Anafima em ato contra a desindustrialização

Anafima em ato contra a desindustrialização

por 04/04/2012

Associação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e Áudio participam de passeata, ocorrida hoje, dia 4 de abril

 Com o nome de Grito de Alerta, uma passeata em defesa da produção e do emprego foi realizada hoje (4/4) pelas principais centrais sindicais do País na frente da Assembléia Legislativa de São Paulo contra a desindustrialização. Em rara oportundidade, o evento reuniu mais de 10 mil pessoas, entre empresários, funcionários e sindicalistas por uma pauta conjunta.

O protesto ocorreu em meio à série de discussões sobre o nível de desindustrialização que o Brasil vem enfrentando. Fontes oficiais dizem que o Brasil regrediu ao nível de industrialização dos anos de 1950. 

A indústria da música é uma das afetadas. Para Roberto Weingrill, da fábrica de instrumentos de sopro Weril, a valorização do Real tem criado sérios problemas para a indústria.De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e Áudio, Anafima, as fábricas, que hoje empregam cerca de 1.700 pessoas,  funcionavam com de 18 mil no passado.

Representantes da Anafima estiveram na passeata, ocorrida no dia seguinte ao anúncio governamental de medidas para estimular a produção da indústria brasileira. Na ocasião, o Governo prometeu R$ 60 bilhões em renúncia fiscal somente neste ano. Deiretamente, os mercados de áudio e de instrumentos musicais não foram beneficiados.

Em nota, o jornal ”A Folha de São Paulo” diz que o ato poderá mudar o status das mobilizações nacionais contra o processo de desindustrialização no país. Em certo sentido, reforça um movimento nacionalista que brota em vários setores da indústria e do movimento sindical.