Como usar os cinco sentidos para aumentar as vendas

Como usar os cinco sentidos para aumentar as vendas

por 18/05/2011

Conheça a estrégia chamada de marketing sensorial e aprenda a usá-la na sua loja

Por Débora Carrari*

Desenvolver e colocar em prática uma estratégia de maketing é essencial para manter a competitividade. Não só para promover a empresa e atrair mais clientes, mas também para criar uma reputação para a sua marca, pensando nos resultados a longo prazo. Uma ideia que  pode trazer retorno rápido sem grandes investimentos é o marketing sensorial. Essa estratégia de marketing procura estimular os cinco sentidos na tentativa de ganhar o cliente. Veja a seguir como você pode colocar essa ideia em prática na sua empresa.

O marketing sensorial pode ser usado tanto para transmitir e estabelecer uma identidade para a marca quanto para estimular a venda do produto em si. A intenção do marketing sensorial é fazer com que o cliente associe sua marca a uma sensação agradável, que pode ser um aroma na sua loja, uma textura diferente em uma embalagem ou uma música ambiente.

O especialista e consultor do portal Administradores Wagner Campos tem algumas dicas do que fazer para estimular cada um dos sentidos dos seus atuais ou futuros clientes. Confira na íntegra:

Visão: Cuidado com o excesso de cores e imagens. Evite poluição visual. O produto deve ter destaque sem que as muitas mensagens venham a confundir o seu público-alvo. O estabelecimento deve escolher cores que identifiquem sua ideologia.

Audição: Músicas devem ser adequadas aos ambientes. Em lugares mais agitados, a música alta pode vir a atrapalhar. Escritórios, lojas e supermercados devem dispor de uma “rádio” interna própria, selecionando o tipo de música que envolva o ambiente ou, então, manter a sintonia em uma rádio que toque músicas que se identifiquem com o perfil dos clientes, num volume ideal ao seu público.

Tato: O consumidor brasileiro tem o hábito de “olhar” com as mãos. Deixar os produtos ao seu alcance pode ser uma grande oportunidade de agradáveis experiências aos consumidores e novos negócios para a empresa.

Paladar: Esse sempre foi o conquistador de todos. Há até o ditado: “conquistou o marido pelo estômago”. Oferecer ao cliente agrados como chocolates, balas ou outras guloseimas que agreguem, além do sabor, características visuais e olfativas, poderá tornar a experiência de compra inesquecível, bem como satisfazer o cliente pelo fato de ter ganhado um brinde.

Olfato: As essências podem ser utilizadas para personalizar o ambiente. É necessário apenas ter cautela quanto ao exagero da quantidade ou excesso de essências distintas em um mesmo ambiente.

Para saber exatamente com qual ou quais sentidos trabalhar, é recomendável procurar a consultoria de um especialista, porque cada marca e cada tipo de negócio precisa de ideias próprias.

* Débora Carrari escreve para o blog Empreendedores, onde este artigo foi originalmente publicado.