Tendências de vendas para 2013

Tendências de vendas para 2013
dezembro 19 09:57 2012

Promover experiências únicas e tornar-se cada vez mais especializada deve ser o foco das empresas que buscam a diferenciação, garante o autor desta artigo, Claudio Diogo*

 Faltando menos de 20 dias para o fim de 2012, profissionais de vendas que querem tirar o melhor que o ano que vem tem a oferecer começam a buscar entender quais são as principais tendências para 2013 e, consequentemente, o que precisam fazer para se adaptar a elas.

Claudio Diogo (foto), especialista em vendas e consumo e diretor da consultoria Tekoare (empresa especializada na capacitação de vendedores) que ao longo de 2012 voou 200 trechos de avião para conhecer a realidade de vendas do Brasil, vai direto ao ponto e revela: “A principal tendência de vendas em 2013 é a especialização, a segmentação. Quanto mais a empresa for especializada – e estiver em dia com design, merchandising e treinamento de vendedores, claro – mais chances de ter um bom ano”.

Como bem lembra Claudio, hoje em dia até mesmo ruas comerciais estão se especializando, mostrando que o cooperativismo também ajuda nas vendas, já que lojas e lojistas com os mesmos interesses se unem em um shopping a céu aberto. “Existem as que vendem eletrônicos, que vendem sapatos, materiais esportivos, etc. E quando os clientes as descobrem, correm direto para elas quando necessitam o que elas oferecem. Isso ajuda a fortalecer as marcas e até mesmo a aumentar as vendas”, comenta.

Proporcione experiência

Outro ponto destacado por Claudio como tendência no mercado de vendas a partir de 2013 é a venda baseada no entretenimento. Segundo ele, cada vez mais as pessoas vão buscar experiência quando saem de casa para comprar. “Assim, oferecer mais do que um bom produto ou serviço é essencial”, afirma. Para isso,  cuidar dos mínimos detalhes é a primeira grande missão.

Leia também:  Nova loja em Recife, PE

Além disso, é preciso entender que para confiar em uma marca ou produto, as pessoas precisam experimentá-las, entreter-se com elas, e é sua função disponibilizar essas possibilidades. Preocupar-se com os cinco sentidos de cada cliente que entra na sua loja (qual é o cheiro que elas sentem? Que tipo de música?, etc.) ajuda a vender!

E entra também a preparação dos vendedores. “Não se admite mais só treinamento. A tendência é que os treinamentos de vendas passem a ser contínuos e com o foco não em atendimento, mas em entendimento dos clientes e das suas necessidades”, sugere o especialista.

Assim, é preciso ter na equipe de vendas profissionais consultivos, que atuem no pré-venda, procurem as informações necessárias para uma boa elaboração de proposta e, então, repassem a um segundo vendedor tudo isso, para que ele apresente ao cliente as soluções que vocês têm a oferecer.

*Claudio Diogo é especialista em vendas e consumo. Realiza consultoria na criação e desenvolvimento de métodos de vendas para inúmeras equipes de vendas no Brasil, atua como colunista e articulista de Vendas e Marketing com inúmeros artigos publicados em conceituadas revistas e jornais do país. É o autor do sucesso editorial “V.E.N.D.E.R. Mais e Melhor”, coautor do livro “Posso Ajudar? As 31 Dicas Para NÃO Vender” e autor no booklet “101 Dicas de Gerenciamento de Equipes de Vendas” pela Editora Quantum. É diretor da Tekoare.

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles