Harman superou meta para o Brasil em 25%

Harman superou meta para o Brasil em 25%

por 23/08/2011

 CEO e presidente da Harman Internacional, Dinesh Paliwal, esteve especialmente no país para anunciar o cumprimento da meta e lançar mais de 80 novos produtos da empresa

 No último dia 16, em coletiva de imprensa, ao lado do country manager do País, Rodrigo Kniest, e do gerente de produtos da linha Lifestyle, Alan Leider, Dinesh Paliwal, CEO e presidente da Harman International, se demonstrou satisfeito com relação ao primeiro ano de atuação da Harman do Brasil. “Superamos nosso plano inicial para este período em pelo menos 25% e isso me deixou ainda mais otimista para os planejamentos do próximo ano. Devemos investir ainda mais, trazer mais recursos e abrir mais fábricas. Por hora, temos a fabricação em Porto Alegre e Manaus, mas tenho visto que Porto Alegre tem muitos terrenos disponíveis de forma que devemos ter capacidade de alocar mais linhas de produção por lá. Muito ainda está por vir”, antecipou o CEO na ocasião.

O grande foco da visita foi mesmo o lançamento dos novos produtos, direcionados ao segmento consumer. Com foco em multimídia, home e personal, são mais de 80 produtos, entre home theaters, dockstations, computer speakers, headphones das marcas JBL, Harman Kardon e AKG, que estarão disponíveis, a partir de setembro, nas principais lojas desse setor. “Os produtos deixam de ser importados por distribuidoras e passam a ser comercializados pela própria Harman. Para isso, estamos investindo na engenharia, ampliando as redes de assistência técnica, além de usar um marketing mais agressivo”, diz Leider, gerente de produtos da divisão Lifestyle.

Paliwal deixou claro que quer se tornar líder no segmento consumer e, para isso, baixará os preços e tornará a marca mais popular. “Somos a única companhia com conhecimento em tecnologia profissional presente nestes mercados de consumo. Para nos tornarmos líderes, é uma mera questão de deixar esta tecnologia mais acessível”, explicou.

É a segunda vez em menos de um ano que o CEO aporta por aqui, sinalizando a atual importância do mercado brasileiro para a gigante norte-americana. Vale lembrar que a Harman International anunciou, em 10 de agosto, os números de seu ano fiscal. Suas vendas globais cresceram 12%, valor líquido de US$ 3,8 bilhões – só nos páises do BRIC (Brasil, Rússia, India e China) seu lucro aumentou em 68%.

Matérias relacionadas

Harman une JBL e Selenium

Harman do Brasil: meta de US$ 250 milhões

Harman & Selenium: a união de gigantes

Comentários

No Comments so far

Jump into a conversation

No Comments Yet!

You can be the one to start a conversation.

Your data will be safe!Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.