, com a música, temos oportunidades similares praticamente todos os anos e mal as aproveitamos. Somente para não ir muito longe, U2 e Paul McCartney, ambos com shows extras esgotados, movimentaram milhões de reais e centenas de milhares de pessoas em torno de seus shows. Vendem camisetas, bandeiras, bonés, bandanas e uma traquitana de vestuário que nem imaginamos que existe.

Pois vai acontecer a mesma coisa no segundo semestre deste ano. Artistas internacionais e os principais nomes da música brasileira estarão no Rio de Janeiro atraindo uma legião de fãs de todas as idades e classes sociais. Aumento garantido de consumo de música em todos os níveis: MP3, iPods, revistas, pôsteres, instrumentos, equipamentos e aulas serão consumidos por quem foi e também por quem não pôde ir. Essa é a mágica da música: ela transcende o espaço físico do show e se perpetua por muito tempo. É a experiência ampliada. Em marketing, chamamos de ‘experiência de consumo’.

800 kg de gel

Somente para se ter uma ideia, no primeiro Rock in Rio, em 1985, 1,380 milhão de pessoas passaram pelo evento ao longo de seus dez dias. Foram consumidos 1,6 milhão de litros de bebidas, 800 quilos de gel para cabelo, e o McDonald’s quebrou o recorde mundial, que ainda persiste, com a venda de 58 mil hambúrgueres em um só dia! Sem falar nos quase 2 milhões de camisetas do evento vendidas por todo o Brasil.

Agora imagine o impacto disso na sua loja. Quantas baquetas e palhetas serão vendidas a mais? E amplificadores, caixas e mesas? E iluminação, microfones e cabos?…

O céu é o limite…desde que você esteja preparado com uma ação proativa, um calendário de vendas alinhado ao evento, uma equipe extremamente bem preparada e uma comunicação continuada. Nem que seja no Facebook e no Twitter. Publicidade faz muita diferença. Crie vínculos com os shows, mesmo que virtuais. Junte a comunidade da cidade onde sua loja está instalada e fixe a sua loja como ponto central do Rock in Rio. Este é o momento.

Então prepare-se e não deixe de aproveitar a onda, a grande onda! É a nossa Copa do Mundo da Música! Depois não diga que não avisei!

Link

Entenda melhor o evento e sua dinâmica. Pode facilitar a atuação da sua loja.

www.rockinrio.com.br

Dica de livro

Lembra-se do caderno que pedi para você comprar em dezembro? Está usando? Eu não esqueci…

Conte-me por e-mail o que tem registrado. Espero seu contato em [email protected]