TECNOLOGIA MUSICAL: A semente que brota

TECNOLOGIA MUSICAL: A semente que brota
julho 03 14:29 2012

O mercado é igual para todos, então o que diferencia a sobrevivência de uma empresa enquanto outras sucumbem?

 

Olá, companheiros! Cá sentadin… Enrolando um cigarro de paia, fico vendo a fartura da lavoura inté onde o zoio pode enxergar… Uai! Que doido, sô!

Ano após ano, a safra de grãos cresce e posiciona o País como o celeiro do mundo. Ano após ano, vemos imensas colheitas de todo tipo de frutos, grãos etc. E, ano após ano, vemos enchentes, secas e todo tipo de contratempos que prejudicam a produção, mas continuamos lá, firmes e fortes.

Alguns agricultores privilegiados têm suporte e conseguem lidar com adversidades de maneira até que satisfatória. Outros, menores, encontram soluções no mínimo inovadoras para passar pelas dificuldades. E outros simplesmente preferem culpar a semente. A semente? Sim. A semente estava estragada…

Ao transportar essa situação para a nossa realidade, vemos um mercado de áudio e instrumentos cada vez mais profissional ao mesmo tempo que vemos muitos reclamarem da semente estragada. Isso foi muito visível na ultima edição da AES Brasil.

O ano de 2012 tem sido de crescimento para a maioria das empresas, e este crescimento é notado principalmente entre aqueles que se preocuparam em plantar a semente na hora certa — e, claro, foram cuidando da planta. Um exercício de paciência e perseverança, olhando para o futuro com uma visão realista de quando, e como, adubar, regar e proteger sua lavoura. Os resultados vieram já no primeiro trimestre e esses poucos visionários estão colhendo frutos maiores e mais valiosos que irão catapultar os negócios pelos próximos anos. Ah! A semente era a mesma para todos…

Colhendo a soja e plantando o milho

Erros comuns conforme o desenrolar do ano (e isso já citei em matéria anterior) se referem à falta da antecipação do planejamento em uma política que ainda prefere tentar consertar os erros cometidos a focar num futuro mais próspero.

Leia também:  MUNDO DIGITAL: Fora do lugar comum

Ao verificarmos que algumas empresas, do varejo e do atacado, tiveram taxas de crescimento expressivas neste primeiro quarto de 2012, podemos afirmar que este semestre será inesquecível e tão melhor que muitos de anos anteriores.

Notadamente é um ano de investimento, e a maior prova disso é a consolidação de posicionamento das marcas no mercado. De fato, é possível até arriscar e dizer que o tamanho da pizza aumentou e não simplesmente alguém pegou uma fatia maior.

É fácil observar: os que trabalham em paz têm obtido o sucesso almejado e as probabilidades indicam um crescimento ainda maior para o segundo semestre deste ano. Enfim, o mercado parece acordar para buscar novos canais de venda, novos nichos, novas demandas, consolidando-se como um dos mais importantes do mundo.

Ainda precisamos cuidar das plantinhas, e, enquanto colhemos a soja, plantamos o milho.

Reciclar seu mercado e aproveitar cada espaço sem deixar buracos é o que diferencia um grande agricultor de um latifundiário quebrado, que vive de memórias de quando era grande e não vê o tempo passar.

Dá tempo até o final do ano?

E novamente pensando aqui, olho para o futuro e vejo grandes mudanças, muitas empresas seguindo o caminho do sucesso e muitas indo na contramão disso tudo. Arrisco a fazer uma brincadeira e dou alguns palpites para este ano de 2012:

1- O dólar deve se manter na casa dos R$ 2,00/R$ 2,20 na média do ano, independente das consequências econômicas vindas da Europa. Deverá ter picos acentuados, mas na média terminará entre esses dois.

2- Algumas empresas do nosso segmento terão crescimento superior a 200% e até de 400%, para fabricantes. Os importadores deverão ficar entre 30% e 50%.

Leia também:  GESTÃO: Reimagine!

3- Haverá a encolha de algumas empresas importantes do mercado e, nesse sentido, mais oportunidades se abrirão.

4- Marcas de presença e outras do segmento premium investirão mais no Brasil, seja adquirindo empresas ou incentivando fortemente a promoção e o posicionamento junto ao mercado em diversos canais de venda, predominantemente nos mercados on-line.

5- O mundo não acaba em 21/12/2012, apesar de que, para alguns, isso irá fazer sentido na data.

Abraços e até a próxima!

 

Comentários
view more articles

About Article Author

MM
MM

Música & Mercado é uma revista empenhada em promover e divulgar o mercado e negócios para a indústria de áudio profissional, iluminação e instrumentos musicais. Nós amamos o que fazemos.

View More Articles